Entrar

Como saber se meu WhatsApp foi clonado?

Tire suas principais dúvidas sobre o assunto no artigo que preparamos para você.

Você provavelmente já deve ter ouvido notícias sobre fraudes e golpes digitais, e nesse momento é comum surgir dúvidas como: “Será que caí em um golpe? ou “Como saber se meu WhatsApp foi clonado?”.

Essas preocupações são compreensíveis e importantes, afinal, cair em um golpe como esse pode gerar diversos transtornos. O aplicativo do WhatsApp é bastante seguro, mas se você notar atividades suspeitas em sua conta, é preciso ficar em alerta.

Quais tipos de golpe são aplicados pelo WhatsApp?

De acordo com os desenvolvedores do WhatsApp, o aplicativo conta com criptografia de ponta a ponta para garantir a privacidade e a segurança das mensagens dos usuários. Ou seja, somente você e a pessoa com quem está trocando mensagens terão acesso ao conteúdo.

Se você já instalou o WhatsApp em um novo smartphone, deve ter percebido que ele não funciona no antigo, certo? Essa é uma das estratégias para garantir a privacidade das mensagens.

Contudo, como o aplicativo é o mais utilizado no mundo, as tentativas de fraude também são grandes, por isso é preciso estar sempre atento.

Um dos golpes mais comuns é o da conta clonada: pessoas mal-intencionadas podem tentar se passar por você para pedir dinheiro emprestado para amigos e familiares, por exemplo. Geralmente, o golpe é aplicado a partir de uma ligação ou mensagem de uma empresa bastante conhecida, como lojas, empresa de telefonia, bancos, site de venda de ingressos e outros.

Os criminosos podem adotar diferentes abordagens: falar sobre algum erro no cadastro, promoção imperdível para o seu perfil entre outras opções. Contudo, o objetivo deles é fazer com que você compartilhe o seu código de verificação do Whatsapp, que é enviado por SMS. Assim, é possível clonar a sua conta e aplicar golpes na sua rede de contatos.

Outro golpe comum é o uso de contas falsas. Nesse caso, os criminosos criam uma conta com outro número, utilizando informações públicas de determinada pessoa, como imagem de perfil e contatos. Depois, enviam mensagens aos amigos se passando pelo usuário para informar sobre a troca de número e contar histórias para aplicar golpes.

Como saber se meu WhatsApp foi clonado?

O aplicativo do WhatsApp não pode ser efetivamente clonado sem que o usuário perceba. O que pode acontecer é outra pessoa conseguir acesso à conta e fazer login sem autorização. Por isso, é importante dar atenção a algumas situações:

Recebimento ou envio de mensagens estranhas

A conta do aplicativo não pode ser instalada em dois celulares ao mesmo tempo, já que é necessário informar um código para a liberação em outro aparelho. Portanto, nunca compartilhe seu código de registro do WhatsApp recebido por SMS.

Caso você veja mensagens estranhas na ferramenta que não foram enviadas por você, desconfie. Além disso, se perceber que uma conversa consta como lida e você não a tenha visualizado, também fique de olho.

Uso do WhatsApp Web

Muitas pessoas utilizam a versão Web do WhatsApp como ferramenta de trabalho, para se comunicar com clientes ou colegas, entre outras situações.

Para aumentar a segurança e evitar qualquer tentativa de golpe, o acesso à conta só é feito mediante digitalização de um QR code com o celular. A ação também permite verificar se tem algum outro dispositivo conectado ao seu aplicativo.

Sendo assim, se estiver desconfiado de que seu WhatsApp foi clonado pelo computador, vá até a aba “WhatsApp Web” dentro do seu aplicativo e veja as sessões que estão ativas. Se não reconhecer o aparelho que está conectado, clique para encerrar a sessão e removê-lo.

Aplicativos suspeitos

Outra dica é ter cuidado com os aplicativos instalados em seu aparelho. Existem aplicativos espiões, por exemplo, que acessam ligações e mensagens recebidas pelo Whatsapp.

Normalmente, os softwares precisam ser instalados pelo usuário, mas pode acontecer de esses aplicativos espiões ingressarem no celular por meio de phishings. Nesse tipo de golpe, os cibercriminosos utilizam falsas promoções de produtos ou serviços para levar a pessoa a clicar em um link ou preencher um cadastro.

Com o programa malicioso instalado, os hackers conseguem ter acesso a uma série de dados, como senhas de e-mail, conta de banco e mensagens trocadas pelo WhatsApp. O phishing é um tipo de golpe que causa muitos roubos de dados na Internet, por isso é fundamental prestar muita atenção antes de clicar em qualquer link recebido.

Meu Whatsapp foi clonado, e agora?

Você já viu como saber se seu WhatsApp foi clonado. Mas, se mesmo com todos os cuidados você perceber que o seu aplicativo foi hackeado, é necessário tomar algumas atitudes para evitar transtornos maiores.

A primeira delas é recuperar a sua conta. Para isso, entre no Whatsapp com o seu número de telefone e confirme o código que receberá por SMS. Assim que fizer o processo, a pessoa que estiver com a sua conta indevidamente será desconectada.

Além disso, assim que perceber que o seu WhatsApp foi clonado, avise amigos e familiares por mensagens em redes sociais, e-mails e ligações para que não falem com o golpista que está se passando por você.

Depois que resolver a situação, siga alguns procedimentos para aumentar a segurança da ferramenta e evitar que novos golpes ocorram:

• Nunca compartilhe o código de registro do WhatsApp enviado por SMS;

• Ative a confirmação em duas etapas, clicando em “Configurações” e “Conta” para criar um PIN;

• Tenha um antivírus para identificar possíveis ameaças em seu celular;

• Utilize sempre a versão oficial do WhatsApp e faça o download do aplicativo apenas na loja de aplicativo do seu smartphone;

Altere as suas configurações de privacidade para que apenas os seus contatos vejam a sua foto de perfil;

Se receber algum pedido estranho de amigo ou familiar, principalmente relacionado a dinheiro, confirme isso por ligação para evitar cair em golpes.

Agora você já descobriu como saber se seu WhatsApp foi clonado, fica mais fácil se proteger. Como dissemos, essa ferramenta conta com tecnologia de ponta para garantir mais segurança e privacidade aos usuários, mas os criminosos também se aperfeiçoam para “burlar” essa proteção.

Quer manter seus dados mais seguros e receber notificações sobre qualquer movimentação suspeita realizada com o seu CPF? Conheça o Serasa Premium, a solução da Serasa feita especialmente para você.