Entrar
Navegação do blog
  1. Blog
  2. Bcp

BCP: o que é Plano de Continuidade de Negócios

Saiba como criar um plano para que a empresa passe por situações críticas sem grandes danos.

Publicado em: 24 de junho de 2024

Categoria Educação financeiraTempo de leitura: 10 minutos

Texto de: Time Serasa

Uma caneta e um caderno com o texto Plano de Continuidade de Negócios do BCP

Se hoje a sua empresa passasse por alguma situação crítica – como um desastre natural ou uma falha generalizada no sistema – existe um plano para que o negócio não pare? É exatamente aí que está a importância do BCP.

O BCP é um plano que toda empresa precisa ter para quando algum evento inesperado ocorrer. Com ele, fica mais fácil seguir outras rotas para evitar maiores prejuízos (e até o fechamento do empreendimento).

Por isso, entenda o que significa esse documento e como criá-lo.

Assista | INSS autônomo: como começar a contribuir? - Serasa Ensina

BCP: o que significa

BCP é a sigla em inglês para Business Continuity Plan, traduzido como Plano de Continuidade de Negócios.

Trata-se de um conjunto de procedimentos e diretrizes estabelecidos para assegurar que uma empresa continue funcionando – ou rapidamente retome as operações críticas, durante e após um evento ocorrer.

O BCP é projetado para minimizar os impactos negativos sobre a empresa, seus funcionários e clientes, e para assegurar que a organização possa voltar ao seu estado normal de operação o mais rápido possível.

Que tipos de eventos podem acontecer e que demandam um BCP?

Alguns eventos que podem acontecer e afetar todas as empresas, independentemente do tamanho – inclusive MEIs –, e por isso necessitam de um Plano de Continuidade de Negócios são:

Tipo de eventoExemplos
Desastres naturaisTerremotos; inundações; furacões; incêndios florestais; tsunamis.
Incidentes cibernéticosAtaques de malware e ransomware; violação de dados; phishing; ataques de negação de serviço (DDoS); hackers e explorações de vulnerabilidades.
Falhas de infraestruturaFalhas de energia; queda de servidores em nuvem; interrupções de telecomunicações; falhas de sistemas de TI; quebras de equipamentos críticos; incêndios em instalações.
Crises de saúdePandemias; epidemias locais; ausências massivas de funcionários devido a doenças.
Incidentes de segurança físicaAtos de terrorismo; vandalismo; roubo ou assalto; desordem civil.
Problemas operacionaisGreves e paralisações; falhas de fornecedores críticos; logística interrompida (ex.: fechamento de portos ou fronteiras); defeitos de produtos em larga escala.
Mudanças regulatórias ou legaisNovas regulamentações que impactam a operação; conformidade regulatória abrupta; ações legais significativas contra a empresa.
Eventos econômicosCrises financeiras; flutuações abruptas nas taxas de câmbio; colapso de mercados-chave.

A importância do BCP para as empresas

A importância de um Plano de Continuidade de Negócios não pode ser ignorada ou subestimada. Empresas de todos os tamanhos e setores enfrentam uma variedade de riscos que podem interromper suas operações.

Sem um BCP, uma empresa pode sofrer perdas financeiras, danos à reputação, perda de clientes e, em casos extremos, pode até ser forçada a encerrar as atividades.

Portanto, a importância de ter um BCP se traduz em:

Mitigação de riscos

Um BCP ajuda a identificar potenciais riscos e a desenvolver estratégias para mitigá-los. Isso inclui desastres naturais, ameaças cibernéticas e falhas de infraestrutura.

Resiliência organizacional

A resiliência é a capacidade de uma empresa de se adaptar rapidamente a mudanças e continuar funcionando nas adversidades. Um BCP bem elaborado aumenta a resiliência da empresa, permitindo que ela continue funcionando durante crises e minimizando o tempo de inatividade.

Proteção da reputação

A capacidade de responder prontamente a uma crise pode afetar diretamente a reputação de uma empresa. Clientes, fornecedores e outras partes interessadas esperam que as empresas tenham planos robustos para lidar com interrupções.

Por isso, um BCP demonstra o compromisso da empresa com a continuidade dos negócios e a proteção dos interesses de seus stakeholders.

