Entenda a importância de ter uma reserva de emergência e descubra como guardar esse dinheiro.

Você já parou para pensar em qual é a importância de ter uma reserva de emergência? Muitas vezes, as pessoas que têm o hábito de guardar dinheiro podem ser vistas como preocupadas demais, mas o propósito de ter uma reserva é justamente evitar preocupações maiores diante de imprevistos financeiros.

Pensando na importância desse tema, neste conteúdo destacaremos o que é a reserva de emergência e qual é a importância de contar com esse recurso. Além disso, vamos trazer algumas dicas para ajudar você a juntar dinheiro e saber onde guardar a reserva de emergência adequadamente.

Afinal, o que é a reserva de emergência?

Não há muitos segredos em relação a esse tema. Ter uma reserva financeira é o mesmo que poupar, de maneira constante e regular, uma quantia específica com o objetivo de construir um fundo a ser destinado diante de diversas situações imprevistas.
Por esse motivo, podemos dizer que se trata de um hábito importante para garantir a sua segurança financeira, pois protegerá o seu patrimônio em situações como problemas de saúde, perda de emprego, acidentes, etc.

Qual é a importância de ter a reserva?

Como destacamos anteriormente, a reserva de emergência é fundamental para garantir segurança financeira e se proteger diante de diversos imprevistos: resistências de chuveiros que queimam, gás que acaba antes do previsto, contas que aparecem de surpresa, doenças que exigem tratamentos caros, problemas no carro, etc.
Nesse contexto, é importante destacar que as pessoas que contam com uma boa reserva dificilmente precisarão de empréstimos para custear esses gastos emergenciais. Assim, não terão gastos com juros, o que facilita o controle das despesas.

Como juntar dinheiro e formar a reserva de emergência?

Por diferentes motivos, esse é um dos principais desafios para quem deseja colocar as finanças em dia. Primeiramente, sabemos que em muitos casos o salário é curto e nem sempre é fácil sobrar dinheiro para juntar. Além disso, vivemos ema sociedade na qual há diversos estímulos para que as pessoas comprem cada vez mais, mesmo que sem necessidade e de maneira compulsiva.

Realmente, todas essas situações dificultam o planejamento de várias famílias para juntar dinheiro e, assim, formar a reserva de emergência que poderá ser utilizada para diversas finalidades no futuro.
A boa notícia é que existem algumas simples estratégias que poderão ajudá-lo a formar sua reserva de emergência de maneira segura com passar do tempo:

Planejamento financeiro: a organização e o planejamento das finanças são fundamentais para você conseguir formar sua reserva de emergência. Com eles, fica mais fácil identificar as ações necessárias para enxugar o orçamento e fazer sobrar um pouco mais de dinheiro para a sua reserva;
Listagem das despesas: após fazer todo o planejamento, é necessário conhecer todos os seus gastos mensais de forma detalhada. Por meio dessa prática, você consegue identificar os “gastos invisíveis”, aquelas despesas menores que, embora pareçam inofensivas, corroem parte importante do orçamento no fim do mês;
Orçamento doméstico: após listar todos os gastos, você pode elaborar seu orçamento. Nesse momento, procure destinar pelo menos 10% dos seus ganhos mensais para formar o fundo de emergência. Nos primeiros meses pode ser mais difícil, mas depois de criar esse hábito ficará cada vez mais simples deixar seu dinheiro guardado.

Onde guardar a reserva de emergência?

Sabemos da importância de contar com uma boa reserva de emergência, pois ela assegura proteção contra diversos imprevistos no cotidiano.
Por esse motivo é fundamental guardar a reserva de emergência em um local seguro e de fácil acesso. Dessa forma, você poderá fazer resgastes emergenciais rapidamente do valor necessário – afinal, essa é a função principal do fundo emergencial.

Cofres e carteiras

Existem diversos locais físicos pelos quais você poderá guardar a reserva financeira. Pode ser, por exemplo, em um cofre com senhas, em um cofre comum ou mesmo na sua carteira.
Essa estratégia é útil para quem costuma utilizar dinheiro físico ou em espécie, pois você poderá ter acesso à quantia rapidamente. No entanto, pode não ser vantajosa caso deseje guardar dinheiro a longo prazo. Isso porque ele ficará parado e rapidamente perderá valor por causa da inflação (aumento dos preços dos produtos e serviços).
Além disso, caso você opte por andar com ele na sua carteira, tenha noção de que dinheiro é gasto rapidamente e, muitas vezes, “sem perceber”. Então, tenha controle rígido sobre esses valores.

Contas bancárias

Uma boa ideia é guardar o fundo emergencial em uma conta bancária, que pode ser uma conta-corrente ou poupança. Você poderá fazer saques emergenciais e ainda poderá ver o seu dinheiro render com o passar do tempo. Desse modo, evita-se que as suas economias percam valor devido ao efeito inflacionário e, assim, será possível conservar o seu poder de compra.

Carteiras digitais

As carteiras digitais, como o nome diz, são como uma carteira que funciona virtualmente. Nelas, é possível colocar seu dinheiro e registrar seus cartões para fazer compras e pagamentos online. Assim, você pode utilizar uma carteira para separar seu dinheiro da sua conta oficial (aquela que você usa com mais frequência) e mesmo assim mantém a segurança e acessibilidade ao seu dinheiro.

A Serasa possui uma carteira digital com diversas outras funções além desta. No aplicativo, você pode, por exemplo, negociar e pagar suas dívidas, recarregar seu celular e muito mais. Além disso, todo o valor depositado na carteira fica seguro e só é utilizado para fazer operações autorizadas pelo usuário.

Como dissemos, a reserva de emergência é um importante recurso para garantir mais tranquilidade quando o assunto é dinheiro. Ela pode ajudar a cobrir eventuais situações inesperadas, oferecer mais segurança em relação às finanças familiares e, consequentemente, uma rotina com menos preocupações. Consideramos todos esses benefícios, nossa recomendação é que você comece a compor sua reserva de emergência o quanto antes.

Agora que você já sabe qual é a importância de contar com uma reserva financeira, acesse agora pode continuar navegando pelo Serasa Ensina para conferir outros conteúdos sobre educação financeira.

Faça a faxina nas suas contas!

NEGOCIE GRÁTIS SUAS DÍVIDAS

Consulte grátis seu CPF e seu SCORE Comece agora uma nova vida financeira.

Consultar agora