Você sabe o que significa lockdown? Entenda como funciona essa medida para promover isolamento social.

Afinal, o que significa lockdown? Essa é uma pergunta que você provavelmente fez a si mesmo, ou a alguém próximo, quando a pandemia do novo coronavírus começou a se espalhar pelo Brasil, em 2020. Isso porque o lockdown foi uma das primeiras e mais importantes medidas adotadas para tentar frear o avanço da doença no paós.

Mesmo para quem sabe o que significa lockdown, o tema ainda é considerado um pouco controverso. Existem benefícios associados com essa medida, mas ela também provoca algumas consequências preocupantes. Entenda mais sobre o assunto ao longo deste conteúdo.

O que significa lockdown e por que é diferente de quarentena?

Lockdown é um termo em inglês sem correspondência exata para o português. Em tradução livre, significa algo como “trancar as portas”.
Por isso, ele é usado justamente para se referir a uma medida de bloqueio total. Na prática, o lockdown promove o fechamento geral de estabelecimentos e o impedimento da circulação livre de pessoas. Em formas mais rígidas, gera até a restrição do uso de vias públicas, como estradas e rodovias.

É importante não confundir o lockdown com outras medidas de isolamento, como a quarentena.
Embora a quarentena também tenha o objetivo de promover o isolamento social, reduzindo o contato, não chega a efetuar um bloqueio tão intenso das atividades, mas funciona apenas como um “controle de fluxo”.
O decreto de uma quarentena pode afetar apenas alguns tipos estabelecimentos comerciais considerados não essenciais, como salões de beleza e cinemas, por exemplo. Ou então permitir que esses locais só atendam em alguns dias e horários específicos, com uma capacidade de lotação reduzida no local. Basicamente, a quarentena é mais flexível que um lockdown.

Como funciona o lockdown

Agora que você sabe o que significa lockdown, vamos explicar seu funcionamento. Você sabe de quem parte a ordem para “fechar as portas”?
Para que ocorra um lockdown, é preciso haver uma ordem do Estado. Ela pode partir do governo ou ser imposta pela Justiça. Além disso, essa medida, por ser mais drástica do que outras, é tratada como um último recurso, e deve ser adotada em situações extremas.

Quando o lockdown é decretado, somente serviços essenciais podem permanecer funcionando em qualquer dia ou horário. Estes serviços tratam sobre atendimento urgente ou de controle, como: delegacias, hospitais, postos de gasolina e afins.
Além disso, durante um lockdown as pessoas podem circular nas ruas somente para utilizar esses serviços ou trabalhar neles. Dessa forma, há permissão para bloquear acessos aos parques, praças e espaços de lazer.
Para completar, podem ser implementadas restrições de viagem. Nessas condições, as pessoas na área em lockdown também podem ser impedidas de se deslocarem para outras regiões. Da mesma forma, pessoas de fora não podem entrar na área em lockdown.

O objetivo dessa medida é reduzir ao máximo o contato social e desacelerar a transmissão de doenças. A duração do lockdown varia de acordo com o tempo necessário para fazer o número de infectados cair e reduzir o nível de ocupação dos leitos em hospitais, por exemplo.

Lockdown no Brasil e no mundo

Ainda existem muitas dúvidas sobre o que significa lockdown e, justamente por isso, também há informações inconsistentes sobre como essa medida foi adotada no Brasil e no mundo.
No entanto, tudo indica que o lockdown de verdade só foi adotado no Brasil pela primeira vez já em 2021, em Araraquara, no interior de São Paulo. A medida durou um mês, a partir de 21 de fevereiro, quando a cidade já tinha atingido 100% de ocupação de leitos durante a pandemia do novo coronavírus.

Com o lockdown, Araraquara conseguiu reduzir o número de novos casos em 58%. Alguns meses depois, o contágio já havia acelerado novamente, e um segundo lockdown foi realizado no mês junho.
Vários outros países adotaram o lockdown, incluindo China, Estados Unidos, Reino Unido, Itália, França e Argentina.

Consequências do lockdown

Uma das principais críticas ao lockdown está associada aos seus impactos econômicos, tanto sobre os negócios quanto sobre a situação financeira da população em geral.
De fato, com as empresas fechando as portas é possível ver um aumento nas falências, especialmente entre pequenos e médios empreendimentos. Sem vendas, esses negócios não têm recursos para continuar operando até que seja possível retomar a rotina normal.

Além disso, em tempos de lockdown adotado como medida sanitária, as pessoas podem ter seus salários reduzidos (uma tentativa de reduzir o número de demissões) ou perder os empregos. Como consequência, muitas famílias precisam recorrer a crédito para pagar as contas e contraem dívidas.
No entanto, é preciso ter em mente que os problemas econômicos podem ser superados com outras medidas, que compensam os impactos negativos do lockdown. Um exemplo disso é a distribuição de recursos assistenciais como o Auxílio Emergencial, que foi adotado pelo governo brasileiro durante a pandemia.

Medidas de proteção para evitar novos lockdowns

Por ser muito rígido, o lockdown é utilizado como um último recurso e gera, sim, alguns impactos negativos à população. Em um cenário de calamidade, como o vivenciado pela população no ápice da pandemia, a melhor maneira de evitar que ele seja necessário é adotar as medidas de proteção individual para que o nível de contágio pela doença não cresça de forma tão acelerada.

No caso da pandemia da Covid-19, o contágio da doença pode ser reduzido com alguns cuidados básicos: uso de máscaras, distanciamento social em locais públicos e higienização das mãos estão entre as principais orientações das autoridades sanitárias. Além disso, também é importante evitar circulação desnecessária, para que não se formem aglomerações.

Neste artigo, você aprendeu o que significa lockdown. Durante a pandemia, informações incorretas e inexatas foram divulgadas sobre essa medida, por isso, evite formar suas opiniões com base em conteúdos sem referência, como mensagens de fontes duvidosas que chegam via grupos de Whatsapp. Em vez disso, busque conteúdos de veículos confiáveis e opiniões de especialistas.
E este conteúdo, foi útil para você? Aqui no Serasa Ensina, o portal de educação financeira da Serasa, você encontra muitos outros materiais com orientações sobre economia e finanças pessoais. Confira!

Consulte grátis seu CPF e seu SCORE Comece agora uma nova vida financeira.

Consultar agora