Entrar

Cashback: o que é esse tal dinheiro de volta?

Saiba agora o que é, como funciona e quais são as vantagens que o sistema de cashback pode oferecer a consumidores e empresas

colunista Fabiana Ramos
Publicado em: 20 de abril de 2022.

A fidelização dos clientes é o principal anseio das lojas. Quanto mais satisfeito estiver a clientela de um estabelecimento, mais sucesso a empresa terá e, provavelmente, mais vendas ela fará. E na busca para aumentar esta satisfação, muitas empresas têm implementado o chamado cashback.

A palavra americana significa, literalmente, “dinheiro de volta” e faz referência a compras feitas com o cartão de crédito ou até mesmo com o de débito. A ideia é justamente estimular o uso do cartão pelo cliente, oferecendo pontos ou créditos, com a finalidade de fazer com que ele volte ao estabelecimento para continuar comprando.

Acompanhe esse artigo até o final e fique por dentro de todos os detalhes sobre o sistema de cashback!

Mas o que é cashback?

Cashback é um sistema que reverte parte do dinheiro de uma compra para o cliente, seja na forma de crédito ou então por meio de descontos em uma próxima compra.

Fora do Brasil, este método já se estabeleceu e é usado desde a década de 90. Por aqui, a utilização do sistema cresce a cada ano, conquistando tanto as empresas quanto os clientes. Afinal, é um modelo de negócio em que todos saem ganhando! Tanto é verdade que, segundo pesquisa feita pela Serasa, 53% das pessoas consideram que o cashback é essencial na carteira digital.

Como funciona?

Basicamente o cashback funciona devolvendo parte do valor da compra para o consumidor. Na maioria das vezes, a devolução do valor é feita de maneira parcial, apesar de existirem casos em que o retorno é de 100% e até mesmo 150% do valor pago!

A quantia devolvida com o cashback é calculada em cima de uma porcentagem. Esta, por sua vez, varia conforme cada empresa, e o dinheiro devolvido pode variar entre 1%, 10%, 25%, 50% e, por que não, de 100%?

Tipos de cashback

Há diversas formas de ganhar o seu dinheiro de volta: algumas empresas disponibilizam o valor diretamente na sua conta corrente; outras, disponibilizam o cashback em uma carteira digital, permitindo que aquela quantia seja utilizada em uma próxima compra.

É importante ficar atento aos tipos existentes, percebendo o que mais faz sentido para você e o que atende melhor às suas necessidades.

Há também um tipo de cashback social, que é oferecido pelas empresas que revertem os valores a instituições que precisam de ajuda.

Vantagens

As vantagens do cashback se estendem tanto aos consumidores como para as próprias empresas. Veja abaixo os principais benefícios desse sistema.

Para a empresa

A empresa obtém inúmeras vantagens ao oferecer o cashback. Eis algumas delas:

• Fidelização de clientes, pois o “dinheiro de volta” estimula o cliente a voltar ao estabelecimento para obter cada vez mais vantagens;
• Aumento das vendas, uma vez que o cliente se sente motivado a realizar cada vez mais compras (de olho nos próximos cashbacks);
• Visibilidade, aumentando a flexibilização da oferta e tornando a loja cada vez mais atrativa, uma vez que sempre há promoções;
• Aumento de competitividade, “forçando” as empresas a melhorarem os seus produtos e/ou atendimento;
• Como ainda existem muitas empresas que não trabalham com cashback¸ quem já adotou o modelo aumenta sua fatia de mercado.

Para o cliente

O cliente também é muito beneficiado com os programas de cashback. Além de realizar suas compras com descontos e/ou vantagens, a competição entre as empresas faz com que os clientes tenham melhores produtos e melhor atendimento, por preços cada vez mais competitivos.

E quem é que não gosta de uma boa economia na hora de ir às compras, não é? Pagar menos ou até mesmo obter um produto “de graça” é uma super vantagem!

O cashback então vale a pena? É seguro?

O cashback, como dissemos, é vantajoso tanto para as empresas como para os consumidores.

Porém, com todas essas vantagens, os golpes envolvendo esse modelo de negócio não param de crescer. Já sabemos que tudo que envolve dinheiro necessita de atenção, portanto, seja cuidadoso ao se cadastrar em sites ou aplicativos que prometem “dinheiro de volta”. Somente realize o cadastro em sites confiáveis e que possuam selo de segurança. A credibilidade da empresa é fundamental para garantir sucesso na transação!

Vale destacar ainda que você também precisa ficar atento com o marketing feito pelas empresas que usam o cashback. Não é porque vai receber um bônus que você vai deixar a impulsividade falar mais alto e comprar coisas de que não precisa, apenas pelo receio de perder o desconto.

Sabemos que o saldo do cashback tem um prazo de expiração, mas é melhor perder o desconto do que gastar além da conta. Use o bônus com sabedoria e moderação!

Lojas que oferecem caskback

Os sites que são referência aqui no Brasil em relação a este programa são: Méliuz, Ame Digital, PagBank, PicPay e Banco Inter. Vamos explicar abaixo como cada um deles funciona.