Leia também | Golpe do MEI: como identificar e se proteger

Como desenvolver um Plano de Continuidade de Negócios na empresa

Desenvolver um Plano de Continuidade de Negócios é um processo detalhado que requer uma compreensão profunda das operações da empresa e dos riscos específicos que ela enfrenta.

Por isso, eis algumas etapas essenciais para desenvolver um BCP:

  1. Análise de Impacto nos Negócios (BIA)

    A Análise de Impacto nos Negócios (Business Impact Analysis - BIA) é a primeira etapa na criação de um BCP. Ela identifica as funções e processos críticos da empresa, avalia o impacto de diferentes tipos de interrupções e determina as prioridades de recuperação.

    Eis um exemplo prático dessa análise:

    O e-commerce X, que depende fortemente de seu site para vendas, realiza uma BIA para identificar os impactos de uma interrupção.

    A análise revela que uma falha no servidor central do site pode resultar na: 

    ●     perda de receita de R$50.000 por hora;

    ●     aumento de 30% nas reclamações de clientes;

    ●     perda de 15% dos clientes regulares se o site ficar fora do ar por mais de 24 horas;

    ●     sobrecarga do departamento de atendimento ao cliente;

    ●     pagamento de horas extras para os funcionários;

    ●     possíveis contratações temporárias;

    ●     aumento dos custos operacionais em 20%.


  2. Avaliação de riscos

    A avaliação de riscos envolve identificar e avaliar os riscos potenciais que podem afetar a continuidade dos negócios.

    Isso inclui ameaças internas e externas, como falhas de TI, desastres naturais, pandemias e ataques cibernéticos.


  3. Desenvolvimento de estratégias de continuidade

    Com base na BIA e na avaliação de riscos, a empresa deve desenvolver estratégias para garantir a continuidade das operações críticas.

    No exemplo do e-commerce, com todas possíveis consequências relatadas, a empresa pode priorizar a implementação de sistemas de backup e procedimentos de recuperação rápida para minimizar o tempo de inatividade e o impacto financeiro.


  4. Documentação do plano

    O BCP deve ser documentado de maneira detalhada. A documentação deve incluir:

    ●     procedimentos específicos para a resposta a diferentes tipos de incidentes;

    ●     informações de contato de emergência;

    ●     responsabilidades de cada membro da equipe durante uma crise.


  5. Treinamento e testes

    Um BCP só é eficaz se todos os funcionários souberem como implementá-lo. A empresa deve realizar treinamentos regulares e testes do plano para garantir que todos estejam preparados para responder a uma emergência.

    Simulações e exercícios práticos são essenciais para identificar lacunas no plano e fazer ajustes necessários.


  6. Revisão e atualização contínua

    O ambiente de negócios e os riscos enfrentados pelas empresas estão em constante mudança.

    Por isso, o BCP deve ser revisado e atualizado regularmente para garantir sua eficácia contínua. Isso inclui a incorporação de lições aprendidas de incidentes anteriores e a adaptação a novas ameaças e desafios.

Monitore o CNPJ da sua empresa 24 horas por dia com o Serasa Premium


O Serasa Premium é o serviço de assinatura da Serasa que monitora 24 horas por dia o CPF e CNPJ, trazendo informações e alertas sobre consultas ao CPF, variação do Serasa Score, vazamento de dados na Dark Web, negativações e muito mais. 

Fique no controle de sua vida financeira e tenha mais tranquilidade em relação a seus dados. A assinatura Premium também proporciona atendimento exclusivo na Serasa e permite o bloqueio do Serasa Score para consultas de empresas. O serviço avisa sempre que: 

  • ●      seu CPF e CNPJ for consultado; 
  • ●      seu Serasa Score variar; 
  • ●      uma negativação* estiver prestes a acontecer (antes do comunicado oficial, que é gratuito e para todos os consumidores); 
  • ●      seus dados vazarem na Dark Web. 
serasa score

*Importante: a Serasa comunica previamente todos os consumidores sobre negativações em seu CPF, sem qualquer custo. O alerta de negativações do Serasa Premium é apenas uma funcionalidade adicional desse serviço (que permite a ciência em tempo real), mas não substitui o comunicado oficial.

Compartilhe o artigo

Este artigo foi útil?

Escolha de 1 a 5 estrelas para avaliar

Artigos relacionados