Entrar

Perdi meu CPF: como saber o número?

Veja o que fazer nessa situação!

“Perdi meu CPF: como saber o número?” Com a correria do dia a dia, imprevistos como a perda de documentos podem acontecer. Essa situação é corriqueira e causa muitas dúvidas sobre os procedimentos que devem ser tomados a partir de então.

O CPF é o Cadastro de Pessoa Física, emitido pela Receita Federal, para maior controle sobre os contribuintes. Geralmente, é o órgão que se deve buscar para fazer regularizações.

Para as pessoas que perderam o CPF e não sabem quais passos tomar, vamos compreender melhor no texto!

Consulta CPF Receita Federal

No site da Receita Federal, os contribuintes do Imposto de Renda têm acesso à situação cadastral do CPF. O serviço é gratuito e totalmente virtual. Se você esqueceu o número e quer consultar o CPF pelo nome, pode ser mais complicado. Primeiramente, tente localizá-lo em algum outro documento. Geralmente, os novos RGs contam com números de CPF e até do PIS.

Caso você realmente não recupere o número e precise saber como descobrir CPF pelo nome, procure uma das unidades da Receita Federal. Em caso de roubo ou furto de documentos, é indicado fazer um Boletim de Ocorrência eletrônico para o caso de alguém clonar seu CPF ou contrair dívidas em seu nome.

Consulta de CPF na Serasa

Pelo site da Serasa, o consumidor consegue acessar gratuitamente seu CPF e consultar se há dívidas ou se o nome está negativado. Para fazer a consulta, acesse o site da Serasa, clique em “Consultar CPF ” grátis e, em seguida, clique em “Meu CPF”. Caso você não tenha cadastro, será preciso fazer um.

A plataforma também dá acesso ao seu score – pontuação de crédito utilizada por bancos e instituições financeiras na concessão de crédito. Além disso, o consumidor também pode usar a Serasa Premium, ferramenta para monitoramento de CPF.

O que é o meu score?

A Serasa Score é uma nota de crédito baseada na sua movimentação financeira. Ela vai de 0 a 1.000 e indica aos credores qual é o risco de inadimplência por parte do consumidor. Dentro dessa pontuação existem quatro faixas de risco: ruim (0 a 300), regular (301 a 500), bom (501 a 700) e muito bom (701 a 1.000).

À medida em que a sua nota sobe, também aumentam as chances de obter crédito com mais facilidade. O cálculo do score leva em consideração sete categorias: pagamento de crédito, consultas para serviço e crédito, histórico de dívidas, tempo de uso do crédito, crédito contratado, pagamento de dívidas e comportamento de consultas.

Situação cadastral: o que é?

A situação cadastral vai indicar como o seu CPF está na Receita Federal, se existe algum problema e precisa de regularização, ou se está tudo bem. Geralmente, são quatro tipos de situações mais comuns. Na primeira delas, o CPF regular, que é aquele que está em dia com a Receita Federal.

O CPF pode estar pendente de regularização. Nesse caso, quer dizer que a pessoa deixou de entregar seu Imposto de Renda e precisa regularizar a pendência. Outra possibilidade é ter o CPF suspenso, que acontece quando há erros no cadastro ou quando ele está incompleto. Esse caso também pode envolver débitos e pendências com a Justiça Eleitoral.

Existe uma última situação, que é aquela em que o CPF está cancelado. Ocorre em casos de falecimento, CPF clonado ou decisões judiciais.

Se você gosta deste tipo de conteúdo, que tal acompanhar nosso canal no YouTube e o podcast Serasa Ensina? Você vai gostar do conteúdo!