Entender como os juros são aplicados é um passo fundamental para organizar a sua vida financeira. Isso ajuda desde encontrar as melhores ofertas de crédito até compreender os juros que são cobrados por atraso de pagamento. Ou seja, todos os estágios das finanças passam pelos juros e é importante você saber sobre esse tema.
Confira os tópicos que serão abordados aqui:

  1. O que são juros?
  2. O que é CET?
  3. Juros Simples
  4. Juros Composto
  5. Como calcular juros compostos?
  6. Como a inflação afeta os juros de empréstimos?
  7. Como ser amigo dos juros?

O que são juros?

Para entender, de fato, o que são os juros, é preciso voltar alguns passos e compreender dois conceitos: credor e devedor.

  1. Credor: é quem empresta o crédito. A pessoa ou empresa que disponibiliza o dinheiro do empréstimo; o banco ou loja que fornece o cartão de crédito; a loja que oferece o crediário etc. Todas essas são possibilidades de crédito e quem oferta elas é chamado de credor.
  2. Devedor: o indivíduo que recebe o crédito, ou seja, o titular do cartão, do crediário, quem recebeu o empréstimo etc.

Dito isso, os juros são a remuneração que o credor recebe pelo crédito emprestado. Ou seja, a pessoa ou instituição que forneceu o crédito, recebe uma porcentagem sobre o valor – esses são os juros. Eles servem para cobrir os custos com a transação e, claro, também são responsáveis pelo lucro do credor.

Diferença entre juros compostos e juros simples

Podemos classificar os juros em dois tipos: simples e compostos. A diferença entre eles pode ser significativa no valor total da negociação. Por isso, é preciso ficar atento ao contrato e informações contidas nele. Na maioria das vezes, são aplicados juros compostos nas dívidas.

Os juros simples são calculados, sempre, sobre o valor inicial e real do empréstimo ou crédito. É como se um valor fixo fosse acrescentado em cada parcela.

Já os juros compostos, são os famosos “juros sobre juros”. O cálculo de cada parcela considera, em sua soma, o valor do empréstimo + os juros acrescentados na parcela anterior. Confira nossa tabela para entender como funciona isso.

Para o exemplo, consideremos a seguinte situação: empréstimo de R$ 1.000,00 que será pago em três parcelas. Os juros são de 7,0% ao mês. Na coluna do lado direito, vemos a simulação com aplicação de juros simples. Na coluna do lado esquerdo, aplicação de juros composto.

Juros Simples Juros Compostos
1ª mês 1ª mês
Cálculo dos juros: R$ 1.000,00 x 7% = R$ 70,00 Cálculo dos juros: R$ 1.000,00 x 7% = R$ 70,00
Parcela sem juros: R$ 333,33 Parcela sem juros: R$ 333,33
Parcela com juros: R$ 403,33 Parcela com juros: R$ 403,33
2ª mês 2ª mês
Cálculo dos juros: R$ 1.000,00 x 7% = R$ 70,00 Cálculo dos juros: R$ 1.070,00 x 7% = R$ 74,90
Parcela sem juros: R$ 333,33 Parcela sem juros: R$ 333,33
Parcela com juros: R$ 403,33 Parcela com juros: R$ 408,23
3ª mês 3ª mês
Cálculo dos juros: R$ 1.000,00 x 7% = R$ 70,00 Cálculo dos juros: R$ 1.144,90 x 7% = R$ 80,14
Parcela sem juros: R$ 333,33 Parcela sem juros: R$ 333,33
Parcela com juros: R$ 403,33 Parcela com juros: R$ R$ 413,47
Total a ser pago Total a ser pago
Com juros simples: R$ 1.209,99 Com juros compostos: R$ 1.225,03

Perceba que as parcelas da coluna de juros compostos ficam maiores com o passar dos meses. Isso não acontecerá na prática, pois, certamente, o credor irá dividir o valor total em parcelas iguais. Porém, é importante que você entenda como é que se chega ao valor final.

O que é CET?

Essa é uma pergunta que já respondemos aqui no portal, mas é importante relembrar. O CET significa Custo Efetivo Total, ele representa TODOS os juros que são aplicados na negociação. É esse o valor que você deve observar ao solicitar empréstimo, por exemplo. Quanto menor estiver o CET, menos juros totais você pagará.

Por representar os juros e taxas totais aplicados na negociação, o CET é o melhor comparativo para encontrar uma boa oferta de crédito. Algumas propagandas podem divulgar “juros baixos”, mas, ainda assim, é preciso olhar com atenção. Procure nos detalhes da negociação até encontrar o valor do CET e utilize ele como parâmetro de comparação.

O Serasa eCred é o buscador de crédito da Serasa e ele já mostra o CET das ofertas. É mais maneira mais prática e segura para buscar empréstimo ou cartão de crédito.

Inflação e os juros

A inflação é controlada a partir da Taxa Selic – a taxa base de todos os juros que são aplicados no mercado. Quando a inflação aumenta, a taxa Selic aumenta também (a fim de diminuir a procura por produtos). É nesse momento em que os juros de empréstimos, cartão de crédito, financiamento etc. são elevados.
Ao contratar qualquer tipo de crédito, fique atento às taxas vigentes naquele momento e na possibilidade delas se alterarem. Para saber tudo sobre inflação, acesse o nosso conteúdo completo.

Como ser amigo dos juros?

Da mesma forma que os juros compostos são aplicados na sua dívida ou empréstimo, ele também é aplicado nos investimentos. Essa é a melhor forma de fazer com que os juros colaborem com você. Porém, lembre-se que: antes de qualquer investimento, é essencial ter a reserva de emergência. Falamos sobre ela nesse artigo de 10 dicas financeiras.

SEGUE QUE É SUCESSO!
Como consultar o Score na Serasa
Consultar CPF na Serasa online e grátis!
Como consultar o CPF pelo nome?
O que é a Consulta feita na Serasa?
4 passos simples para limpar o nome

Juros composto não é mais um mistério!

Dificilmente você terá que calcular os juros compostos, mas é importante que você entenda como eles funcionam. É a partir dos juros que as dívidas se transformam em verdadeiras “bolas de neve” com a falta de pagamento, por exemplo.

Esse é o tipo de conteúdo que vale a pena passar a diante. Compartilhe o link com seus amigos e familiares. Além disso, acompanhe o Serasa Ensina no YouTube e podcast.

Consulte grátis o seu Serasa Score!

VEJA AGORA SUA PONTUAÇÃO.

Consulte grátis seu CPF e seu SCORE Comece agora uma nova vida financeira.

Consultar agora