Entrar

Acordo Avon: 5 passos para organizar o orçamento e quitar sua dívida

Para limpar seu nome e voltar a revender, é fundamental colocar as finanças em dia. Confira dicas para organizar suas contas e se livrar das dívidas

Depois de fechar um acordo Avon ou renegociar uma dívida com qualquer outra empresa, é preciso fazer um planejamento financeiro para conseguir pagar as parcelas em dia e, principalmente, não acumular novas dívidas.

Para quem é revendedora Avon, essa organização é ainda mais importante. Ao renegociar sua dívida para voltar a vender, é preciso pagar os boletos em dia para que o seu cadastro não seja bloqueado novamente e você não entre na famosa bola de neve.

Para evitar que isso aconteça, é preciso olhar para o seu orçamento com calma e planejar suas finanças. Se você nunca fez isso, não se preocupe: sempre há tempo para começar. A seguir, vamos explicar em cinco passos o que você precisa fazer. Vamos lá?

1. Papel e caneta na mão: hora de fazer anotações

Para começar, é importante lembrar que não existe planejamento financeiro sem registros. Você já deve ter ouvido que montar uma planilha de gastos é a melhor forma de organizar as contas, e ela pode, de fato, ser uma grande aliada.

Mas para quem não tem afinidade com planilhas, não existe motivo para deixar a organização financeira de lado. Você pode fazer suas anotações em uma agenda de papel ou contar com o apoio de aplicativos de finanças de organização financeira.

Comece descobrindo exatamente qual é a sua receita. Muitos profissionais que trabalham em regime CLT, por exemplo, consideram o salário que está registrado em carteira, mas o valor líquido – ou seja, aquele que cai na conta – é o que vale. Para os autônomos/empreendedores, o ideal é considerar o lucro médio mensal, já que esse valor pode variar bastante.

Outro ponto importante é descobrir como o seu dinheiro é gasto todo mês. Assim, fica mais fácil saber se é possível cortar algumas despesas e economizar. Além das despesas mais altas, fique de olho e anote os “gastos invisíveis”, aquelas despesas menores e frequentes, que podem consumir parte importante do orçamento sem que você perceba. Aplicativos de transporte e de delivery, serviços de streaming e tarifas bancárias e telefônicas são alguns exemplos – mas vamos falar mais sobre esse assunto no próximo passo. Na hora de anotar, faça uma lista com os gastos por categoria: moradia, transporte, alimentação, lazer etc.

Outro ponto importante: não adianta fazer essas anotações só uma vez. Lembre-se que seu planejamento deve ser mensal. Assim, você acompanha a evolução dos seus gastos e consegue controlar melhor o seu dinheiro.

2. Elimine os gastos desnecessários

Em 2020, um levantamento feito por um aplicativo de finanças pessoais revelou que os brasileiros gastam cerca de 10% da sua renda mensal com aplicativos de transporte, como Uber, 99 e Cabify. Talvez você nem comprometa tanto do seu orçamento com isso, mas outras despesas pequenas, aparentemente “inofensivas”, podem contribuir para que você acabe gastando mais do que ganha.

Veja alguns exemplos que você pode avaliar e, quem sabe, excluir do seu orçamento:

  • Tarifas bancárias: muita gente não sabe, mas os bancos são obrigados a oferecer um pacote de serviços essenciais e não cobrar tarifas por ele. Uma conta com esse pacote dá direito a um cartão de débito para compras e saques, quatro saques, duas transferências entre contas da mesma instituição, dois extratos no caixa eletrônico e um talão de cheque com 10 folhas por mês. Se você ainda paga tarifas, que tal avaliar a possibilidade de trocar o pacote de serviços?

  • Anuidade do cartão de crédito: ainda na lista de pequenas despesas bancárias está a anuidade dos cartões de crédito. A boa notícia é que existem no mercado muitas opções de cartões sem anuidade. Se não for possível negociar uma isenção com o seu banco atual, tente trocar de cartão.

  • TV a cabo e serviços de streaming: observe se você e sua família realmente aproveitam todos os canais do seu pacote de TV ou todos os planos assinados de streaming. Sempre dá para negociar pacotes mais enxutos ou cancelar esse tipo de serviço por um tempo, até colocar as contas em dia.

