Entrar

Quais são os melhores cartões de crédito do mercado?

Saiba como analisar opções de cartões de crédito e escolher o melhor para você.

Existem diversos tipos de cartões de crédito no mercado, mas antes de solicitar o seu é preciso analisar alguns pontos para definir a opção ideal.

Isso porque cada consumidor tem perfis financeiros e necessidades diferentes. Portanto, os cartões de crédito mais interessantes para os seus amigos podem não oferecer vantagens para você.

Pensando nisso, preparamos este texto para mostrar o que você deve analisar para escolher o melhor cartão de crédito. Continue a leitura!

Como escolher os melhores cartões de crédito para você?

Os cartões de crédito chegaram ao Brasil há pouco mais de 50 anos, mas hoje já é possível encontrar diversas opções disponíveis no mercado.

Com tantas possibilidades, fica até difícil escolher a melhor alternativa, mas essa decisão é importante e deve ser tomada com cautela. A seguir, vamos mostrar algumas dicas para você fazer isso da melhor forma.

Entenda o que você realmente precisa

O primeiro passo para escolher o melhor cartão de crédito é saber o que você precisa. A partir disso, você poderá analisar os serviços e vantagens disponibilizados por cada empresa e entender se as tarifas cobradas pelo cartão de crédito realmente valem a pena para você.

Alguns cartões oferecem diversas vantagens aos clientes, como cashback e programa de pontos. Já outros não contam com esses benefícios, mas, em contrapartida, oferecem anuidade gratuita. Sendo assim, é preciso avaliar tudo isso antes de tomar uma decisão.

Busque novas possibilidades

Se você já tem conta em um banco, a sua instituição financeira poderá oferecer boas condições para conceder o cartão de crédito. Porém, antes de fechar o contrato vale a pena pesquisar outras opções para ver se não encontra algo mais atrativo em outras empresas.

Para isso, você pode contar com o Serasa eCred, a plataforma da Serasa que compara ofertas de cartões de crédito disponíveis em diversas instituições financeiras de uma só vez e recomenda as melhores opções de acordo com o seu perfil e necessidades.

Se você gostar de alguma sugestão, já pode fazer a contratação na hora, sem dor de cabeça. Assim, em vez de fazer pesquisas em diversos lugares, você garante que vai encontrar a melhor oferta sem fazer esforço. Bom demais, né?

Não se deixe levar pela facilidade de aprovação ou limite alto

Esses critérios são importantes, mas não devem ser os principais fatores para a tomada de decisão. Antes de mais nada, é fundamental contratar um cartão de crédito que esteja alinhado às suas necessidades e possibilidades de pagamento. Por isso, antes de fazer o pedido avalie:

Qual é a renda mínima necessária para contratação;
Anuidade e outras tarifas cobradas pelo uso do cartão;
Benefícios oferecidos – e se eles realmente farão diferença na sua rotina.

Ao aceitar um cartão que tem taxas muito altas só porque ele foi aprovado, por exemplo, você corre o risco de comprometer parte importante do seu orçamento e poderá ter problemas financeiros no futuro se não tiver um controle eficiente disso.

Outro ponto de atenção é quanto ao limite disponibilizado: nada de se empolgar e escolher um cartão só porque a instituição financeira liberou um limite de crédito alto, tá?

Aliás, uma dica interessante é nunca considerar o limite estabelecido pelo banco ou instituição financeira. Defina você mesmo quanto poderá gastar por mês com a fatura do cartão de crédito e fique com esse número em mente para não extrapolar o orçamento.

Alguns bancos já disponibilizam a opção de ajuste de limite em seus aplicativos. Se você precisar de um apoio extra para controlar os gastos, retirar parte do limite disponibilizado para você pode ser um caminho interessante.

O que as instituições avaliam para liberar cartões de crédito?

Depois de comparar diferentes cartões de crédito e escolher a melhor opção para você, é hora de fazer o pedido, mas vale lembrar que não há garantia de que ele será aprovado.

Antes de disponibilizar um cartão aos usuários, as empresas fazem uma análise de crédito para identificar o risco de inadimplência e definir as condições do crédito oferecido.

Essa avaliação varia de empresa para empresa, mas há alguns critérios que são comuns. É importante saber desses detalhes para entender como o seu perfil financeiro influencia esse processo.

Políticas internas

Independentemente do tipo de crédito solicitado (cartão de crédito, empréstimos ou financiamentos), cada empresa tem suas regras para decidir se aprovará os pedidos recebidos e quais serão as condições definidas.

É por isso que, ao pesquisar em mais de um lugar, o mesmo consumidor pode encontrar condições de juros e pagamento diferentes.

