Entrar

Como consultar e regularizar débitos de veículos?

Veja como consultar débitos de veículos de forma gratuita e confiável e o que fazer para se livrar dessa pendência financeira.

colunista Elaine Ortiz
Publicado em: 13 de janeiro de 2022.

O consumidor interessado em comprar um automóvel usado precisa conhecer muito bem o histórico do veículo. Ao fazer uma pesquisa prévia, o potencial comprador evita surpresas com multas e impostos atrasados, por exemplo. Pensando nisso, neste conteúdo vamos explicar como consultar débitos de veículos e onde checar se o carro ou moto tem alguma pendência na Justiça.

Como consultar débitos de veículos?

Para fazer a pesquisa completa, é preciso entrar nos sites do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do sistema de Restrições Judiciais sobre Veículos Automotores (Renajud).

Para ter acesso aos débitos e restrições de veículos de terceiros, é preciso entrar no link do Detran de seu estado, que vamos disponibilizar a seguir, preencher a placa e o Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) do automóvel.

No geral, o site do Detran registra débitos, restrições, vistorias (quando o estado exige) e até mesmo histórico de furto ou roubo. Também é possível fazer a busca no site da PRF. Para isso, você vai precisar da placa do veículo e o Renavam.

Como consultar débitos de veículos em cada estado

O jeito mais fácil de fazer a consulta de débitos do veículo é pela internet. Além do portal da Polícia Federal, como já mencionamos, é preciso acessar o Detran do seu estado. A seguir, disponibilizamos os links oficiais:

Polícia Rodoviária Federal
Detran Acre
Detran Alagoas
Detran Amapá
Detran Amazonas
Detran Bahia
Detran Ceará
Detran Distrito Federal
Detran Espírito Santo
Detran Goiás
Detran Maranhão
Detran Mato Grosso
Detran Mato Grosso do Sul
Detran Minas Gerais
Detran Pará
Detran Paraíba
Detran Paraná
Detran Pernambuco
Detran do Piauí
Detran Rio de Janeiro
Detran Rio Grande do Sul
Detran Rio Grande do Norte
Detran Rondônia
Detran Roraima
Detran Santa Catarina
Detran São Paulo
Detran Sergipe
Detran Tocantins

Carro com pendência na Justiça

Além da pesquisa de débitos e restrições de veículos no sentido financeiro, também é importante saber se o automóvel tem algum problema com a Justiça.

Existe, no Brasil, o sistema Renajud. Criada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a plataforma interliga o Judiciário ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), permitindo consultas e envio, em tempo real, à base de dados do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam); e de ordens judiciais de restrições de veículos – inclusive registro de penhora – de pessoas condenadas em ações judiciais.

Vale lembrar que também são consideradas restrições judiciais o não pagamento de financiamento e o envolvimento do automóvel em processos de divisão de herança.

Consulta de veículo roubado e sinistro

Além dos débitos financeiros e problemas com a Justiça, é muito importante que o consumidor interessado em comprar um automóvel usado confira se o veículo passou por um sinistro de média ou grande monta. Em caso positivo, a informação deve constar no campo “Observações” do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).

Isso porque o carro recuperado legalmente precisa do Certificado de Segurança Veicular (CSV). A existência do CSV também deve constar como observação.

De acordo com o Denatran, são considerados casos de média monta quando o veículo sinistrado for afetado nos seus componentes mecânicos e estruturais, envolvendo a substituição de equipamentos de segurança especificados pelo fabricante, e que, reconstituídos, possam voltar a circular. Já o sinistro de grande monta é a chamada “perda total”.

E quando o valor anunciado para a venda do carro parece bom demais para ser verdade? Para casos assim, a Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça desenvolveu um aplicativo gratuito para consulta de placas de carros roubados. Veja como usar:

  1. Baixe o aplicativo Sinesp Cidadão na Play Store – se utiliza smartphones com sistema operacional Android – ou na App Store, caso tenha um iPhone;

  2. Após o download, abra o aplicativo e clique em “Veículos”;

  3. Preencha os campos da placa do veículo, letras e números, e clique em “Checar situação”;

  4. Pronto! Basta conferir a mensagem para saber se o carro em questão foi ou não roubado.

Como resolver débitos de veículos?

No caso de débitos de veículos causados por problemas financeiros, se você é o proprietário do automóvel, precisa organizar suas contas para se livrar dessa pendência o quanto antes. A seguir, listamos algumas etapas que vão te ajudar nesse processo:

1 - Conheça a sua receita e despesas

Esse é o primeiro passo para quem quer começar um planejamento financeiro e se livrar das dívidas, como os débitos de veículos. Encare as contas e compare o que você ganha todo mês com tudo o que você gasta. Coloque tudo isso na ponta do lápis para que nenhuma informação se perca no meio do caminho.

2 - Identifique oportunidades de economizar e fazer renda extra

Depois de anotar seus ganhos e gastos, chegou a hora de identificar aquelas despesas que podem ser reduzidas ou cortadas do orçamento, mesmo que temporariamente. Só assim você poderá conseguir uma folguinha no orçamento e usar esse valor para quitar seus débitos relacionados ao automóvel.

Outra possibilidade é fazer uma renda extra. Se você tem dúvida sobre o que pode fazer para ganhar uma grana a mais, pense em quais são suas habilidades e como você pode aproveitá-la para fazer dinheiro no tempo livre.

3 - Considere refinanciar dívida

Se além das pendências com o seu veículo você perceber que está com outros problemas financeiros, recorrer a uma modalidade de empréstimo para sair dessa dívida pode ser uma boa opção.

Mas, atenção: para que esse plano realmente funcione, é importante que você dê preferência para contratar um crédito com taxas de juros mais baixas que as da dívida atual e escolha uma oferta com parcelas que realmente cabem no seu bolso. Do contrário, você poderá ficar com o orçamento comprometido e se enrolar novamente.

Depois de regularizar essa situação, mantenha o olho nas finanças para não perder o controle das contas novamente. Acesse o blog da Serasa para conferir mais conteúdos com dicas de educação financeira.