O que é taxa Selic? Descubra como funciona esse indicador e por que ele impacta a sua rotina.

Você sabe o que é taxa Selic? Mesmo que não saiba, já deve ter ouvido falar muito sobre ela nos noticiários e até nas páginas da Internet, especialmente ao consumir conteúdos sobre economia e finanças.

Vamos direto ao ponto: a Selic é a taxa básica de juros da economia e influencia os juros de todas as operações financeiras feitas no Brasil, incluindo as de crédito, como financiamentos, compras parceladas, empréstimos e outras.

Por isso, podemos dizer que a Selic que tem um papel importante na economia e afeta bastante a vida das pessoas; especialmente as que estão acostumadas a fazer compras a prazo ou recorrer a modalidades de crédito. Mas vamos aprender mais sobre esse indicador ao longo deste conteúdo.

O que é taxa Selic?

Muitas pessoas ficam se perguntando o que é a taxa Selic porque, apesar da sua importância, o assunto ainda fica muito limitado ao universo do mercado financeiro e economia nacional. Por isso, nem todo mundo entende como esse indicador influencia o seu bolso no dia a dia. Então, vamos ao início.

O Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) foi implementado em 1979 pelo Banco Central. Sua função inicial era trazer mais segurança e transparência para a negociação de títulos públicos.
Além disso, a Selic surgiu por meio da busca por um mecanismo que ajudasse a combater a inflação (aumento dos preços). Geralmente, quanto maiores são os juros, menor é a inflação.
Isso ocorre porque, em um cenário de juros altos, as pessoas tendem a comprar menos. Isso ajuda a diminuir a demanda e, também, reduzir os índices inflacionários.

Na prática, além de influenciar a taxa de juros em operações de crédito, a taxa Selic também influencia o desempenho de diversos investimentos financeiros e índices inflacionários. Em alguns tipos de investimento, o rendimento das aplicações está relacionado à Selic, então os investidores conseguem retornos maiores quando essa taxa alcança patamares mais altos.

A Selic é conhecida como a taxa básica de juros da economia brasileira. Ela, inclusive, serve como parâmetro para determinar outras taxas de juros, como as aplicadas em financiamentos e empréstimos.
E você sabe como a Selic é definida? A cada 45 dias, os membros do Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) se reúnem para analisar a situação da economia e decidir em quanto ficará a Selic. O órgão público se baseia em indicadores financeiros e econômicos do país para chegar ao valor da taxa. Em 2021, o Copom optou por reajustar a Selic, e atualmente ela está em 4,25% ao ano.

Como a taxa Selic afeta a sua vida?

Como pudemos perceber, a Selic é um indicador importante e afeta a vida das pessoas e diferentes maneiras. Em momentos de alta da taxa, os juros tendem a ser maiores, o que tende a reduzir os pedidos de crédito no país. O oposto também acontece: com a Selic mais baixa, o custo para pedir crédito também diminui e mais pessoas começam a fazer pedidos no mercado.

Para quem investe, alguns tipos de investimento estão atrelados à Selic, ou seja, rendem mais quando o indicador está mais alto. Em agosto de 2020, a taxa atingiu o seu menor nível histórico (2,0% ao ano). Desde então, muitos investidores começaram a rever sua estratégia para buscar opções que oferecessem melhores resultados.
A taxa básica de juros da economia brasileira também influencia na inflação. Geralmente, quanto maior for a Selic, menor tende a ser o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, considerada a inflação oficial do país).

Como a Selic afeta outras taxas de juros?

Já explicamos que a Selic é a taxa básica de juros da economia nacional e, por isso, influencia todas as outras taxas de juros, incluindo as aplicadas a empréstimos e financiamentos. Seguindo essa lógica, quanto maior for a Selic, maiores também serão os juros cobrados nessas modalidades de crédito.

Em momentos assim, pesquisar e comparar opções antes de fazer um empréstimo se torna ainda mais importante. Uma alternativa para conseguir melhores condições é acessar o Serasa eCred, a plataforma da Serasa que compara centenas de ofertas de empréstimo e indica a melhor opção disponível para o seu perfil sem que você perca tempo fazendo longas pesquisas.

Qual a previsão da Selic para os próximos meses?

Em 2020, durante o início da pandemia, a Selic esteve em seu menor patamar histórico: 2,0% ao ano. A medida foi uma tentativa do Banco Central de reduzir os juros das operações de crédito e estimular o consumo em um momento de maior fragilidade da economia.
No entanto, nos últimos meses, o indicador vem subindo à medida que a situação da pandemia tem se atenuado. Segundo os especialistas, essa tendência deve continuar pelo menos até o final de 2021.

Nesse contexto em que as modalidades de crédito tendem a se tornar mais caras, não se esqueça de verificar as ofertas disponíveis para você no Serasa eCred. Ao comparar diferentes ofertas, a plataforma da Serasa encontra com mais facilidade opções de empréstimo que cabem no seu bolso.

A taxa Selic é um importante indicador econômico, pois influencia muitas outras taxas de juros e, consequentemente, os preços de produtos e serviços oferecidos no país. Por isso, é muito importante estar por dentro de como está esse indicador antes de buscar crédito no mercado ou até para buscar as melhores opções de investimento.

Agora que você já sabe o que é taxa Selic e como ela afeta a sua vida, navegue o Serasa Ensina, o portal de educação financeira da Serasa, e confira mais conteúdos sobre economia e finanças que preparamos para você.

Consulte grátis seu CPF e seu SCORE Comece agora uma nova vida financeira.

Consultar agora