Você sabe o que significam os números do cartão de crédito? Provavelmente, não. Isso porque, mesmo entre os usuários mais detalhistas, que acompanham os gastos e atualizações do cartão com frequência, esse é um tipo de informação que costuma passar despercebida.

Mas você já deve ter se perguntado por que os seus cartões são cheios de números, né? Afinal, para que serve aquela data de validade? E o que significa o CVV?

A seguir, nós vamos te explicar o que estes números querem dizer, por que eles são importantes e, claro, como você pode garantir que seu cartão de crédito esteja sempre seguro. Vamos lá?

O que significam os números do cartão de crédito?

Os cartões de crédito normalmente têm entre 13 e 16 dígitos de identificação. Antes, eles ficavam sempre na parte da frente, próximos ao nome do titular, mas algumas instituições financeiras têm adotado um visual diferente.

Apesar de parecer que os números do cartão de crédito são gerados aleatoriamente, eles seguem uma lógica e têm como função identificar alguns dados específicos sobre os usuários. Você sabia disso?

Inclusive, sempre que um novo cartão é emitido, ele deve seguir algumas regras criadas pela Organização Internacional de Padronização (ISO – International Organization for Standardization).

A norma que define as diretrizes para os números dos cartões é a ISO 7.812, que entrou em vigor no ano de 1989. A sua validade de regulação é internacional, mas a estrutura dos números pode sofrer algumas variações de acordo com o país onde o cartão for emitido.

O primeiro dígito

Entre ps números do cartão de crédito, o primeiro indica a empresa a qual pertence o cartão: uma companhia aérea, instituição bancária, um varejista, etc. Ele é conhecido como “identificador”.
Os mais comuns são:

Número 3: American Express

Numero 4: Visa

Numero 5: Mastercard

Numero 6: Discover

Do 2° ao 6° dígito

Os números presentes na posição 2 até a 6 representam o Número de Identificação do Emissor (IIN) ou, como também pode ser chamado, Número de Identificação Bancária (BIN).

Como o nome sugere, este conjunto de números identifica qual instituição bancária foi a responsável pela emissão do cartão.

Do 7° ao penúltimo dígito

A partir do sétimo dígito até o penúltimo, os números identificam a conta individual do titular.
Por isso, muitas vezes estes conjuntos de números são borrados, deixando de aparecer em boletos ou sites de compra, pois, são estes números que podem identificar sua conta.

Mas, se você tem medo que aconteça algum tipo de fraudes em seu cartão, fique tranquilo: existem mais de 1 trilhão de combinações possíveis para cada emissor de cartão. Isso quer dizer que, mesmo que alguém saiba os primeiros números, será muito difícil descobrir os outros à base de tentativa e erro.

Último dígito

O último dos números do cartão de crédito serve como um dígito verificador, um fator de segurança extra para impedir que fraudes aconteçam.

Este número foi originado a partir de uma fórmula matemática elaborada em 1954 pelo engenheiro da empresa de tecnologia IBM, Hans Peter Luhn.

O algoritmo de Luhn consegue detectar erros na sequência. Dessa forma, se o portador digitar o número errado ou a máquina não fizer a leitura correta, o sistema processador de pagamento prontamente indicará que há alguma falha e impedirá a finalização da compra. Interessante, né?

Isso ocorro porque esse algoritmo é determinado com base em todos os outros números anteriores que formam a sequência de cada cartão.

Por isso, se algo estiver em desacordo com o conjunto de números para o qual um cartão foi pensado, a transação não pode ser validada.

Esse recurso é especialmente útil para evitar que hackers e golpistas consigam criar uma sequência aleatória de números que seja capaz de efetuar operações de compra com sucesso. Dessa forma, o dígito verificador protege clientes e fornecedores.

Data de validade

Um dos números do cartão de crédito que também é muito importante é a data de validade. Geralmente, ela é registrada no formato DD/MM, com dois dígitos para o mês e dois para o ano.

Dessa forma, se um cartão é válido até abril de 2029, estará impresso no cartão a validade: 04/29. Isso significa que o cartão poderá ser usado até o último dia do mês de abril daquele ano. Após este período, o cliente deverá solicitar um novo cartão para que os números sejam atualizados novamente e os dados fiquem ainda mais protegidos.

Código de Segurança (CVV)

Se você já fez compras pela Internet, provavelmente teve que colocar o código CVV do seu cartão de crédito.

O Código de Verificação de Cartão (CVV) (em inglês Card Verification Value, que na tradução literal é Valor de Verificação do Cartão) é um código de segurança exigido em compras realizadas no ambiente virtual.

A sigla pode variar. A Visa chama de CVV, enquanto a Mastercard chama de CVC, por exemplo. No entanto, a função é a mesma.

Pela Internet, o código de verificação do cartão substitui a senha usada em estabelecimentos físicos. Ele tem como finalidade garantir que no ato da compra você tenha o seu cartão em mãos para evitar fraudes.

Dicas simples e práticas para evitar fraudes no cartão de crédito
Se você quer manter os números do seu cartão de crédito protegidos e evitar se tornar uma vítima de golpes, confira algumas dicas simples:

Tome cuidado com sites e links de e-commerces

É essencial que você verifique a autenticidade dos sites onde deseja fazer compras. Compre apenas naqueles que você já conhece e que apresentam garantias em casos de estorno ou algo parecido.

Além disso, evite clicar em links desconhecidos recebidos por e-mail ou mensagens por redes sociais.
Também é interessante evitar o armazenamento dos dados de seu cartão em sites e aplicativos. Pode ser mais trabalhoso ter que digitar todas as informações sempre que efetuar uma compra, mas essa prática não deixa de ser mais segura.

Fique atento ao aplicativo do seu cartão e sua fatura

Hoje em dia, praticamente todos os cartões de crédito possuem aplicativos que informam os usuários em tempo real sobre compras realizadas.

Fique atento a essas notificações e, sempre que notar alguma compra estranha, peça imediatamente o estorno do valor e, se possível, o bloqueio do cartão.

Utilize um cartão virtual

Muitos bancos e fintechs disponibilizam a opção de criar um cartão virtual. Desta forma, é possível bloquear e desbloquear o seu cartão quando desejar e, até mesmo, excluir e criar um novo.

Se você quer usar o cartão para pagar um boleto, por exemplo, pode usar um cartão virtual que pode ser excluído logo depois que a conta for paga. Se estiver esperando um novo cartão físico chegar, também pode usar o cartão virtual pra fazer suas compras enquanto isso.

Existem diversas empresas que oferecem cartões virtuais para os clientes sem cobrar anuidade e outras tarifas. Já pensou em ter um cartão assim? Acesse o Serasa eCred, faça uma simulação gratuita e conheça as ofertas de cartão de crédito disponíveis para você.

Consulte grátis seu CPF e seu SCORE Comece agora uma nova vida financeira.

Consultar agora