Entrar

Sites de namoro: confira dicas de segurança para não cair em golpes

Por Lise Brenol

Nos sites de namoro e relacionamentos, os usuários podem ser vítimas de golpistas que desejam roubar dados ou praticar extorsão. Confira dicas para se proteger.

Os golpes em sites de namoro e relacionamento têm se tornado tão comuns que as próprias empresas que oferecem o serviço criaram páginas na Web para alertar os usuários.

As fraudes de perfis falsos para roubar dados pessoais ou de extorsão mediante imagens íntimas, conhecidas como catfish e sextorsão, podem tomar diferentes formatos, por isso é recomendado adotar atitudes preventivas para manter a segurança online.

Uma pesquisa desenvolvida em nove aplicativos apontou que as empresas estão mais atentas para a segurança online dos usuários. Os especialistas do Kaspersky realizaram a mesma avaliação em 2017 e em 2021 nos aplicativos Tinder, OKCupid, Badoo, Bumble, Mamba, Pure, Feeld, Happn e Her.

Os resultados do último levantamento indicaram a adoção de criptografia na troca de mensagens e mecanismos contra ataques de falsificação de certificados. Isso significa que ao detectar um usuário falso, os apps simplesmente param de transmitir dados.

Dois dos nove aplicativos ainda enviam a confirmação de senha por texto via e-mail. Essa prática não é recomendada, pois os usuários nem sempre alteram a senha ao receber a notificação, o que deixa a conta mais vulnerável.

A questão da obrigatoriedade da localização ainda é um ponto polêmico. A maior parte dos aplicativos possui como funcionalidade central localizar pares por proximidade, ou seja, sugerir perfis de pessoas que estão perto umas das outras.

Esta deveria ser uma informação disponível apenas quando o usuário autoriza esse compartilhamento. Dos nove aplicativos analisados pelo Kaspersky, quatro — Tinder, Bumble, Happn e Her — exigiam acesso de geolocalização obrigatório em 2021.

Os aplicativos funcionam na lógica de exposição de informações pessoais e o compartilhamento excessivo costuma ser uma prática. As pessoas são estimuladas a postar fotos, gostos, hábitos e rotinas, sem compreender os riscos de sextorsão, catfish, perseguição virtual, vazamento de dados e outros problemas online.

Nos aplicativos de namoro, frequentemente os usuários compartilham dados que provavelmente não postariam em outras mídias sociais e sites, por isso é preciso estar atento para medidas preventivas na interação com os demais perfis.

Os próprios aplicativos fazem este alerta, já que não conseguem ter controle sobre todas as trocas de dados no aplicativo e menos ainda quando o compartilhamento ocorre fora do ambiente do aplicativo.

Namoro sim, fraude não: dicas para relacionamentos seguros em sites de namoro

Os próprios sites de namoro possuem páginas com orientações de segurança para os seus usuários. Todos os serviços recomendam que os perfis suspeitos sejam denunciados para que possam ser avaliados e banidos no caso de má conduta.

Nem todos possuem a página em português, mas as recomendações são similares, por isso destacamos algumas dicas de cada serviço para você estar atento ao interagir com desconhecidos.

Tinder

O aplicativo nasceu em 2012 nos Estados Unidos e hoje está disponível em 190 países e 40 idiomas. O site da empresa tem uma página com informações sobre segurança online no uso do aplicativo e também orientações para denunciar comportamentos suspeitos em perfis dentro da plataforma.

Entre as principais orientações estão nunca enviar dinheiro ou informações financeiras e proteger os dados pessoais, como endereço residencial ou comercial ou detalhes sobre a rotina diária.

No caso de ter filhos, o aplicativo sugere evitar incluir os nomes das crianças, a escola que frequentam, idade e gênero. Outra dica é manter a conversa na plataforma até encontrar pessoalmente e redobrar cuidado com relacionamentos distantes e internacionais.

Happn

O aplicativo de namoro francês Happn chegou em 2015 no Brasil e já soma 15 milhões de usuários com contas cadastradas. As cinco cidades do Brasil com mais adeptos ao serviço são São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba e Brasília.