Perfil de crédito do consumidor

Esse é o critério mais significativo para a aprovação de um cartão ou de outra modalidade de crédito. Sendo assim, é fundamental ter hábitos financeiros saudáveis para ter um bom perfil de crédito.

As empresas normalmente avaliam o seu score, histórico de dívidas em seu nome, dados do Cadastro Positivo, renda mensal e outros dados. Para ter o crédito aprovado com mais facilidade, procure pagar as suas contas em dia e não ter o nome negativado.

Relacionamento com a instituição financeira

Quanto mais você utiliza os produtos oferecidos por uma instituição financeira, mais ela sabe sobre você, incluindo o seu perfil de pagamento.

Dessa forma, fica mais fácil aprovar crédito com segurança e liberar um cartão com um limite maior ou em condições mais atrativas, como isenção da anuidade ou pacotes exclusivos de benefícios, por exemplo.

Cuidados importantes ao utilizar cartão de crédito

Além de analisar as opções de cartões de crédito com cautela, depois da contratação é fundamental utilizar esse recurso de maneira consciente para que a fatura do cartão não vire uma bola de neve no futuro. Algumas dicas para isso são:

  • Tenha um planejamento financeiro para definir o quanto você pode gastar por mês no cartão;

  • Analise a fatura com atenção para não gastar mais do que pode pagar;

  • Evite emprestar o seu cartão de crédito para terceiros para não perder o controle da fatura;

  • Pague sempre o valor total da fatura do cartão.

Quando a pessoa não consegue pagar o valor total da fatura, ela entra no chamado crédito rotativo. Na prática, isso quer dizer que o valor que não foi pago será cobrado no mês seguinte, com juros mais altos, e ainda somado ao valor da próxima conta.

Nessa dinâmica, a dívida cresce de forma muito rápida e fica muito mais difícil conseguir quitá-la dentro do prazo. Por isso, não se deixe levar pela facilidade de pagar apenas uma parte da fatura para não se enrolar.

Depois de ler este conteúdo, você já sabe o que deve analisar ao solicitar cartões de crédito e, também, que não existe “o melhor cartão de crédito do mercado”. A melhor escolha é aquela que se adequa ao seu perfil e necessidades.

Quer comparar os cartões de crédito existentes no mercado para escolher a solução ideal para você? Acesse o Serasa eCred agora mesmo e confira as opções disponíveis para o seu perfil.

serasaecred.com.br pertence e é operado pela Serasa S. A., uma sociedade anônima sob o CNPJ/MF 62.173.620/0104-95, com domicílio na Rua Dr. Léo de Carvalho, 74 – Sala 1105 – Bairro Velha – Blumenau-SC – CEP 89036-239. A Serasa S.A. não é instituição financeira. Somos um correspondente bancário das instituições: BANCO CBSS S/A – CNPJ: 27.098.060/0001-45, Banco Votorantim S.A. – CNPJ/ME: 59.588.111/0001-03, Banco Pan S.A. – CNPJ: 59.285.411/0001-13, Finamax S./A. – Crédito, financiamento e investimento – CNPJ: 00.411.939/0001-49 e possuímos uma plataforma online (“Serasa eCred”) que facilita o acesso de clientes a produtos e serviços ofertados por instituições financeiras parceiras e credenciadas na plataforma.

Os correspondentes bancários são empresas contratadas por instituições financeiras e demais instituições autorizadas pelo Banco Central do Brasil para a prestação de serviços de atendimento aos clientes e usuários dessas instituições. A atividade de correspondente bancário é regulada pelo Banco Central do Brasil, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. Prazo de pagamento: varia de acordo com a Instituição Financeira escolhida, podendo ser entre 3 e 60 meses. Custo Efetivo Total (CET): varia de acordo com a Instituição Financeira escolhida, podendo ser entre 26,76% e 605,85% a.a. Exemplo: Empréstimo de R$5.000,00. Taxa de juros: 3,23% a.m. A pagar em 18 parcelas mensais de R$380,55. Total a pagar: R$6.849,90. IOF incluso: R$134,00. Tarifa: R$0. CET: 52,80% a.a.

O Serasa eCred tem como compromisso a transparência com nossos clientes. Antes de iniciar o preenchimento de uma proposta, serão exibidos de forma clara: a taxa de juros utilizada, tarifas aplicáveis, número de parcelas, impostos (IOF) e o custo efetivo total (CET). Nossa central de atendimento está disponível para esclarecimento de dúvidas sobre quaisquer dos valores apresentados. Serasa Consumidor informa: o Serasa eCred é uma plataforma de comparação de ofertas de crédito 100% gratuita para consumidores.

Não realizamos nenhum tipo de cobrança para apresentar a você as propostas de crédito dos nossos parceiros. Caso receba alguma cobrança, não faça nenhum depósito ou pagamento, e entre em contato com o nosso time de atendimento.