As compras no mercado estão pesando no orçamento da sua família? Separamos 5 dicas práticas para você economizar. Confira!

As compras no mercado consomem uma parcela importante do orçamento familiar, e com a alta dos preços dos alimentos, seguir algumas dicas para economizar tem sido cada vez mais importante. Desde que a pandemia do novo coronavírus chegou ao Brasil, em março de 2020, a alta acumulada chegou a quase 20% em 12 meses, enquanto a inflação oficial do período foi de apenas 5,2%.

Por isso, separamos algumas dicas importantes para você gastar menos quando for às compras. Confira, a seguir:

1. Escolha a frequência ideal para fazer compras

A primeira estratégia para economizar no mercado é escolher a frequência certa para comprar. Mas o que será que é melhor: ir ao supermercado todos os dias, uma vez por semana ou uma vez por mês?
Não existe uma resposta pronta, porque a situação de cada família é diferente. Para uma pessoa que mora sozinha, por exemplo, pode ser melhor fazer compras diárias. Assim, dá para repor apenas os itens que estão faltando e comprar em quantidades menores para evitar desperdício.

Já houve um momento em que as compras diárias, ou no máximo semanais, eram recomendadas para todos. Compras “do mês” eram vistas como uma opção ruim do ponto de vista financeiro. No entanto, hoje a situação está um pouco diferente, e o aumento frequente dos preços nem sempre torna as compras frequentes tão interessantes: se você leva pacote de arroz hoje e volta depois de três dias para comprar outro, já vai pagar mais caro pelo produto. Ou seja, você consegue economizar mais se comprar volumes maiores antes que ocorra um novo reajuste.

2. Dê preferência para cestas básicas prontas

Outra estratégia importante é escolher entre a compra de cestas básicas ou itens separados. É verdade que comprando os itens separados você tem maior liberdade de escolha em relação a tipos e marcas. Além disso, pode até conseguir economizar um pouco, selecionando produtos mais baratos que os encontrados na cesta básica pronta.
No entanto, se você comparar o preço da cesta básica pronta com uma compra de itens separados com exatamente a mesma composição, a cesta, na maioria das vezes, oferece um preço melhor. Além disso, escolher a cesta é uma boa forma de levar os alimentos essenciais para casa, sem cair na tentação de comprar itens desnecessários.

Vale a pena lembrar que existem muitas opções de cestas básicas disponíveis, com composições e quantidades de produtos diferentes. Fazendo uma pesquisa detalhada, você certamente vai encontrar uma opção que atende às necessidades da sua família.

3. Compra de volumes maiores

A terceira estratégia exige, primeiro, quebrar um mito: economizar nas compras no mercado não é sempre sinônimo de comprar pouco. Parece estranho? Então, vamos entender melhor!
Fazendo a compra de volumes maiores, você pode conseguir preços melhores no final das contas. Veja esse exemplo: sua família consome uma caixa de leite por semana. Você pode levar uma caixa de leite por R$ 5,00 ou um lote de 10 leites por R$ 45,00. Na segunda opção, apesar de o preço total ser maior, você levou cada caixa de leite por R$ 4,50. Ou seja, existe uma diferença de preço interessante na unidade.

Comprando a caixa, após dois meses, você gastou R$ 50,00 em leite. Com o lote, você compra uma vez e leva leite suficiente para os dois meses por R$ 45,00. Então, no final desse período, você teve uma economia. Também é inportante lembrar que o leite, por exemplo, sobe de preço constantemente. Então estes R$ 5,00 que você paga hoje, talvez não sejam possíveis daqui dois meses.

Comprar volumes maiores com preço unitário inferior pode não parecer econômico de imediato. No entanto, considerando seus gastos em médio e longo prazos, é uma boa estratégia.
Porém, não se esqueça de que essa estratégia só funciona com produtos não perecíveis, já que você vai comprar itens para consumir durante mais tempo. Então, fique de olho nos prazos de vencimento. Se os alimentos estragarem antes de serem consumidos, a sua economia vira desperdício e prejuízo.

4. Pesquise os dias da semana que têm promoção

Essa estratégia pode parecer antiga, mas ainda funciona muito bem. Na hora de ir ao supermercado, escolha os dias de promoções. Mesmo que você precise reorganizar sua agenda para ir às compras na quarta ou quinta-feira, pode valer muito a pena.

É uma prática comum dos estabelecimentos definir dias específicos na semana em que os preços de certas categorias de alimentos ficam mais baixos. Aproveite essas promoções para comprar principalmente alimentos não perecíveis, como carnes e verduras, escolhendo as opções que estiverem mais acessíveis na semana. Esses são produtos que você não consegue comprar em lote por um preço mais barato. No entanto, isso não significa que é impossível estocar em casa quando o preço está bom.

Se você identificar uma excelente promoção, pode sim levar uma quantidade maior. Afinal, carnes e muitos vegetais podem ser congelados e continuam perfeitamente adequados para o consumo por semanas e até meses.

5. Faça um planejamento

Assim como qualquer gasto, as compras no mercado também exigem um planejamento financeiro. E a maneira mais eficiente de aplicar essa estratégia para economizar é criar um planejamento duplo.
Por um lado, você deve planejar os itens que precisa levar, com base no que sua família consome e no que realmente está faltando em sua despensa.

É claro que, mesmo com essa lista, você ainda pode acabar gastando além do ideal, a depender dos tipos e marcas de itens. Por isso, a segunda parte do planejamento é estabelecer um valor máximo que pode ser gasto na compra.
Assim, se você gastar um pouco com o arroz, por exemplo, sabe que vai precisar controlar o gasto no óleo, para não ultrapassar o limite do valor total da compra.
Para que essa estratégia realmente funcione, você não pode se esquecer de levar a lista de itens e a calculadora para o supermercado.

Além disso, pode ser uma boa ideia fazer as compras sozinho, para evitar que produtos supérfluos entrem no carrinho e o valor da compra fique acima do que você estabeleceu. Você sabe como, por exemplo, é difícil economizar com as crianças junto, não é mesmo?
Seguindo essas cinco estratégias, você faz as compras no mercado e abastece a despensa, enquanto também cuida de maneira responsável da saúde financeira da sua família.

Esse conteúdo foi útil para suas finanças pessoais? Então, continue no blog Serasa Ensina para conferir outras dicas e aprender mais sobre educação financeira.

Faça a faxina nas suas contas!

NEGOCIE GRÁTIS SUAS DÍVIDAS

Consulte grátis seu CPF e seu SCORE Comece agora uma nova vida financeira.

Consultar agora