No primeiro ano da pandemia, o Happn registrou um aumento de 12% de crushes entre os usuários, indicando um crescimento no tempo de uso do aplicativo em relação ao ano anterior.

Com o foco em garantir mais segurança aos usuários, a empresa desenvolveu uma nova funcionalidade chamada de certificação de perfil. O serviço foi disponibilizado no Brasil em 2021 e atribui um selo de verificação ao perfil que se submete ao processo de checagem de dados.

Os usuários devem fazer upload de fotos, documentos e reconhecimento facial para estarem aptos à certificação. A principal recomendação do serviço francês é optar por perfis verificados para interação.

OkCupid

Disponível apenas em inglês, alemão e turco, o website OkCupid foi desenvolvido em 2003 por quatro estudantes de Harvard e em 2011 se tornou um aplicativo para mobile.

Em 2013, se destacou por ser o primeiro site de namoro a introduzir opções de 22 gêneros e 13 orientações sexuais. Na página de orientações sobre segurança nas interações entre usuários, o serviço destaca dicas para o primeiro encontro presencial. Entre elas, a indicação de marcar em lugar aberto, público e conhecido.

Caso haja pressão para ir a um local privado, a recomendação é não aceitar no primeiro dia. O aplicativo também sugere contar aos amigos ou à família sobre os planos, horário e local. Uma conduta preventiva é combinar um horário com um amigo para ligar ou mesmo ir ao local do encontro. Ficar atento à bebida e à bolsa ou carteira também é imprescindível, conforme orientação do OkCupid.

Badoo

A rede social de relacionamento Badoo existe desde 2006. O criador é um russo, mas o website é administrado na sede, em Londres. O website indica 518 milhões de inscritos no mundo todo dialogando em mais 40 idiomas disponíveis.

Na página de dicas de segurança e proteção, a empresa segue as diretrizes da Internet Watch Foundation e destaca alguns comportamentos preventivos. Entre as recomendações estão não compartilhar a senha com terceiros, nem com amigos próximos, e ser cauteloso ao entregar informações sobre sua vida fora da plataforma como endereço de e-mail, nome completo, endereço residencial e outras.

A sugestão é dar preferência para exibir apenas o primeiro nome no perfil público. O site alerta também para golpes que utilizem perfis falsos fingindo estar representando a Badoo e cobrando por algum serviço ou pedindo dados adicionais ou mesmo enviando links para sites externos.

Bumble

Desenvolvido em 2014, o serviço se propõe a mudar a regra do jogo do amor. A ideia é que a mulher tome a atitude e faça o primeiro contato após o match, porém, o aplicativo também se propõe a ser uma conexão entre contatos profissionais e novas amizades.

A proposta da empresa é dar confiança ao usuário para criar qualquer tipo de conexão, seja para romance, fazer uma amizade ou ampliar a rede de contatos profissionais. Em sua página de dicas de segurança, a empresa recomenda cautela com informações como endereço residencial e de trabalho, bem como a utilização de fotos que possam trazer muitos elementos de identificação relacionados à rotina do usuário.

Outra dica é investigar o seu par em outros locais como sites de redes sociais para verificar se o perfil confere com uma pessoa da vida real. A dica mais interessante foi essa: “você pode pedir para seu match ser verificado pelo Bumble se você tiver alguma dúvida”, ou seja, caso você interaja com um conta não verificada, o Bumble recomenda que você indique o link de verificação.

Mamba

Presente em 50 países, o serviço de relacionamento Mamba está ativo desde 2002. Criada na Rússia, a plataforma propõe ser uma conexão entre pessoas de diferentes países e idiomas.

O site não possui uma página com orientações sobre segurança, mas os termos de privacidade indicam que o usuário deve utilizar o serviço por conta e risco. “É reconhecido que as pessoas não sejam necessariamente quem dizem ser. Os usuários devem ter mais de 18 anos, mas as pessoas podem fornecer informações ou se comportar de maneira não confiável, enganosa ou ilegal. O Mamba não tem como saber se as declarações feitas por outros visitantes são verdadeiras”.

