Entrar

O que pode deixar o meu nome sujo no Serasa?

Quer saber o que pode deixar o seu nome sujo no Serasa? Tire todas as suas dúvidas aqui!

Estar com o nome sujo no Serasa pode trazer grandes dificuldades para o consumidor que está em busca de crédito.

Isso porque, antes de aprovar pedidos de empréstimo, cartões de crédito, financiamentos e até parcelamentos em lojas, as empresas costumam realizar consultas para saber se o solicitante está negativado.

Por isso, é muito importante monitorar seu CPF e adotar bons hábitos financeiros para não cair na inadimplência.

Assim, em caso de necessidade, você encontrará maior facilidade e melhores condições para contratar crédito, mas não só isso. Com o nome limpo, você pode ter mais tranquilidade em relação à sua vida financeira.

Mas, afinal, você sabe o que pode deixar o seu nome sujo no Serasa? Continue a leitura para descobrir.

Quais situações podem deixar o nome sujo no Serasa?

Dívidas fazem parte da vida da maioria dos brasileiros, mas isso não é necessariamente ruim. Para muitas pessoas, os empréstimos, financiamentos, parcelamentos e carnês são meios para alcançar novos objetivos e tirar planos do papel.

O problema começa quando essas dívidas fogem do controle e você não consegue honrar com aquele compromisso.

Quando isso acontece, as empresas credoras iniciam os processos de cobrança. Caso não tenham sucesso, o próximo passo é solicitar aos órgãos de proteção ao crédito, como a Serasa, que incluam o seu nome na base de inadimplentes.

Confira, a seguir, as principais dívidas e pendências financeiras que podem deixar seu nome sujo no Serasa.

Dívidas com bancos e cartões de crédito

De acordo com o Mapa da Inadimplência, o estudo mais recente sobre endividamento realizado pela Serasa, as dívidas com bancos e cartões de crédito são as principais causas de inadimplência no Brasil.

Ao todo, quase 30% dos mais de 62 milhões de consumidores negativados possuem esse tipo de dívida, que envolve, por exemplo, o não pagamento de faturas, cheque especial, empréstimos e financiamentos em atraso.

Contas de consumo

As contas de consumo, como as de água, luz, gás, telefone e TV a cabo são as que mais corroem o orçamento doméstico. Elas também representam a segunda maior causa de inadimplência, segundo o mesmo levantamento ao Serasa.

Compras no varejo

Pendências com o varejo também estão entre as principais responsáveis pela negativação dos brasileiros.

Em geral, isso envolve os famosos carnês oferecidos, principalmente pelas grandes lojas, como alternativa para fazer compras a prazo.

Por isso, antes de aceitar qualquer cartão de loja, avalie suas reais necessidades e, mais que isso, sua situação financeira para não se enrolar com essa linha de crédito.

Os especialistas explicam que, para quem tem dificuldade de controlar as compras por impulso, por exemplo, o ideal é concentrar as contas em um só cartão, para facilitar o controle do orçamento e das faturas.

Cheques sem fundo

Outro ponto que pode deixar o nome sujo no Serasa é pagar algum bem ou serviço com cheque sem fundo.

Apesar de ser um meio de pagamento cada vez menos utilizado, essa prática ainda representa uma das principais causas de inadimplência e negativações no país.

Participação em falência

Se você é sócio ou proprietário de uma empresa, também pode ficar com seu nome sujo no Serasa em caso de falência.

Isso porque, dependendo do regime jurídico do negócio, os sócios têm responsabilidade sobre as dívidas.

De modo geral, quando uma empresa decreta falência, seus bens são vendidos e utilizados para quitar as pendências financeiras. Porém, quando o valor dos bens não é suficiente para quitar todas as dívidas, os sócios podem ser condenados utilizar seu próprio capital para essa finalidade. Em caso de não pagamento, seu nome pode ficar sujo no Serasa.

Protestos

Se você assumir uma dívida por meio de cheque, duplicata mercantil ou nota promissória e não quitá-la, também pode acabar com o nome sujo no Serasa. Esses documentos podem ser utilizados para comprovar a inadimplência de uma pessoa física ou jurídica, portanto, é preciso ficar atento.

Ações judiciais

Você sabia que mesmo dívidas informais, como empréstimos com conhecidos e familiares, podem deixar o seu nome sujo no Serasa?

Isso porque se a pessoa com a qual você contraiu a dívida entrar com uma ação judicial e comprovar a inadimplência, você será intimado a quitá-la e, se não pagar, poderá acabar com seu nome sujo.

