“O que é inflação?” e “podemos imprimir mais dinheiro?” são perguntas que todo mundo já se fez, ao menos, uma vez na vida. Estamos aqui para responder essas questões e te ajudar a compreender mais sobre o universo financeiro.

Você já deve ter percebido que quando os jornais anunciam que “a inflação subiu”, os preços no supermercado também aumentam. Essa é uma evidência de como o tema é importante para o seu conhecimento, já que te impacta diretamente. E para que não restem dúvidas, passaremos pela definição de alguns conceitos e, após isso, falaremos sobre ela – a temida inflação. O que responderemos aqui:

  • Afinal, o que é o dinheiro?
  • O que é PIB?
  • Como medir o custo de vida?
  • O que é IPCA e INPC?
  • O que é a Taxa SELIC?
  • O que é a inflação?
  • Histórico de inflação no Brasil
  • Regime de metas de inflação
  • Podemos imprimir mais dinheiro?

Afinal, o que é o dinheiro?

Historicamente, antes de surgir o dinheiro, as pessoas trocavam produtos de interesse, por exemplo:

  • A família do Pedro produz arroz.
  • A família da Ana produz leite.

Então, eles trocavam alguns litros de leite, por quilos de arroz. Dessa forma, as duas famílias teriam alimentos variados, não apenas o que colheram na própria fazenda. O problema é que era necessário um consenso entre as duas partes para ocorrer a troca. O Pedro precisava se interessar pelo leite e a Ana pelo arroz, caso contrário, a troca não aconteceria.

O dinheiro surge como um meio de troca genérico. Mesmo que o Pedro não queria o leite, ele pode vender o arroz para Ana e utilizar o dinheiro para comprar algo que, realmente, seja do interesse dele. Foi com essa intenção que surgiram as primeiras moedas, depois cédulas e hoje, até mesmo, o dinheiro virtual – aquele que fica no banco, no cartão de crédito, na poupança etc.

O que é PIB?

PIB é uma sigla que significa: produto interno bruto. Ou seja, é o valor de mercado de todos os bens e serviços finais que foram produzidos por uma sociedade em determinado período de tempo. Para calcular o valor do PIB é preciso responder três perguntas:

  1. Qual o período?
  2. Qual região?
  3. Por último, quanto foi produzido?
Exemplo 1 Exemplo 2
Qual o período? 2019 Qual o período? 2019
Qual a região? Brasil Qual a região? Estado de São Paulo
Quanto foi produzido
em bens e serviços?
R$ 7,3 trilhões Quanto foi produzido
em bens e serviços?
R$ 2,38 trilhões
Valor do PIB R$ 7,3 trilhões Valor do PIB R$ 2,38 trilhões
  • O que são os bens e serviços finais contabilizados? São considerados para o cálculo do PIB o valor dos carros produzidos, casas novas que foram construídas e gastos do governo. Também o investimento de empresas e a soma de todas as despesas da população no mercado interno (supermercado, transporte, aluguel, crédito etc). Além da produção agropecuária, educação, comércio, bens manufaturados no Brasil e outros elementos.
  • O que é valor de mercado? É a importância de determinado produto/serviço para a sociedade. Quanto mais importante ele for, maior será o valor de mercado e, consequentemente, maior será o preço que pagamos por ele.
  • Quem calcula o PIB oficialmente? O PIB é calculado pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Consulte grátis seu Score

Como medir o custo de vida?

O custo de vida representa o poder de compra de determinada sociedade. Por exemplo, considere que o custo de vida em São Paulo é maior que no Rio de Janeiro. Isso significa que: com a mesma quantia em dinheiro, será possível comprar mais itens no Rio de Janeiro (menor custo de vida) do que em São Paulo (maior custo de vida).

Quando o custo de vida aumenta, uma família que costumava gastar R$ 600,00 na compra do mês, por exemplo, pagará R$ 750,00 pelos mesmos itens. Ou seja, as coisas ficaram mais caras. Quem monitora isso são os Índices de Preços ao Consumidor, dentre eles se destacam o IPCA e o INPC.

O que é IPCA e INPC?

Como já mencionado, eles são Índices de Preços ao Consumidor, ou seja, medem o quanto está custando os produtos. O IPCA – Índice de Preço ao Consumidor Amplo – é utilizado oficialmente pelo IBGE e compreende o custo de vida das famílias com renda mensal de 1 a 40 salários mínimos. Enquanto isso, o INPC – Índice Nacional de Preços ao Consumidor – avalia o custo de vida das famílias com renda mensal entre 1 e 5 salários mínimos.

O cálculo é feito da seguinte maneira: cada índice elabora uma cesta básica de produtos que estão no consumo diários das famílias com a renda que especificamos acima. Então, todos os meses eles fazem uma pesquisa de preço para descobrir quanto está custando a compra desses produtos. A diferença encontrada no valor da compra, se comparado aos meses anteriores, é o que chamamos de “inflação”.

