Entrar

Como fazer o cálculo do décimo terceiro salário 2021?

Tem carteira assinada? Separamos o passo a passo completo para te ensinar como fazer o cálculo do décimo terceiro salário 2021?

colunista Veridiana Lopes
Publicado em: 09 de dezembro de 2021.

Realizar o cálculo do décimo terceiro é essencial para usá-lo da melhor forma! Final do ano é quase sinônimo de “décimo terceiro” para quem trabalha com carteira assinada, não é? Muitos colaboradores ficam animados para receber esse dinheiro extra e fazem vários planos com ele.

Não importa se o seu plano é pagar as contas de começo de ano, investir ou viajar. Você precisa descobrir exatamente quanto e quando vai ganhar para que o planejamento seja bem-feito!

Separamos aqui tudo o que você precisa saber para calcular o seu décimo terceiro.

Quando vou receber?

As empresas devem pagar a primeira parcela do décimo terceiro até o dia 30 de novembro de 2021. Já a segunda parcela deve ser paga até o dia 20 de dezembro.

É importante lembrar que o trabalhador que não completou 12 meses de vínculo com a empresa ainda assim tem direito ao décimo terceiro salário. Porém, ele é sempre proporcional ao período trabalhado (sendo o mínimo de 15 dias).

Então, caso você tenha trabalhado com carteira assinada por mais de 15 dias no ano de 2021, já tem direito ao benefício.

Há algum desconto?

Dentro do regime CLT, há o desconto de impostos mensalmente em seu holerite. Essa é a diferença entra o salário “bruto” e o salário “líquido”. O segundo, como o nome diz, é líquido de impostos.

Para o décimo terceiro, não é diferente. Como o pagamento é dividido em duas parcelas, na primeira não há descontos. Já a segunda parcela, conta com o desconto de INSS e IRRF (Imposto de Renda).

A parte do cálculo pode parecer difícil no começo, mas vou te mostrar que é bem simples.

Acompanhe comigo! Vou mostrar o passo a passo para o cálculo da primeira e segunda parcela considerando um salário bruto (registrado em carteira) de R$ 4.000,00.

· Desconto do INSS

O INSS é o imposto que garante o seu benefício para a aposentadoria e é descontado mensalmente em folha de pagamento. Para o décimo terceiro salário, não é diferente.

Salário Alíquota do INSS

Até R$ 1.100,00 7,5%

De R$ 1.100,01 até R$ 2.203,48 9%

De R$ 2.203,49 até R$ 3.305,22 12%

De R$ 3.305,23 até R$ 6.433,57 14%

Fonte: INSS

A partir de 2021, a forma de calcular o desconto de INSS mudou. E isso ficará claro no exemplo prático:

O salário que estamos usando como exemplo se encaixa na última faixa da tabela, tendo um desconto de 14%. Porém, a partir deste ano, o cálculo deve ser feito considerando todas as faixas:

FAIXA 1: R$ 1.100,00 * 7,5% = R$ 82,50

FAIXA 2: R$ 2.203,48 (valor máximo da faixa atual) – R$ 1.100,01 (valor mínimo da faixa atual) = R$ 1.103,47 * 9% = R$ 99,31

FAIXA 3: R$ 3.305,22 (valor máximo da faixa atual) – R$ 2.203,49 (valor mínimo da faixa atual) = R$ 1.101,73 * 12% = R$ 132,20

FAIXA 4: R$ 4.000,00 (nosso salário bruto) – R$ 3.305,23 (valor mínimo da faixa atual) = R$ 694,77 * 14% = R $97,27

TOTAL DE INSS= FAIXA 1 + FAIXA 2 + FAIXA 3 + FAIXA 4

Ou seja: R$ 82,50 + R$ 99,31 + R$ 132,20 + R$ 97,27 = R$ 411,28

Ufa! São muitos números, mas é mais simples do que parece. E o mesmo raciocínio pode ser usado para qualquer valor de salário, seja da faixa 03, 02 ou 01.

· Desconto do IRRF

Esse é o desconto do Imposto de Renda. Como falamos popularmente, serve para “acertar as contas com o leão”. O tributo é cobrado pelo governo sobre os ganhos pessoais, sendo o seu salário um deles.

O desconto em folha do Imposto de Renda é bem mais simples. Para começar, você precisa calcular o salário bruto – desconto do INSS.

No nosso exemplo, é R$ 4.000 – R$ 411,28 = R$ 3.588,72 → essa será a nossa base de cálculo para o Imposto de Renda.

TABELA PARA 2021

tabela

Para descobrir o desconto de IRRF, a fórmula é:
IRRF = (BASE IRRF * ALÍQUOTA IR) – PARCELA DEDUTÍVEL

Bora para a prática:
IRRF = (R$ 3.588,72 * 15%) – R$354,80
IRRF = (R$ 538,30) – R$ 354,80
IRRF = R$ 183,50

Caso tenha dependentes, basta somar o valor de R$ 189,59 para cada um deles.

Como calcular a primeira parcela do décimo terceiro?

Chegamos na parte boa: quanto vem para sua conta no meio disso tudo? Agora que descobrimos o valor dos descontos, está na hora de calcular o quanto você recebe de verdade!

01 – O primeiro passo é descobrir a quantidade de meses trabalhados para a empresa e o salário bruto do mês de novembro. Caso tenha dúvidas, você consegue consultar as duas informações em seu holerite.
02 – Divida o salário bruto de novembro por 12.
03 – Multiplique o resultado do passo 02 pela quantidade de meses trabalhados.
04 – Divida o resultado por 2 e pronto! Esse é o valor da sua primeira parcela do décimo terceiro.

Em um exemplo prático:
Passo 01: Vamos supor que o seu salário bruto é R$ 4.000 e a quantidade de meses trabalhados é 8.
Passo 02: R$ 4.000,00/12 = R$ 333,34
Passo 03: R$ 333,34* 8 = R$ 2.666,72
Passo 04: R$ 2.666,72/2 = R$ 1.333,36 → esse é o valor da sua primeira parcela!

Como calcular a segunda parcela do décimo terceiro?

Conforme citado no início desse artigo, os descontos referentes à folha de pagamento ficam para a segunda parcela do décimo terceiro. Neste caso, o cálculo é mais simples. A fórmula é:

SEGUNDA PARCELA = PRIMEIRA PARCELA – INSS – IRRF

Colocando em prática com o nosso exemplo: R$ 1.333,36 – R$ 411,28 – R$ 183,50 = R$ 738,58 → esse é o valor da sua segunda parcela!

Somando as duas parcelas, para o nosso exemplo de alguém que trabalhou 8 meses no ano e com um salário de R$ 4.000,00 bruto, o total do décimo terceiro é R$ 2.091,94.

O cálculo pode parecer trabalhoso, mas, seguindo esses passos e anotando tudo direitinho, fica simples. Há inclusive simuladores online caso não queira fazer tudo na mão.

Agora não tem desculpa para não se planejar com esse valor, né? Com esse passo a passo, você consegue projetar exatamente o quanto vai receber no final do ano, realizando o cálculo do décimo terceiro, independentemente de quando iniciou na empresa!