Além de problemas financeiros, esse tipo de situação gera desconforto entre amigos e parentes, então, não pense que esses empréstimos informais devem ser colocados em segundo plano: seja qual for a sua dívida, ela precisa ser priorizada.

Golpes ou fraudes

Por mais estranho que pareça, se você for vítima de golpes ou fraudes, também poderá acabar com o nome sujo no Serasa e outros birôs de crédito.

Isso acontece porque os golpistas utilizam seus dados para se passar por você e realizar compras, contratar empréstimos, financiamentos e contrair outras dívidas em seu nome.

Nesses casos, cabe ao consumidor contestar as dívidas judicialmente para tentar voltar a ficar com o nome limpo, mas não há garantia de que o resultado será favorável para a vítima. Mas o que você pode fazer para se proteger desse tipo de situação?

Geralmente, os consumidores só descobrem essas fraudes financeiras quando tentam obter crédito e têm a solicitação recusada, o que por si só já representa um grande contratempo.

Para evitar situações como essas, você pode utilizar o Serasa Premium. Com ele, você conta com serviços como:

  • Monitoramento de CPF: permite que você fique por dentro de todas as alterações em seu nome, incluindo dívidas e negativações.

  • Monitoramento do Serasa Score: informa o que acontece com a sua pontuação de crédito e como o mercado enxerga suas ações.

  • Monitoramento de consultas: informa sobre qualquer consulta realizada em seu CPF.

Com o Serasa Premium, você pode ser alertado sobre as tentativas de fraudes financeiras assim que elas ocorrerem e, assim, evita ficar com o nome sujo no Serasa indevidamente.

O que fazer para não ficar com o nome sujo no Serasa?

Para não ficar com o nome sujo você precisa ter um bom comportamento financeiro. Isso significa, entre outras coisas:

– Não contrair dívidas que você não poderá pagar;
– Monitorar o seu CPF com frequência para identificar fraudes;
– Construir uma reserva de emergência;
– Elaborar um planejamento financeiro;
– Pagar suas contas em dia.

Estou com o nome sujo no Serasa. E agora?

Se as dicas chegaram tarde demais e você já está com o nome sujo no Serasa, não se desespere.

Hoje, você pode negociar suas dívidas pela Internet de forma fácil, segura e 100% online pelo Serasa Limpa Nome, a maior plataforma de negociação de dívidas do país. E o melhor: você não paga nada para acessá-la!

No Serasa Limpa Nome, você pode consultar suas dívidas, negociá-las e fechar um acordo em até três minutos, com descontos de até 90% sobre o total devido. Gostou? Veja como é fácil: que você negocie suas dívidas em até 3 minutos e ainda obter descontos de até 90%. Basta seguir os seguintes passos:

  1. Acesse o Serasa Limpa Nome

    Acesse o site do Serasa Limpa Nome ou o aplicativo da Serasa, disponível para download gratuito no Google Play e na App Store, e informe seu CPF e senha.
    Se você ainda não tem um cadastro, pode fazer o seu na hora. Ao concluir o login, se você tiver uma dívida atrasada ou negativada, ela aparecerá na tela.

  2. Verifique as informações sobre a sua dívida

    Depois de visualizar sua dívida, clique em “Ver oferta” para conhecer as opções de pagamento disponíveis para você. Aí, é só escolher a melhor alternativa para o seu orçamento e a data de vencimento dos boletos, caso queira parcelar seu acordo.
    Se preferir e puder, você também pode emitir um só boleto e quitar a dívida à vista.
    Lembre-se de fazer essa escolha com cautela para não comprometer grande parte do seu orçamento com parcelas altas e se enrolar novamente.

  3. Confirme as opções de pagamento escolhidas

    Revise o acordo feito e clique em “Declaro que li e concordo com os termos e condições”. Aí, é só avançar e pronto! Seu acordo de negociação está feito.

Depois de pagar seu boleto, em até cinco dias úteis você deixa de ficar com o nome sujo no Serasa. Esse é o prazo que as empresas têm para solicitar a exclusão do seu nome da base de inadimplentes.

Mas, atenção: para não voltar a ficar negativado, você precisa pagar todas as parcelas do acordo em dia, ou a empresa credora poderá negativar o seu CPF/CNPJ novamente.

Agora que você já entendeu o que pode deixar o seu nome sujo no Serasa e o que fazer para sair dessa situação, acesse o Serasa Limpa Nome para consultar seu CPF gratuitamente e conferir as ofertas de negociação de dívidas disponíveis para você.