Entrar

Como um hacker invade o Instagram? Conheça para se proteger

Saber como um hacker invade o Instagram é fundamental para proteger sua conta e evitar que pessoas próximas caiam em golpes na internet.

Foto Vanessa Conulista
Publicado em: 30 de março de 2022.

Em um mundo cada vez mais digital, estamos acompanhando um aumento de golpes e fraudes na internet. E nem as redes sociais estão livres desses golpes. Por isso, saber como um hacker invade o Instagram pode ser uma boa maneira de se proteger.

É fácil perceber que o Instagram é uma rede social que caiu no gosto dos brasileiros. Seja para postar sobre a própria vida, ficar mais próximos de amigos ou até fazer compras, essa rede social faz parte da vida de muia gente.

E é justamente por isso que ela tem sido mais um alvo de golpistas. Mas como um hacker invade o Instagram para aplicar um golpe, afinal? É claro que esse processo nem sempre é simples. Mas, entender o funcionamento desse golpe pode te ajudar a evitar que isso aconteça com você.

Continue lendo para saber os detalhes da invasão e o que você pode fazer para não ser mais uma vítima.

Para que e como um hacker invade o Instagram?

São diversos os golpes aplicados na internet, alguns já conhecemos há mais tempo, como o caso do cartão clonado. Mas outros passaram a fazer parte da nossa vida há menos tempo, que é o caso do golpe do Whatsapp clonado. E agora também é preciso estar atento ao roubo de conta do Instagram.

Para entender melhor essa nova modalidade de invasão e se preparar para evitar que isso aconteça com você é importante saber o que esses hackers pretendem quando realizam esse golpe.

Tipos de golpe

Um dos golpes que tem sido mais falados atualmente é realizado a partir da invasão de contas. Nesses casos, o invasor anuncia produtos usados por preços muito baixos para os seguidores da vítima da invasão.

Ao ver preços tão atrativos, rapidamente as pessoas entram em contato com a conta e fazem um PIX, acreditando que quem está vendendo é uma pessoa que elas conhecem. Mas o que acontece é que elas nunca recebem os produtos comprados.

Também existem casos em que os golpistas divulgam investimentos, normalmente em bitcoin, com retornos milagrosos. E ainda tem os casos mais sofisticados, onde os cibercriminosos usam vídeos do dono da conta e pedem ajuda financeira, com o uso de deepfake, artifício que muda o que a pessoa está falando no vídeo.

Como uma conta é invadida?

Dá pra ver que são diversas as formas que esses invasores utilizam para enganar os seguidores da conta roubada. Mas o ponto principal é saber como um hacker invade o Instagram, para poder se prevenir.

A invasão pode ocorrer de diferentes maneiras, mas as principais são:

Utilizando um link que instalam malwares

Nesses casos, o dono da conta recebe um link por mensagem ou clica em um link divulgado por um perfil falso. A partir desse momento é instalado um tipo de vírus, chamado de malware, que permite o roubo dos dados da conta.

Através de dados conseguidos por meio de vazamentos.

Quando ocorre um vazamento de dados muitas informações sensíveis podem ser disponibilizadas para pessoas mal intencionadas. As senhas são algumas dessas informações que podem ser espalhadas por aí. Nesses casos, os hackers descobrem algumas senhas do usuário e tentam acessar a conta.

Uma vez que os invasores conseguem acessar a sua conta, eles alteram todos os dados de acesso, como o e-mail cadastrado, número de telefone e senha. O que dificulta a recuperação da conta.

O que fazer se a sua conta for invadida

Agora que você já sabe como um hacker invade o Instagram, é preciso saber o que fazer caso isso aconteça com você.

Caso você tente acessar sua conta do Instagram com a sua senha e não conseguir, pode ser que sua conta tenha sido invadida. Para ter certeza, procure no seu e-mail de cadastro uma notificação do Instagram sobre a mudança de e-mail ou senha. Pode ser que esse e-mail tenha passado despercebido.

Se você encontrar um email de solicitação de mudança de cadastro da sua conta, sem ter realizado essa solicitação é hora de entrar em contato com o suporte do Instagram. Não se esqueça também de avisar todos os seus amigos e familiares para que eles não caiam em golpes.

Nem sempre é fácil conseguir recuperar uma conta de Instagram roubada, mas vale a pena tentar. Siga o passo a passo abaixo:

  1. Abra o aplicativo e na página de login, clique em “Esqueceu seus dados de login? Obtenha ajuda para entrar”;

  2. Preencha os dados na conta e clique em “Preciso de mais ajuda”;

  3. Agora você deve inserir o e-mail em que a conta estava cadastrada e clicar em “Minha conta foi invadida”.

  4. Depois é enviar a solicitação

  5. A partir daí, o Instagram entrará em contato para pedir mais informações para recuperar a conta.

Dicas para evitar uma invasão

Mais importante do que saber como um hacker invade o Instagram e o que fazer caso você passe por isso, é saber como se prevenir para que isso não aconteça. Para isso, separamos algumas dicas para ajudar a proteger a sua conta e não passar por isso.

1. Evite clicar em links de fontes desconhecidas

Sempre desconfie ao receber links que não foram solicitados. Evite também clicar em links disponíveis no Instagram.

2. Verifique todas as informações de perfis e marcas

Quando seu perfil for seguido por uma marca ou pessoa desconhecida, pesquise na internet se aquele é mesmo o perfil da marca antes de seguir de volta. Assim você evita confiar em perfis falsos que são usados para esses golpes.

3. Utilize a autenticação de dois fatores

O próprio Instagram oferece a opção de autenticação de dois fatores para acessar a sua conta. Dessa forma, além de inserir a sua senha é preciso digitar um código recebido por SMS no celular cadastrado para fazer o acesso.

Uma forma de saber se o seu nome ou seus dados estão sendo utilizados para aplicação de golpes e fraudes na internet é essencial acompanhar o seu CPF. O Serasa Premium é uma ferramenta que oferece um monitoramento de perto dos seus dados e todas as transações feitas em seu nome. Com isso é possível receber alertas sempre que houver alguma operação suspeita utilizando o seu CPF.