Entrar

Consultar Auxílio Emergencial – Veja Como Fazer

Veja como consultar o Auxílio Emergencial 2022 e confira se você está entre os 1,2 milhões de brasileiros que receberão valores retroativos

colunista Fabiana Ramos
Publicado em: 20 de abril de 2022.

Durante a pandemia, o Governo lançou alguns programas sociais com o objetivo de amenizar os impactos financeiros sofridos pela população. Um deles foi o Auxílio Emergencial, um programa que foi extinto em outubro de 2020, porém que ressurgiu este ano por meio do pagamento de algumas parcelas retroativas. Apesar dos pagamentos terem sido retomados em janeiro de 2022, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como consultar o Auxílio Emergencial.

Em 2020, foi disponibilizado pelo Governo Federal uma ferramenta com um passo a passo específico que ensinava a fazer a consulta do referido benefício. Porém, ainda assim, existe uma grande parcela da população que sente dificuldade em acessar tais informações.

Se você é uma dessas pessoas e quer entender mais sobre como consultar o Auxílio Emergencial, então continue sua leitura e fique por dentro de mais detalhes. Confira!

Como consultar o Auxílio Emergencial?

O Auxílio Emergencial surgiu em meio ao cenário da pandemia do coronavírus em 2020, quando o Governo Federal criou o benefício para suprir as necessidades de cidadãos que ficaram desempregados ou que tiveram sua renda diminuída.

O objetivo era reduzir os problemas sociais e econômicos que surgiram durante esse período e, no ano de sua criação, o programa alcançou mais ou menos 68 milhões de pessoas.

Apesar do Auxílio Emergencial ter sido extinto em outubro de 2021, em janeiro deste ano a Caixa Econômica Federal liberou o pagamento da primeira parcela do valor retroativo para um grupo específico de beneficiários, composto por pais solteiros, contemplando um pouco mais de 820 milhões de pessoas.

O Ministério da Cidadania espera atender mais de 1 milhão de famílias monoparentais, ou seja, famílias que são chefiadas por apenas uma única pessoa, que, neste caso específico, seriam chefiadas por homens que são pais solteiros.

Para verificar se você está ou não na lista dos beneficiários é preciso ter consigo dados pessoais, como:

• Data de nascimento;
• Nome completo;
• O nome completo da mãe;
• Número do CPF.

Esses dados deverão ser inseridos no site do Dataprev. Após isso, aparecerá uma tela com todas as informações referentes ao cadastro e a descrição das etapas do benefício.

As pesquisas também podem ser feitas pelo site Consulta Auxílio.

Para consulta de informações sobre o benefício, a Caixa disponibilizou acesso ao app Caixa Tem. Este aplicativo foi criado justamente para facilitar a aproximação entre os beneficiários e os programas sociais. Tanto que, por meio dele, é possível obter informações de outros benefícios, como Auxílio Brasil, por exemplo.

Pagamentos do Auxílio Emergencial

Inicialmente, o valor do Auxílio era de cinco parcelas de R$ 600,00 cada. Sendo caso de família monoparental, chefiada por mulheres, o valor era duplicado, tendo sido pago R$ 1.200 para mães solteiras. Posteriormente, houve o pagamento de parcelas adicionais no valor de R$ 300,00 por quatro meses. No ano de 2021, ele ainda seguiu atendendo às pessoas, porém com valor reduzido. O foco do programa até aquele momento era atender:

• Trabalhadores informais;
• Desempregados;
• Contribuintes individuais do INSS;
• e MEIs (Microempreendedores Individuais).

Os critérios para receber o benefício, na época, eram os seguintes:

• Ser beneficiário do Bolsa Família ou ser trabalhador informal;
• Possuir uma renda mensal inferior a três salários mínimos (o que na época perfazia o total de R$ 3.300,00);
• Ter renda per capita (por pessoa) inferior a meio salário mínimo, correspondendo até então a R$ 550,00.

Além disso, o pagamento considerava ainda a composição familiar. Quem morava sozinho recebia R$ 150,00.

As famílias com mais de um integrante recebiam o valor de R$ 250,00. Enquanto isso, as que eram chefiadas por mulheres, o valor era de R$ 375,00.

Vai ter pagamento do auxílio emergencial em 2022?

Não, não haverá novos pagamentos do Auxílio Emergencial, uma vez que ele foi substituído pelo programa Auxílio Brasil, que é mais abrangente.

Porém, como dissemos, existe um valor a ser pago referente a parcelas retroativas, que serão distribuídas a beneficiários específicos, ou seja, receberão as parcelas os pais solteiros chefes de família.

Isso se dá porque o programa previu o pagamento do Auxílio com valor duplicado apenas às mães solteiras, tendo os pais solteiros ficado de fora. E, para não haver distinção de gênero, o Auxílio duplicado agora foi estendido também aos pais que se enquadrem nos requisitos preestabelecidos pelo programa. O valor a ser recebido varia conforme cada caso.

Quem tem direito ao Auxílio retroativo?

As pessoas atendidas pelo Auxílio Emergencial serão os pais solteiros, com cadastro ativo no CadÚnico desde o início do programa. Ou seja, em 2 de abril de 2020.

Terão direito também os pais que se cadastraram até o dia 2 de julho de 2020, de forma digital. Além disso, é necessário apresentar os requisitos exigidos nos critérios de seleção do Ministério da Cidadania.

Os critérios são:

• Ser pai solteiro;
• Estar cadastrado como Responsável Familiar;
• Ter recebido a cota simples do Auxílio Emergencial;
• Não ter cônjuge;
• Ter na família ao menos um menor de 18 anos.

Qual o valor do Auxílio Emergencial para 2022?

A princípio, o Auxílio Emergencial era distribuído com valores diferentes, sendo inicialmente de R$ 600,00, e de R$ 1.200 para as mães solteiras chefes de família.

Agora, para os pagamentos retroativos, os valores a serem pagos irão obedecer à seguinte variação:

• Pais que receberam cinco parcelas comuns do Auxílio Emergencial terão direito a receber um valor equivalente a mais cinco parcelas de R$ 600,00, totalizando o valor de R$ 3.000,00;
• Pais que começaram a receber em maio do ano de 2020, terão direito a receber um valor de R$ 2.400,00;
• Pais que foram beneficiados a partir do mês de junho do ano de 2020 terão direito a receber um valor de R$ 1.800,00;
• Pais que foram atendidos a partir do mês de julho do ano de 2020 receberão R$ 1.200,00;

E pais que receberam após o mês de agosto do ano de 2020, o valor retroativo a ser pago é de R$ 600,00.

O calendário de pagamento seguirá conforme o número final do NIS (Número de Identificação Social) de cada beneficiário. Caso não saiba o seu NIS, é possível encontra-lo nos seus extratos do FGTS, a partir do seu CPF no portal Meu INSS ou no site do CadÚnico.

Portanto, agora que você já sabe como consultar o Auxílio Emergencial 2022, não perca tempo. Acesse algum dos canais disponíveis para consulta e veja se há parcelas a receber!