Navegação do blog
  1. Premium
  2. Blog
  3. Consultar O Pis Pelo Cpf

Saiba como consultar o PIS pelo CPF

O PIS corresponde a um número de identificação do trabalhador, saiba como descobrir o seu registro.

Atualizado em: 22 de novembro de 2023

Categoria Monitorar CPF e ScoreTempo de leitura: 10 minutos

Texto de: Time Serasa

Mão segurando carteira de trabalho com dinheiro pis pasep do gorverno.

Todo trabalhador com contrato vigente pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e até mesmo funcionários públicos estatutários têm direito a integrar o Programa de Integração Social (PIS). O PIS corresponde a um número de identificação do trabalhador, mas nem todo cidadão guarda o registro. Porém, descobrir o número não é difícil. Saiba como é possível consultar o PIS pelo CPF

Leia também I Como se proteger de uma fraude de CPF

Assista I Como consultar o CPF grátis

O que é o PIS

O Programa de Integração Social (PIS) é uma contribuição monetária social das empresas em nome dos funcionários. O dinheiro dessa taxa é usado para financiar o pagamento do seguro-desemprego e do abono salarial. O principal objetivo do PIS é transferir renda a trabalhadores de baixa renda.  

Muitas vezes ele aparece como PIS/PASEP ou NIT/PIS. O PASEP é o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público, um tipo de PIS para funcionários públicos. O NIT é o Número de Identificação do Trabalhador, que permite aos trabalhadores autônomos ou sem carteira assinada a contribuição ao INSS.

Leia também I Conheça os planos do Premium

Como consultar o PIS pelo CPF

Uma maneira de consultar o PIS com o número de CPF é por meio do site Meu INSS. Integrada ao gov.br, a ferramenta centraliza diversos serviços. Além de consultar o PIS, é possível conferir o tempo de contribuição por meio do acesso ao Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

Nele vão constar todas as contribuições realizadas pelo trabalhador como autônomo ou pelos empregadores ao longo dos anos. Basta seguir o passo a passo abaixo: 

Caso já tenha cadastro:

  1. Acesse o portal Meu INSS e clique em “Entrar”.

  2. O sistema solicitará integração com o gov.br.

  3. Digite a senha do cadastro.

  4. Pronto, aparecerão os dados do usuário, com nome, CPF e o NIT/PIS. 

Caso ainda não tenha cadastro:

  1. Selecione “Cadastre-se” e preencha os dados solicitados (CPF, data de nascimento, nome, e-mail, celular, nome da mãe e estado). 

  2. Clique em “Próxima”. 

  3. Receba a senha criada pelo sistema.

  4. Faça o login e altere a senha.

  5. Acesse novamente, dessa vez com a nova senha. 

Nos dois casos, basta seguir os passos para consultar o saldo do PIS pelo CPF. Outra forma de saber o número do PIS/PASEP é consultar a Carteira de Trabalho, tanto na versão impressa como na versão digital. A informação fica junto aos dados de identificação do trabalhador.

Como consultar o PIS pelo CPF Banco do Brasil

Consultar o PIS (Programa de Integração Social) pelo CPF no Banco do Brasil é simples. Basta acessar o site oficial https://www.bb.com.br e localizar a opção "Acesse sua conta" ou "Internet Banking". A opção é encontrada na parte superior direita da página inicial. Insira o número de agência e conta corrente, bem como a senha de acesso.

Após fazer login na conta, procure uma opção relacionada ao PIS. Isso pode variar dependendo da versão do site do Banco do Brasil, mas essa opção costuma estar disponível em "Serviços" ou "Consulta de Saldo". Depois, basta digitar o número de CPF no campo indicado. O sistema fornecerá as informações relacionadas ao PIS, incluindo o saldo, a data de pagamento e outras informações pertinentes.

Caso não haja uma conta no Banco do Brasil ou não tenha acesso ao internet banking, é possível entrar em contato com o Banco do Brasil por telefone ou visitar uma agência para obter informações sobre o seu PIS. É possível também consultar via Caixa Econômica Federal.

Como consultar o PIS pelo CPF por telefone

Para consultar o PIS pelo CPF por telefone, é preciso ligar para a Central de Atendimento da Caixa Econômica Federal (0800-726-0207) e seguir estas etapas:

  1. Siga as instruções do atendimento automático ou espere atendimento humano.

  2. Forneça as informações pessoais, incluindo CPF, nome completo e data de nascimento.

  3. Serão verificadas as informações fornecidas, com os detalhes relacionados ao PIS, como saldo, data de pagamento e outras informações relevantes.

Certifique-se de ter os documentos e informações necessárias para facilitar o processo de verificação. Vale lembrar: o atendimento telefônico pode estar sujeito a horários específicos de funcionamento, então confira os horários de atendimento da Central de Atendimento da Caixa antes de ligar. Além disso, tenha o número do CPF, pois ele será fundamental para a consulta.

É possível fazer o PIS pelo celular?

O número do PIS é atribuído automaticamente a cada trabalhador quando ele é registrado na primeira atividade profissional formal, geralmente por meio de emprego com carteira assinada. Não é possível o funcionário fazer o próprio PIS. Os empregadores são responsáveis por cadastrar o funcionário no PIS.

O número do PIS é gerado pela Caixa Econômica Federal ou pelo Banco do Brasil, dependendo do agente pagador do benefício, e é associado ao trabalhador ao longo da vida profissional. Esse número é usado para acessar diversos benefícios, incluindo o abono salarial, um dos principais programas associados ao PIS. O pagamento segue o calendário estabelecido pelo governo aos trabalhadores.  

Como receber o abono salarial do PIS

A Caixa Econômica Federal é o agente pagador do abono salarial, benefício administrado pelo Governo Federal. A origem dos recursos para pagamento é do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), pago pelo empregador para cada PIS. Para ter direito ao abono é preciso: 

  • ●     ter cadastro no PIS/PASEP há pelo menos cinco anos;  
  • ●     ter recebido uma remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base;  
  • ●     ter exercido atividade remunerada para pessoa jurídica durante pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no ano-base considerado para apuração; 
  • ●     estar com os dados corretos na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial no prazo estabelecido pelo Governo Federal. 

Como a situação do CPF pode interferir no abono

A Receita Federal atualiza um banco de dados com os CPFs de todos os brasileiros com regularidade. O status de CPF regular é o mais comum e a grande maioria dos cadastrados estão em dia com as informações e prestações de contas. Porém, há outros status possíveis para o documento que impedem o recebimento de benefícios sociais, como o abono do PIS.

São eles: 

• CPF pendente de regularização ou bloqueado: indica que o contribuinte deixou de entregar alguma Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) obrigatória. 

  • ●     CPF suspenso: o cadastro do contribuinte está incorreto ou incompleto. Também pode acontecer com quem não justificou ausência nas eleições ou tem pendências com a Justiça Eleitoral. 
  • ●     CPF cancelado: pode acontecer em caso de CPF clonado, decisão judicial ou falecimento. 
  • ●     CPF nulo: significa que foi constatada fraude na inscrição e o CPF foi anulado. 


Quer receber notificações sobre o PIS e outros serviços direto do seu celular? Baixe o SuperApp da Serasa e tenha tudo isso em suas mãos!

Compartilhe o artigo

Este artigo foi útil?

Escolha de 1 a 5 estrelas para avaliar
Média de avaliação: 3.42 de 5

Artigos relacionados