Entrar

Auxílio gás: entenda tudo sobre o novo benefício do Governo

O auxílio gás é um novo benefício do governo que promete melhorar a qualidade de vida, além de ajudar muita gente a economizar

colunista Veridiana Lopes
Publicado em: 31 de janeiro de 2022.

Já imaginou ter acesso a um benefício federal que facilita a sua vida e permite que você não só economize, mas também tenha mais qualidade de vida? Essa é exatamente a proposta do auxílio gás, um novo benefício do Governo que tem como objetivo melhorar a situação das famílias brasileiras em vulnerabilidade.

O auxílio é uma iniciativa que faz parte do programa Alimenta Brasil. De acordo com o Governo Federal, o projeto tem a intenção de diminuir a carência da população que, geralmente já é adepta aos programas sociais em geral e faz parte do Cadastro Único.

Ainda de acordo com o Governo, “o Alimenta Brasil é o novo programa de aquisição de alimentos do Governo Federal e tem como finalidade ampliar o acesso à alimentação e incentivar a produção de agricultores familiares, extrativistas, pescadores artesanais, povos indígenas e demais populações tradicionais”.

O auxílio é um recurso relativamente novo do Programa Alimenta Brasil. Apesar de ter sido regulamentado dezembro de 2021, ele passa a valer para a população a partir de janeiro de 2022.

Separamos neste artigo as regras mais importantes para você entender o benefício. Quer saber mais? Continue a leitura!

Como funciona o auxílio gás?

Diferente do que você pode estar pensando, o auxílio não é a doação de botijões, e sim a disponibilização de um valor em espécie para ajudar o beneficiário a comprar bimestralmente o gás de cozinha.

O valor do auxílio é calculado a partir do preço médio do botijão de gás no país, que atualmente gira em torno de $ 100,00 por 13kg. Na prática, o auxílio cobre 50% dos custos de se consumir gás de cozinha para famílias de baixa renda.

Logo, se o gás de cozinha custa R$ 100,00, a cada dois meses você receberá o valor de R$50,00 para custear uma parte do valor total e facilitar o seu acesso ao gás de cozinha.

Leia também | Entenda como o aumento do gás pode afetar as suas finanças

O valor é entregue bimestralmente porque o gás de cozinha de 13 kg, padrão nacional para residências, dura cerca de 50 dias – embora esse prazo possa variar dependendo da quantidade de uso da família.

A quem esse auxílio é destinado?

Como já mencionamos, o auxílio se trata de uma ajuda de custo para famílias de baixa renda. O programa é voltado para a parcela da população que faz parte do Cadastro Único do Governo Federal, ou seja, que conta com uma renda mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo.

Outros grupos que se beneficiam desse auxílio são os formados por beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e famílias com mulheres vítimas de violência doméstica que contam com medidas protetivas.

Além disso, de acordo com a Caixa Econômica Federal, a distribuição do auxílio segue outros públicos, compostos da seguinte forma:

I – Famílias com registro do CadÚnico que tenha sido atualizado nos últimos 24 meses;
II – Famílias com menor renda por pessoa;
III – Famílias com maior quantidade de pessoas;
IV – Famílias que recebem benefício do Programa Auxílio Brasil;
V – Famílias com cadastro qualificado pelo gestor por meio do uso dos dados da averiguação, quando disponíveis.

A família que desejar fazer parte do programa para receber o auxílio deve preencher no mínimo um dos requisitos anteriores.

Como faço para ter acesso ao auxílio?

O auxílio se trata de uma iniciativa do programa Alimenta Brasil e, para ter acesso, o primeiro passo é ser parte do público-alvo descrito acima. O segundo é ter o seu Cadastro Único ativo, porque ele “mostrará” às secretarias de validação, de assistência social, que você está apto a receber o benefício.

Mas segundo o portal do Governo Federal, não é necessário realizar um cadastro específico só para receber o auxílio gás. Caso queira fazer parte, o Governo utilizará o cadastro já realizado no Programa Auxílio Brasil para realizar os pagamentos do Auxílio Gás, que será feito de forma padrão através da Caixa Econômica Federal.

Lembrando que agora o Programa Auxílio Brasil substitui vários outros, como o Auxílio Emergencial e o Bolsa Família. Caso não tenha realizado sua inscrição em nenhum desses, a seu cadastro no CadÚnico é essencial.

Cadastro Único: como garantir o seu?

Agora que você já entendeu o que é e como funciona, é importante garantir o seu acesso ao benefício. Caso faça parte do público-alvo, é indispensável que você tenha uma inscrição ativa no CadÚnico, que apesar de não ser classificatória no programa, é um pré-requisito.

Como se inscrever no Cadastro Único

Em primeiro lugar, é importante lembrar que a sua inscrição no Cadastro Único é feita somente presencialmente. Então, não deixe de procurar o órgão da assistência social que atende o seu bairro.

Com isso, é importante ter em mãos os documentos dos familiares cadastrados com os seguintes documentos:

  • Certidão de Nascimento;

  • Certidão de Casamento;

  • CPF;

  • Carteira de Identidade (RG);

  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);

  • Carteira de Trabalho ou Título de Eleitor.

Com todos os dados em dia, você estará pronto para compor um dos maiores bancos de dados do Brasil, tendo a chance de garantir o seu acesso a diversos programas sociais além do auxílio gás.

O auxílio se trata de uma medida de divisão de custos que proporciona mais qualidade de vida, portanto, não deixe de dar novos rumos inteligentes ao dinheiro que sobrou no fim de cada troca de gás. Pode parecer um valor baixo, mas se em algum mês você conseguir juntá-lo para começar a formar sua reserva de emergência, por exemplo, já será de grande valia.

Leia também | Reserva de emergência: como fazer a sua e se preparar para imprevistos?

Se você quer ter uma relação melhor com o seu dinheiro em 2022 e conferir mais dicas para não passar aperto, é muito importante ler sobre o assunto e buscar alternativas para cortar gastos no dia a dia.

No blog da Serasa, você sempre vai encontrar conteúdos exclusivos sobre educação financeira com uma linguagem fácil de entender. Continue acompanhando nossas publicações!