Entrar

Borderô: o que é e como funciona para gerenciar as contas

Entenda o que é borderô e como ele pode contribuir para a saúde financeira da sua empresa! Leia este artigo para entender o procedimento.

colunista Veridiana Lopes
Publicado em: 28 de abril de 2022.

O borderô é um documento que você pode utilizar para fazer a organização das contas. Com ele, é possível realizar pagamentos e recebimentos de uma empresa.

Por esse motivo, é muito utilizado para o planejamento financeiro, já que é possível saber quais são as diferentes negociações que uma empresa faz.

Se você já acompanha nosso conteúdo aqui no blog da Serasa, sabe como é importante ter as finanças organizadas para o sucesso de um negócio. E isso envolve diversas etapas e procedimentos. O borderô é uma das ferramentas para facilitar esse processo!

Ficou interessado em saber mais sobre o tema? Acompanhe a leitura!

O que é borderô?

No borderô é feito o registro e controle de meios de pagamento, como cheques, boletos ou duplicatas, negociados entre bancos e empresas. Seu uso é bastante frequente em transações no varejo, em serviços ou na aquisição de produtos.

Como citado no início deste artigo, é um documento que representa os pagamentos a serem realizados, de forma a otimizar os procedimentos financeiros.

Como funciona o borderô?

Por este documento, você pode planejar contas a pagar ou contas a receber. Se antes existia o risco de a sua empresa não conseguir organizar todas as faturas, esse problema não existe com a sua utilização, já que nele você encontra o agrupamento de transações bancárias de acordo com a data e com a instituição.

Quando todas as informações estão reunidas, o arquivo é direcionado ao banco para que este realize as cobranças.

No passado, este procedimento era feito manualmente. Imagina quanta informação não era perdida no meio do caminho? Pois é! Porém, hoje ele está disponível de modo digital. Além disso, as tarifas do banco são de responsabilidade do negócio.

Quais são as vantagens deste documento

Existem diversos motivos para uma empresa optar por utilizar o borderô. A principal vantagem é que ele traz benefícios operacionais para o negócio, facilitando toda a organização financeira. Isso é possível porque as transações se tornam simplificadas, com agrupamentos diários e padronizados.

Logo, facilita o gerenciamento de pagamentos e evita, por exemplo, extratos extensos.

Para a saúde financeira de uma empresa, não basta apenas que o saldo fique azul no final do mês. Mesmo estando tudo aparentemente bem, pode haver desperdícios e até mesmo prejuízos se as operações não forem bem documentadas.

Por isso, é importante que o departamento financeiro esteja bem atento a cada etapa financeira para não causar transtornos à empresa.

Desvantagens do borderô

Com as facilidades da tecnologia, o borderô é uma solução prática para o setor financeiro de um empreendimento. Inclusive, no que se refere à integração de relatórios e equipamentos.

Porém, uma desvantagem do documento é que o processo manual ainda se torna necessário para fazer o preenchimento. Isso eleva os riscos de haver erros humanos.

Na verdade, é de se esperar que erros aconteçam, pois é impossível garantir que todos os inúmeros procedimentos financeiros de uma empresa não sofram um deslize de vez em quando. Como consequência, se houver algum erro no preenchimento, poderá haver uma cobrança feita de forma errada.

Outra desvantagem é que o extrato bancário é apresentado em linha única. Portanto, caso haja alguma falha humana, será mais difícil fazer a correção bancária.

Por esse motivo, é importante que haja uma revisão minuciosa do borderô, de modo a impedir que erros comprometam os processos de pagamento.

Há programas que contribuem para que a revisão aconteça de forma mais ágil, inclusive programas gratuitos.

Tipos de borderô

Existem dois tipos de classificação do documento, que variam de acordo com a sua finalidade:

De pagamento

Nessa modalidade, todos os gastos precisam ser alocados em um único documento. Esses gastos incluem despesas a prazo, contas a pagar, adiantamentos, entre outros.

De recebimento

Também conhecido como “borderô de cobrança”, este documento organiza cada título que será recebido pelo negócio.

No caso das duplicatas e dos cheques pré-datados, por exemplo, essas categorias precisam estar dispostas em uma conta corrente única, para auxiliar no processo de emitir o documento.

De eventos

Existe também o borderô de eventos, que é um relatório financeiro das operações que aconteceram no evento. Ele tem finalidade estratégica, a exemplo dos outros tipos mencionados acima.

Nesse sentido, os stakeholders (as pessoas envolvidas no projeto) conseguem ter uma visão holística das transações e o que fazer para melhorar o planejamento financeiro no evento seguinte.

Para você entender melhor, ele contém dados como:

  • venda de bilhetes;

  • despesas com infraestrutura;

  • vendas realizadas no evento;

  • possíveis prejuízos.

Como é o envio do borderô

Depois de escolher o tipo de borderô, é necessário enviá-lo ao banco ou à empresa que ficará responsável pelo procedimento. Nessa etapa são cobrados impostos e há custos bancários.

Além disso, o envio é feito por impressão ou por arquivo digital, de acordo com as normas da Cnab, que é o Centro Nacional de Automação Bancária.

Também é possível fazer o envio pelo Electronic Data Interchange (EDI).

Outras ferramentas de gestão financeira

Além desta, existem outras ferramentas de gestão financeira. Não tem como fugir disso. Uma empresa possui diversas obrigações e, uma delas, é a administração do dinheiro, não é mesmo?

Mas existem meios de otimizar os processos. Conheça outras ferramentas que também podem ser úteis ao seu negócio!

Conciliação bancária

É possível com uma ferramenta de conciliação bancária acompanhar dados e movimentos feitos no banco, como saldo, entradas e saídas.

Sistema de cobrança

Nesse caso, existe um alinhamento de informações para evitar falhas na gestão empresarial e financeira.

É verdade que ninguém gosta de fazer a cobrança de clientes, até mesmo por medo de deixá-los constrangidos ou pelo medo de perdê-los.

Porém, com um sistema automático essa cobrança é realizada de forma imparcial para evitar a inadimplência.

Gerenciar notas fiscais

Com uma ferramenta que gerencia notas fiscais, a emissão de notas fiscais se torna integrada e pode ser feita uma única vez.

Isso evita duplicidades quando o procedimento é realizado por diferentes departamentos e funcionários.

Pelo que vimos até aqui, você já sabe o que é borderô financeiro e como ele vai contribuir para a saúde financeira do seu negócio!

Lembre-se também de não deixar as contas pendentes para evitar que sua empresa fique negativada na Serasa.

Assista | O que é e como fazer planejamento financeiro