Entrar

Como saber se meu score aumentou? Veja como descobrir

Manter as contas mensais recorrentes em dia é uma forma de ampliar a pontuação score. Mas como saber se o meu score realmente aumentou?

Colunista marlise brenol
Publicado em: 02 de fevereiro de 2022.

O score é uma base de cálculo que aponta se um consumidor é um bom pagador. Uma pontuação alta, por exemplo, indica baixo risco de inadimplência. Já uma pontuação baixa aponta alto risco de endividamento.

Esse recurso é utilizado por bancos, pelo comércio, por instituições financeiras e outras empresas para conhecer o perfil do cliente antes de oferecer crédito, financiamento de um carro ou casa própria, empréstimo e outras negociações.

Como é calculado o score?

A base de cálculo é desenvolvida pelos birôs de crédito, empresas que fazem a gestão das informações de consumo, fornecidas por instituições financeiras e pelo comércio.

Entram na equação o pagamento do cartão de crédito, financiamento, cheque especial, os pagamentos de contas, boletos e crediários em dia, nome negativado ou cadastro positivo e relações de compra de produtos e serviços. Também podem pesar o emprego formal e hábitos de consumo.

Leia também | O que é birô de crédito e como esse tipo de empresa funciona

Cada empresa possui uma equação própria que vai definir quais critérios são mais ou menos considerados no cálculo final. Em 2021, a Serasa lançou o Score 2.0. A nova pontuação de crédito valoriza o comportamento financeiro recente.

O cálculo é feito por inteligência artificial e considera os seguintes critérios:

  1. consultas para serviço e crédito feito por lojas ou instituições financeiras;

  2. crédito contratado pelo consumidor;

  3. histórico de dívidas, ou seja, como o consumidor lidou com endividamento ao longo da vida;

  4. pagamento de crédito, o cumprimento de compromissos mensais em dia;

  5. pagamento de dívidas, mesmo renegociadas;

  6. Tempo de uso do crédito.

A pontuação antiga valorizava mais o histórico de dívidas, que chegava a representar 30,2% da pontuação. No Score 2.0, o histórico passou a valer 13,7%, enquanto o pagamento das contas em dia passou a pesar 43,6%. Cada categoria terá um peso específico para determinar a pontuação geral que varia de 0 a 1000 e indica para o mercado quais são as chances de o consumidor pagar suas contas em dia.

Na prática, uma pontuação perto de mil indica um ótimo perfil financeiro e baixo risco de inadimplência, o que significa maiores chances de conseguir crédito a juros mais baixos. Até 300 pontos há um alto risco de inadimplência. Entre 300 e 700 o risco é considerado médio.

A consulta do score pode ser feita por bancos, construtoras e imobiliárias, lojas de departamento, seguradoras de automóveis, empresas de internet e telefonia.

O consumidor que desejar saber qual é o seu Score pode preencher um cadastro e consultar de forma gratuita pelos sites e aplicativos dos birôs de crédito. Na Serasa, você consulta sua pontuação quantas vezes quiser sem pagar nada.

Basta acessar o site e inserir login e senha ou preencher o cadastro. Porém, o consumidor não poderá consultar o Score de outra pessoa, pois a informação é restrita a prestadores de serviços, visando qualificar as relações de consumo

O que fazer para aumentar o score?

Para aumentar os seus pontos a melhor receita é adotar um comportamento de consumo consciente, não se endividar e não gastar mais do que recebe.

A mudança nos hábitos de consumo também importa porque o comportamento de hoje terá resultado depois de um tempo. As boas práticas envolvem:

1) Limpar o nome: um consumidor endividado e ainda com o nome negativado terá um score baixo e encontrará mais dificuldade para conseguir crédito. Para este perfil, o foco deve ser em renegociar as dívidas e limpar o nome na praça. A renegociação e o pagamento das parcelas em dia já resultam na retirada do nome da lista de negativados.

2) Pagar as contas em dia: após o nome limpo, o foco deve ser em pagar as contas mensais com regularidade. Revisar as contas excessivas, cancelar as supérfluas e manter as essenciais como luz, água, telefone.

3) Ter os dados atualizados na Serasa: com o nome limpo e as contas em dia, o seu foco deve ser monitorar o Score com regularidade, atualizar o cadastro pessoal e manter o cadastro positivo ativo.

Ainda que seja importante pagar as contas de água, luz e gás em dia, elas não contam diretamente para aumentar a pontuação Score. Atualmente, apenas as instituições financeiras enviam suas informações para o cadastro positivo. Portanto, impacta no cálculo o financiamento, o cartão de crédito, o cheque especial, entre outros.

Os pagamentos de contas de telefonia, TV a cabo e internet devem contar em breve também na base de cálculo da Serasa Score 2.0. Por isso, quanto mais organizado nas finanças, menores os ricos de ver sua pontuação cair.

Então, como saber se meu score aumentou?

Simples: acesse o site da Serasa ou baixe o nosso aplicativo gratuitamente. Cadastre uma senha, faça login em poucos minutos e pronto! Na tela inicial, você já verá o seu score atual e o histórico da sua pontuação, para saber se ela aumentou ou diminuiu.

Uma vantagem de acompanhar o seu score pelo app é que, por lá, você também pode saber se foram feitas consultas em seu nome – o que te ajuda a manter um controle maior sobre os seus dados.

Todos os cuidados são importantes e mesmo assim você não estará imune a cair em fraudes e golpes na internet. Um vazamento de dados pode provocar falsificação de documentos, compras no seu nome e outros golpes e fraudes fiscais. Por isso, o monitoramento regular do CPF e da pontuação Score é uma estratégia inteligente para aumentar a sua segurança.

O Serasa Premium é uma das formas mais eficientes de ser alertado sobre as variações de Score, para cima ou para baixo. Caso você tenha turbinado a sua pontuação, você será alertado quando o Score subir. Mas se o seu Score cair sem justificativa evidente, você poderá agir para identificar o motivo da queda na pontuação e tomar as medidas para reverter o quadro.

Conheça o Serasa Premium e aumente a segurança dos seus dados pessoais e financeiros.