  • Conta de celular/Internet: é muito comum as operadoras cobrarem por serviços que você nem sabe que fazem parte do seu pacote. De acordo com o relatório mais recente da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), as cobranças indevidas em conta são o principal motivo de reclamação dos consumidores contra o setor de telecomunicações no Brasil. Na dúvida, faça um pente fino nas faturas e, mesmo que não encontre irregularidades, entre em contato com a sua operadora para tentar reduzir o valor da mensalidade.

3. Organize todas as informações

No primeiro passo, falamos sobre a importância de anotar sua receita e as despesas para, em seguida, identificar oportunidades de enxugar gastos. Depois disso, é hora de organizar seu orçamento: além de registrar os seus gastos por categoria todo mês, registre seus objetivos financeiros (como quitar seu acordo Avon e outras dívidas, se houver, construir uma reserva de emergência, fazer um curso etc.), valores e prazos para a realização de cada um.

Traçar metas e prazos é um ótimo incentivo para manter a organização e foco em seus novos hábitos financeiros. Mas, atenção: nesse momento, é importante ser realista e respeitar as suas possibilidades.

4. Faça uma reflexão sobre seus hábitos e problemas financeiros

Depois de olhar para as suas finanças, fica mais fácil descobrir quais são os problemas que levaram à inadimplência. Se a causa foi comportamental, comece a cultivar hábitos financeiramente saudáveis, como manter suas contas organizadas e revisitar seu planejamento todo mês para saber para onde vai o seu dinheiro, nunca gastar mais do que ganha e criar alternativas para aumentar sua renda. Confira a lista que preparamos com 10 estratégias para você vender mais com a Avon.

Depois de negociar minha dívida Avon, em quanto tempo o meu nome fica limpo?

A gente sabe que não é fácil sair do endividamento e, do dia para noite, se tornar um poupador. Mas você pode começar juntando, por exemplo, 10% dos seus ganhos como revendedora Avon e ir aumentando esse valor aos poucos, principalmente quando você conseguir quitar o seu acordo e se livrar dessa despesa.

No começo esse valor pode parecer baixo, mas esse montante certamente vai oferecer mais segurança para você quando surgir um imprevisto e, por algum motivo, seus gastos superarem os ganhos. Além disso, lembre-se que o segredo de uma boa reserva de emergência não é guardar um valor alto todo mês, mas manter a constância e adotar de uma vez por todas o hábito de poupar. Programe-se para começar o quanto antes!

5. Comece a fazer pequenas reservas

A gente sabe que não é fácil sair do endividamento e, do dia para noite, se tornar um poupador. Mas você pode começar juntando, por exemplo, 10% dos seus ganhos como revendedora Avon e ir aumentando esse valor aos poucos, principalmente quando você conseguir quitar o seu acordo e se livrar dessa despesa.

No começo esse valor pode parecer baixo, mas esse montante certamente vai oferecer mais segurança para você quando surgir um imprevisto e, por algum motivo, seus gastos superarem os ganhos. Além disso, lembre-se que o segredo de uma boa reserva de emergência não é guardar um valor alto todo mês, mas manter a constância e adotar de uma vez por todas o hábito de poupar. Programe-se para começar o quanto antes!

Paguei meu acordo Avon. E agora?

Logo após o pagamento da primeira parcela do seu acordo Avon ou da dívida completa, caso tenha optado pela quitação à vista, se esse for o seu único débito, seu nome volta a ficar limpo e você pode voltar a vender.

Mas, não se esqueça: mesmo quando a situação melhorar, o planejamento financeiro continua sendo importante. Aliás, ele é fundamental para qualquer pessoa, seja qual for a sua situação. Para não cair em novas dívidas, avalie sempre os seus hábitos de consumo, entenda de que maneira você lida com o dinheiro e quais são as suas dificuldades no momento.

Esperamos que essas orientações possam ajudar você a quitar seu acordo Avon com mais tranquilidade e conquistar uma relação cada vez melhor com as suas finanças. Gostou do conteúdo? Compartilhe esse texto com outras revendedoras!