Entrar

Como cadastrar a chave de segurança do Bradesco

A chave de segurança é um código para login em sistemas protegidos, como o de bancos. Saiba como cadastrar a sua.

Colunista marlise brenol
Publicado em: 04 de julho de 2022.

A chave de segurança é mecanismo capaz de gerar uma senha pessoal, ou um conjunto de senhas, para ingresso em sistemas protegidos. As transações financeiras on-line exigem cuidado redobrado. Com o crescimento da cibercriminalidade, os bancos reforçaram a segurança, afinal, o celular já responde por mais da metade das operações.

Segundo a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), os aplicativos em smartphone representam mais de 51% das transações financeiras – há cinco anos este percentual era de 28%. De acordo com a federação, a bancarização durante a pandemia aumentou a importância dos aplicativos, que passaram a ser usados por pessoas que sequer tinham conta em banco.

A estimativa é que os orçamentos dos bancos destinados a tecnologias cheguem a R$ 35,5 bilhões em 2022, o que representa um aumento de 18% em relação a 2021. Entre as prioridades dos entrevistados pela Febraban e Deloitte estão segurança cibernética, Inteligência artificial, 5G, nuvem pública e big data.

Porém, outro fato importante constatado pela Febraban é o fenômeno da engenharia social, ou seja, como os sistemas de segurança dos bancos empregam alta tecnologia de proteção, os criminosos miram nos clientes. O foco dos golpes tem sido atacar a vulnerabilidade dos correntistas, que são enganados para ceder as próprias informações.

Leia também | Segurança digital: o que é e como criar uma senha forte

É aí que entra a chave de segurança!

É por isso que os bancos têm adicionado camadas de segurança e verificação da autenticidade dos clientes nas operações digitais. As medidas de biometria, dupla autenticação ou chave de segurança são usadas para proteger os clientes dos bancos. A ideia é que mesmo se uma pessoa for enganada por criminosos e passar a senha, o golpista esbarre na segunda ou terceira camada de proteção.

Os maiores bancos do país como Santander, Itaú, Banco do Brasil e Bradesco têm investido não apenas na segurança dos sistemas financeiros e na preparação para o open banking, mas também em medidas de ampliação de proteção aos correntistas. Entre os dispositivos oferecidos estão a senha numérica, a frase de segurança, a biometria. O Bradesco, por exemplo, tem investido bastante no recurso chave de segurança.

Leia também | Os três pontos-chave da LGPD: finalidade, consentimento e minimização

O que é a chave de segurança do Bradesco?

A chave de segurança do Bradesco é um dispositivo de segurança a mais para os clientes. Esse recurso fornece combinações numéricas aleatórias sempre que houver uma movimentação ou transação financeira, seja pelo Internet Banking, pelo aplicativo ou pelo terminal de autoatendimento. A chave pertence apenas ao titular da conta, não pode ser emprestada ou transferida.

Como cadastrar a chave de segurança no celular?

A importância de usar o recurso de segurança é inegável, mas o usuário precisa instalar a camada de proteção. A chave do Bradesco pode ser ativada no próprio aplicativo do celular, e a funcionalidade ajuda a garantir mais proteção e agilidade nas transações financeiras. O passo a passo vale para quem usa os sistemas operacionais Android e iPhone.

Bom, para começar o cadastro da chave segurança é preciso atualizar a última versão do aplicativo Bradesco no seu celular ou baixar o app, caso você ainda não tenha no aparelho. Com o aplicativo instalado, você deve clicar no ícone do banco, abrir e tocar na parte inferior da tela no botão Chave de Segurança. Você deverá decidir se quer cadastrar “aqui pelo app” ou “por outros canais”.

1. Aqui pelo App

Esta opção é indicada para quem quer ativar uma nova chave de segurança ou para quem quer transferir uma chave de um telefone antigo para um novo. Ao tocar no botão “aqui pelo app”, você terá duas opções: “ativar uma nova chave” ou “trazer a chave de outro aparelho”. Clique em “Ativar uma nova chave”.

