Entrar

5 passos para se proteger de ter seus dados roubados

A Serasa ensina você a cuidar das suas informações para evitar que tenha seus dados roubados. Confira as dicas e orientações que preparamos!

Dados roubados

Se você tem medo de ter seus dados roubados e ser vítima de fraude bancária, saiba que não está só. Uma pesquisa desenvolvida pelo Instituto de Pagamentos Especiais de São Paulo (Ipesp) para o Observatório da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) apontou que 86% das pessoas não se sentem seguras para fazer transações financeiras no ambiente digital.

É importante observar que, quando as pessoas conhecem melhor as medidas de prevenção ao dano, o medo diminui. O coordenador técnico da pesquisa e professor Antônio Lavareda afirma que há dois caminhos para transformar essa realidade: medidas punitivas mais rígidas para inibir a ação dos criminosos e ações educativas para a população em geral.

A lei 14.155 foi sancionada em maio de 2021 e torna mais graves os crimes de violação de dispositivo informático, furtos e roubos pela Internet, com pena de quatro a oito anos. A lei estabelece que, quanto mais alto for o prejuízo econômico e mais vulnerável for a vítima, maior é a pena.

O professor reforça que este tipo de criminoso visa pessoas de maior idade e menor escolaridade, e por isso é tão importante ter uma lei mais rígida para protegê-las.

A pesquisa do Ipesp aponta ainda um aumento na percepção de segurança dos dados pessoais nos últimos cinco anos, em especial entre os mais jovens, de 18 a 24 anos. Segundo Lavareda, o resultado mostra que as gerações que já nasceram tendo mais contato com a Internet tendem a se sentir mais seguras porque têm mais familiaridade com ambiente digital, enquanto as gerações com 60 anos ou mais tiveram de se ambientar com muito esforço.

O fato é que lidar com o ambiente digital para não ter seus dados roubados é desafiador para todas as pessoas, em todas as idades e escolaridades. Mesmo aqueles mais familiarizados podem se tornar vítimas se não houver zelo com os dados pessoais.

Para se sentir mais seguro, o recomendado é rever hábitos e adotar medidas de prevenção no uso cotidiano dos dispositivos digitais e aplicativos móveis. Para começar a sua tomada de consciência, eu preparei os cinco primeiros passos para você se proteger.

PASSO 1: Não quer ter seus dados roubados? Seus dados pessoais, suas regras!

O cadastro de pessoa física (CPF) é o número que te identifica como cidadão brasileiro e contribuinte na Receita Federal. Não há problema em compartilhá-lo se você concordar com isso. O problema é quando terceiros usam o seu CPF sem autorização.

Por isso, é importante saber com quem você compartilha seus dados, como nome completo, CPF, RG e endereço. Mais ainda se houver o pedido do número da conta bancária, renda e outras informações financeiras.

PASSO 2: Desconfie sempre!

Desconfie se a pessoa pedir essas informações em ligações telefônicas, mensagens de SMS, e-mail ou WhatsApp. A dica é só avançar no atendimento se você tiver procurado o serviço, entendido a necessidade do cadastro e construído uma relação de confiança com quem estiver falando. Fique esperto, pois muitas ofertas de empréstimo são golpe.

PASSO 3: Não forneça sua senha para ninguém

“Ninguém” inclui família, amigos, colegas. Sua senha é pessoal e intransferível. Não compartilhe nem senha de Facebook, TikTok ou Instagram, muito menos de bancos e e-commerces. Fique atento a como evitar fraudes em compras online, que também são muito comuns.

PASSO 4: Troque sua senha com frequência, a cada dois ou três meses

Também garanta uma combinação de letras, números e símbolos avaliada como senha forte. Muitas vezes é preciso criar duas ou três combinações antes de confirmar a alteração.

PASSO 5: Na dúvida, não clique.

Muitos links para cadastro de dados chegam por e-mail falso, WhatsApp ou mídias sociais. São mensagens tentadoras como “Você foi premiado!”, “Promoção imperdível!”, “Última chance para ganhar o brinde” e outras frases que acionam nossos gatilhos emocionais para nos induzir a preencher dados ou mesmo para autorizar instalação de programas maliciosos nos nossos computadores e telefones. Só clique se tiver certeza da origem do link!

Lise Brenol é jornalista, pesquisadora e professora. Mestre e doutora em Comunicação e Informação. Estuda os usos e as apropriações de dados no ambiente digital e é a criadora do canal Seus Dados no YouTube.

Viu como algumas medidas simples podem ajudar a evitar que você tenha seus dados roubados? Quer uma solução para te ajudar a evitar fraudes com as suas informações pessoais? Conheça o Serasa Premium, o serviço da Serasa que te alerta sobre qualquer consulta ou movimentação feita em seu nome e vazamento de dados até na Dark Web.