Entrar

Golpe do cartão de crédito: conheça as fraudes mais comuns

O cartão de crédito, velho conhecido na hora de parcelar compras, é também alvo de golpistas para roubar dados e fazer uso indevido do dinheiro das vítimas. Confira nossas dicas de segurança para usar seu cartão em segurança e evitar dor de cabeça.

Parcelamento de compras, assinaturas de serviços e produtos, aplicativos de delivery. É, não tem jeito, o cartão de crédito é usado para muitas compras e de várias formas e, por isso, mesmo, possui vários mecanismos se segurança. Olhando assim, parece difícil ser vítima de fraude, mas os golpistas agem para enganar os clientes fazendo com que eles mesmos entreguem seus dados.

Para os golpes, vale de tudo, e-mail de loja, promoções em redes sociais e ligações para convencer os clientes a fornecerem dados e informações. Mas com algumas dicas simples, você pode se proteger e evitar fraudes.

Ofertas em e-mails e redes sociais

Fazer o cliente comprar em sites falsos é um dos tipos de golpes mais comuns. O cliente recebe uma oferta e acha que está fazendo um cadastro, mas, na verdade, está entregando seus dados aos golpistas.

Esse golpe vem por e-mail ou redes sociais quando os golpistas “imitam” as características de uma loja online com uma oferta tentadora para o cliente clicar e comprar sem pensar muito.

Endereço do site falso

Ficou na dúvida se a oferta realmente existe? Antes de digitar seus dados, principalmente, os bancários, faça uma busca na internet para verificar se esse site realmente existe. Golpistas usam nomes semelhantes aos nomes oficiais das lojas, com pequenas variações, inserem, tiram ou trocam uma letra de lugar no endereço da página.

Antes de colocar seus dados em um site de compra, tenha o cuidado de verificar se o site realmente existe, pois ao entrar com seu login e senha, os golpistas podem copiar esses dados e conseguir acesso à loja verdadeira e ter acesso a todos os dados que você deixou salvos.

Com esses dados em mãos, os criminosos podem fazer compras indevidas, mudar o endereço de entrega e pegar informações pessoais. Por isso, evite usar a mesma senha para vários sites de compra, o que facilita a ação dos golpistas.

Verifique se o site é confiável

Com uma busca rápida na internet, você consegue conferir se um site tem boa reputação entre os clientes. A nota da loja ou do serviço é baixa? Outros clientes reclamam desse site? Sinal de que você não deve comprar nele.

Quando a oferta é boa demais...

Desconfie! Mesmo em época de promoções e datas comemorativas, compare o produto que você quer comprar em outras lojas. Se o preço, condições de pagamento ou taxas estiverem muito abaixo de outras lojas, provavelmente essa oferta é falsa e, ao inserir seus dados nesse tipo de site, criminosos podem roubar e usar seus dados de forma indevida.

Evite usar Wi-Fi público para compras e cadastros

Muitos estabelecimentos, shoppings e até mesmo prefeituras, oferecem redes Wi-Fi em espaços públicos para os usuários acessarem a internet. Mas essas redes são abertas e qualquer pessoa pode utiliza-las, por isso, evite fazer cadastros e digitar seus dados pessoais e bancários nesses tipos de rede.

Telefonemas e mensagens de WhatsApp

Recebeu uma ligação em que pedem para confirmar seus dados? Desligue! Geralmente, empresas, lojas ou instituições financeiras não pedem confirmação de dados por telefone ou mensagem. Se ficar na dúvida, o melhor a fazer é não fornecer seus dados e entrar em contato com a empresa para saber se realmente precisam desses dados.