1.1 A tela vai abrir campos para você preencher os dados da sua conta. Digite sua agência, sem dígito e a sua conta, com o dígito. Em seguida informe se você é o primeiro, segundo ou terceiro titular da conta tocando na opção correspondente
1.2 Na caixa de texto “senha”, digite sua senha de 4 dígitos e clique no botão “Acessar”
1.3 Aguarde a sua ativação ser validada
1.4 Na nova tela, você criará uma senha para acesso à sua chave de segurança. A senha com quatro números também é chamada de PIN e será usada sempre que precisar acessar a sua chave
1.5 Digite duas vezes o seu PIN e clique em “Confirmar”
1.6 A sua chave foi ativada e para vê-la basta tocar no botão “Ver chave”

E você também pode fazer todo esse processo acessando primeiro a sua conta, antes de tentar cadastrar a chave de segurança e clicar no botão “Acessar conta”. Uma nova tela irá abrir informando que você ainda não tem uma Chave de Segurança no celular e perguntando se você “Quer ativar uma chave agora?” e confirmar em “sim, ativar”. Depois você deve seguir os mesmos passos:

1.1 Confirme os dados de acesso a sua conta e digite sua senha de 4 dígitos. Depois toque no botão “Acessar”.
1.2 Aguarde a validação ser ativada.
1.3 Na nova tela, crie uma senha PIN com 4 números na primeira caixa de texto. E confirme na segunda caixa de texto.
1.4 Em seguida toque em “Confirmar”. Uma mensagem vai abrir confirmando a ativação da sua chave.
1.5 Logo abaixo você vai encontrar duas opções. Para acessar sua conta, toque em “Acessar minha conta” ou, para visualizar sua Chave, toque em ” Ver chave”. Pronto.
1.6 A chave já está no seu celular e disponível para ser utilizada.

2. Por outros canais

Esta opção é indicada para quem não tem chave de segurança cadastrada em nenhum lugar ou quem está iniciando o cadastro pela primeira vez. Com o aplicativo aberto, toque em “Chave de Segurança” e selecione que você quer ativar sua Chave pelo botão “Por outros canais”. E então fique atento para seguir os passos de ativação.

2.1 Na tela aparecerá a pergunta “Por onde você quer ativar a Chave?”
2.2. Selecione a opção “Autoatendimento” se você estiver diante de uma máquina de autoatendimento e com uma boa conexão à internet. Também é importante ter a senha do cartão ativa e a biometria cadastrada.
2.3 No aplicativo, confirme que você tem biometria cadastrada, tocando no botão “Sim”. Também comunique ao app que você está no autoatendimento, tocando no botão “Sim, estou”.
2.4 Na máquina do autoatendimento, insira seu cartão. Entre com a sua biometria.
2.5 Selecione a opção “Mais serviços”, e depois “Ativação Token no celular”.
2.6 A máquina vai gerar dois códigos que aparecem na tela para você colocar no aplicativo. No celular confirme que está com os códigos tocando em “Já estou com os códigos”
2.7 No campo “Código 1”, digite o código 1 que aparece no autoatendimento e dê o “Ok”. No campo “Código 2” digite o segundo código e toque em ok.
2.8 No celular você vai criar uma senha para a sua chave de segurança, essa senha também é chamada de PIN e deve possuir 4 dígitos. Esse PIN de 4 dígitos será sempre solicitado quando você precisar acessar a sua chave.
2.9 Digite duas vezes o PIN e clique em “confirmar”
2.10 Na tela do seu telefone, deve aparecer um código de ativação.
2.11 No autoatendimento, confirme que já digitou os dois códigos no celular tocando em “Continuar”. Confirme o PIN de 4 dígitos tocando em continuar. Ainda no autoatendimento digite a sua senha de 6 dígitos do cartão de débito,
2.12 Em seguida, para validar a chave digite o código de validação que está no aplicativo do Bradesco no autoatendimento.
2.13 Já no celular, é só tocar no botão “Continuar a ativação” e pronto a sua Chave de Segurança foi ativada.

Perdeu a chave de segurança, o que fazer

O processo de ativação da chave de segurança pode parecer complexo pelo número alto de etapas a serem realizadas, mas o processo é bastante intuitivo. Lembre-se de realizar estes passos sozinho e não compartilhar seu PIN, senha ou chave com ninguém. Mesmo com todas estas medidas de segurança, os riscos envolvidos em golpes financeiros são enormes.

Muitas vezes somos os responsáveis por ceder informações sigilosas para terceiros por ingenuidade ou boa fé. Por isso, ampliar etapas é uma medida protetiva. E, ainda assim, pode acontecer dos dados financeiros vazarem ou chegarem em mãos indevidas. Por isso a vigilância deve ser constante.

Conheça o Premium

Uma forma de saber se existe alguma movimentação suspeita com os seus dados pessoais é consultar o seu CPF. Na Serasa, a consulta é gratuita! Caso haja alguma dívida no seu nome, o relatório irá indicar. Outro serviço para aumentar a proteção é o Serasa Premium, uma assinatura que monitora a movimentação do seu CPF e emite alertas sobre comportamentos suspeitos para que você possa tomar as medidas necessárias antes da situação piorar.