Negocie suas dívidas agora

O que é a inflação?

É um percentual (%) que indica a variação no Índice de Preços ao Consumidor. Ou seja, com base no preço dos produtos, a inflação diz se o dinheiro está valorizado ou desvalorizado. A inflação alta indica que o dinheiro tem menos valor do que antes. Então, você precisa de mais dinheiro para comprar o mesmo item.

Talvez, você já tenha associado o termo “inflação” com “produtos mais caros” e, basicamente, é isso que acontece. Com a desvalorização do dinheiro, os preços sobem porque o mesmo dinheiro de antes, agora, tem menos valor.

Histórico de inflação no Brasil

Na década de 1980, a inflação brasileira começa a crescer e atinge 8% ao mês no governo do presidente Tancredo Neves. José Sarney, assume a presidência em 1985 e seu mandato dura até 1990, nesse período foram lançados o Plano Cruzado, Plano Cruzado 2, Plano Bresser (com congelamento dos preços de produtos da cesta básica) e o Plano Verão – todas tentativas para controlar a inflação. Nenhuma deu certo.

Em 1990, Fernando Collor é nomeado presidente do Brasil – momento em que a inflação está em mais de 80% ao mês. Ele lança o Plano Collor, seguido pelo Plano Collor 2 (com congelamento da poupança) – ambos fracassaram e, por diversos motivos, o presidente sobre impeachment em 1992. Quem assume o cargo é Itamar Franco, ele implanta o Plano Real (moeda que utilizamos ainda hoje) e no final de 1994 a inflação brasileira começa a entrar nos eixos.

O governo do FHC (1995 a 2002), presidente Fernando Henrique Cardoso, dá continuidade ao bem sucedido Plano Real. A inflação chega a 12,53% ao final do seu mandato e a 5,90% ao final do governo Lula (2003 a 2011).

Regime de metas de inflação

Em 1999, foi adotado o Regime de Metas da Inflação. Ele serve para impor ao próprio governo a responsabilidade de controlar a inflação. É definido um valor máximo para a inflação em cada ano e, então, as medidas do governo trabalham para que a meta seja atingida. Essa é, também, uma forma de gerar segurança ao mercado e investidores.

Podemos imprimir mais dinheiro?

Definitivamente, não! Fazer com que a Casa da Moeda imprima mais cédulas, não faz com que a produção do PIB (que explicamos acima) cresça. Dessa forma, temos apenas a desvalorização do dinheiro em circulação.

Vamos utilizar frutas como exemplo, veja: no período da colheita, elas possuem o preço menor, justamente, por haver grande quantidade delas. Fora de época, as mesmas frutas são mais caras, dessa vez, por haver pouca quantidade delas. Ou seja, num período ela foi desvalorizada (fase de abundância) e em outro ela foi valorizada (fase de escassez).

O mesmo acontece com o nosso dinheiro. Imprimir mais cédulas e moedas (fase de abundância), faz com que o dinheiro seja percebido de forma desvalorizada. Para controlar a inflação é utilizada a Taxa Selic.

Valor vs Preço

Importante destacar que “valor” é diferente de “preço”. Quando dizemos “valor”, isso quer dizer como algo é percebido pela sociedade – se é importante/relevante ou não. O “preço” é a quantia cobrada pelo “valor” percebido – quanto maior o valor (importância), maior será o preço.

O que é a Taxa SELIC?

A Taxa Selic é controlada pelo Banco Central e orienta todas as taxas de juros no mercado. Ou seja, qualquer forma de crédito que você contrate, tem como base para definição dos juros a Taxa Selic naquele momento.

E como ela controla a inflação? Quando a Selic aumenta, os juros para o crédito também aumentam. Isso faz cair a procura pelos produtos, logo, o preço deles não sobe. Com os juros mais altos, o mercado se torna atrativo aos investidores e eles injetam dinheiro na nossa economia. Dessa forma, a produção do PIB começa a crescer e gerar renda e empregos (dinheiro para população).

Inflação sem complicação, só no Serasa Ensina!

Esse foi um tour completo pelo universo da inflação e como ela afeta o dia a dia das suas compras. Aqui, no Serasa Ensina, sempre trazemos conteúdos importantes sobre educação financeira, mas de uma forma descomplicada e fácil de entender. Compartilhe esse texto com seus amigos, acompanhe nosso canal no YouTube e o podcast do Serasa Ensina.

SEGUE QUE É SUCESSO!
Como consultar o Score na Serasa
Consultar CPF na Serasa online e grátis!
Como consultar o CPF pelo nome?
O que é a Consulta feita na Serasa?
4 passos simples para limpar o nome

Consulte grátis o seu Serasa Score!

VEJA AGORA SUA PONTUAÇÃO.

Consulte grátis seu CPF e seu SCORE Comece agora uma nova vida financeira.

Consultar agora