O site recomenda o uso do serviço com cautela e solicita cuidado especial em relação à divulgação de informações pessoais, sobrenome, endereço, e-mail, telefone, local de trabalho e locais públicos que os usuários frequentam.

Pure

O aplicativo Pure adota como slogan “namoro sem vergonha” e tem a proposta de ser o serviço no qual as pessoas encontram parceiros casuais. Os matches duram apenas 24 horas e se o cronômetro não for desativado, o chat fechará automaticamente.

Outra funcionalidade é a autodestruição das fotos compartilhadas após serem vistas. Caso o parceiro faça um print, o usuário é notificado e pode denunciar infração às regras.

Criado em 2014, o serviço está disponível em português desde 2021. Nas orientações para a comunidade de usuários, está explícita a recomendação para as interações ficarem restritas à plataforma. “Nós propositadamente tornamos a comunicação no Pure o mais conveniente possível. Lembre-se, se alguém pedir para você mudar para outra plataforma, essa pessoa pode ter más intenções. Infelizmente, não somos responsáveis ​​por outros canais de comunicação.”.

Como a proposta é conectar por meio de dirty talking ou sexting, o diálogo pode levar a trocas de nudes. Nesse sentido, as dicas para prevenir a sextorsão é optar por imagens nas quais o rosto não seja visível, nem características marcantes do corpo, como tatuagens. As orientações de segurança estão na página em inglês do serviço.

Feeld

Esta aplicação online tem como público específico aqueles usuários que buscam sexo casual, poliamor, swinging e outras preferências alternativas, com mais de um parceiro ao mesmo tempo. Criado em 2014, o aplicativo é utilizado por casais ou por solteiros em busca de experiências coletivas.

A política de segurança do serviço é baseada em denúncias e bloqueios. Como lida com imagens e mensagens sensíveis, o serviço recebe muitas denúncias da comunidade e estimula a vigilância mútua entre os usuários para manter a política de conduta do aplicativo respeitada. Portanto, a empresa argumenta que o serviço de bloquear e desbloquear é bastante utilizado, servindo como proteção e segurança coletiva.

Her

O aplicativo Her é um serviço exclusivo para mulheres, lésbicas, bissexuais e queers. A proposta é a usuária criar um perfil e compartilhar primeiro imagens de seus interesses, como filmes, viagens e momentos marcantes e depois as imagens pessoais.

A ideia é despertar assunto para bate-papos em grupos de comunidades menores e encontrar mulheres homossexuais solteiras e fazer amigas. Outra vantagem é que o aplicativo também produz conteúdos e notícias de interesse da comunidade LGBTQ+ e também sugere eventos que possam interessar.

Nos termos e condições de uso, a empresa alerta para pessoas e perfis falsos que interajam pedindo dinheiro, enviando ou pedindo fotos nuas no início da interação, excessivamente afetuosas ou dramáticas, entre outras orientações para identificar scammers.

Embora pareçam inofensivos, os aplicativos e sites de namoro podem servir como porta de entrada para crimes sérios que colocam em risco a privacidade das suas informações. Com seus dados em mãos, os golpistas podem aplicar diferentes crimes e trazer grandes prejuízos às vítimas.

Quer evitar fraudes e problemas futuros? Conheça o Serasa Premium

Com ele, você será alertado por e-mail e SMS sempre que houver uma movimentação no seu CPF e CNPJ como: novas consultas, protestos, ações judiciais, vazamento de dados na Dark Web e mudança em seu score e muito mais:

Função Lock&Unlock: bloqueie e desbloqueie seu Serasa Score para consultas de terceiros. Isso pode ajudar você a evitar que golpistas peçam crédito em seu nome.

Relatórios: receba um resumo quinzenal e tenha acesso total ao seu histórico de dados.

Consultor VIP:
atendimento exclusivo sempre que precisar de ajuda.