Méliuz

Considerada a maior empresa brasileira de cashback, a Méliuz possui mais de 1.600 lojas parceiras. Desde pequenos empreendedores até aplicativos de venda. Neste modelo, o cliente consegue usar o valor na forma online ou presencial.

Depois que o cliente acumula o valor mínimo de R$ 20,00, ele pode solicitar o resgate desse dinheiro em sua conta bancária. Essa transferência não gera custos. Porém, ele pode optar pelo uso do crédito em uma loja parceira da Méliuz, de forma online ou presencial.

Ame Digital

A Ame solicita um cadastro no seu aplicativo, onde será necessário o preenchimento de dados pessoais. Após o cadastro, o cliente pode realizar suas compras no próprio aplicativo, escolhendo usar ou não o saldo do cashback.

Em optando pela compra, uma porcentagem do valor retorna para a conta digital Ame, ficando disponível de 7 a 30 dias após a efetivação da transação.

PagBank

É possível acumular cashback quando o cliente:

• Abastece em postos Shell;
• Quita boletos de forma parcelada no cartão;
• Faz o pagamento de assinaturas, como Spotify, Uber e alguns outros apps;
• Paga compras com QR Code nos parceiros;
• Realiza compras no Shopping PagBank;
• Recarrega celular em operadoras como Claro, Oi, Tim e Vivo.

PicPay

No PicPay, o cliente recebe dinheiro de volta ao realizar pagamentos na carteira digital. Atualmente, o valor de retorno é de até 5% do dinheiro gasto em despesas online usando o cartão de crédito, o que corresponde à recuperação de um valor máximo de R$ 50,00.

Banco Inter

No Inter é possível receber um valor de cashback comprando no Inter Shop, que é uma plataforma que possui mais de duzentas lojas cadastradas. O valor que o cliente recebe de volta pode corresponder até 20% do total gasto.

E mais: não é necessário ser correntista para ter o benefício.

Uma outra forma de também receber o benefício é utilizando o cartão de crédito Inter, bastando que a fatura seja paga através de débito automático. Neste caso, o crédito retorna em até 6 dias.

Ainda há o incentivo para que os clientes invistam em fundos com selo de cashback. Neste caso, o banco divide a receita com o investidor.

Fora essas empresas, existem vários tipos de cartão com cashback ou com outras vantagens, como pontos e milhas.

Esse é um ponto interessante a ser observado na hora de escolher o seu cartão. Quer conhecer as melhores opções para você? No eCred, você pode conferir as possibilidades que mais fazem sentido para o seu bolso!

serasaecred.com.br pertence e é operado pela Serasa S. A., uma sociedade anônima sob o CNPJ/MF 62.173.620/0104-95, com domicílio na Rua Dr. Léo de Carvalho, 74 – Sala 1105 – Bairro Velha – Blumenau-SC – CEP 89036-239. A Serasa S.A. não é instituição financeira. Somos um correspondente bancário das instituições: BANCO CBSS S/A – CNPJ: 27.098.060/0001-45, Banco Votorantim S.A. – CNPJ/ME: 59.588.111/0001-03, Banco Pan S.A. – CNPJ: 59.285.411/0001-13, Finamax S./A. – Crédito, financiamento e investimento – CNPJ: 00.411.939/0001-49 e possuímos uma plataforma online (“Serasa eCred”) que facilita o acesso de clientes a produtos e serviços ofertados por instituições financeiras parceiras e credenciadas na plataforma.

Os correspondentes bancários são empresas contratadas por instituições financeiras e demais instituições autorizadas pelo Banco Central do Brasil para a prestação de serviços de atendimento aos clientes e usuários dessas instituições. A atividade de correspondente bancário é regulada pelo Banco Central do Brasil, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. Prazo de pagamento: varia de acordo com a Instituição Financeira escolhida, podendo ser entre 3 e 60 meses. Custo Efetivo Total (CET): varia de acordo com a Instituição Financeira escolhida, podendo ser entre 26,76% e 605,85% a.a. Exemplo: Empréstimo de R$5.000,00. Taxa de juros: 3,23% a.m. A pagar em 18 parcelas mensais de R$380,55. Total a pagar: R$6.849,90. IOF incluso: R$134,00. Tarifa: R$0. CET: 52,80% a.a.

O Serasa eCred tem como compromisso a transparência com nossos clientes. Antes de iniciar o preenchimento de uma proposta, serão exibidos de forma clara: a taxa de juros utilizada, tarifas aplicáveis, número de parcelas, impostos (IOF) e o custo efetivo total (CET). Nossa central de atendimento está disponível para esclarecimento de dúvidas sobre quaisquer dos valores apresentados. Serasa Consumidor informa: o Serasa eCred é uma plataforma de comparação de ofertas de crédito 100% gratuita para consumidores.

Não realizamos nenhum tipo de cobrança para apresentar a você as propostas de crédito dos nossos parceiros. Caso receba alguma cobrança, não faça nenhum depósito ou pagamento, e entre em contato com o nosso time de atendimento.