Entrar

Entenda como o aumento do gás pode afetar as suas finanças

Descubra como se preparar para o aumento do gás em 2022 e fazer com que a subida de preços pese menos no bolso.

colunista Veridiana Lopes
Publicado em: 31 de janeiro de 2022.

Com o novo aumento do gás de cozinha, o orçamento do brasileiro pode ficar ainda mais apertado ao longo de 2022. Com os componentes do preço do gás aumentando, o seu valor final pode chegar ainda mais alto ao consumidor, que precisará se organizar para cobrir a alta de 50% do valor do reajuste.

Atualmente, supõe-se que a alta representa um aumento de R$ 15,34 no ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias); de R$ 36,70 na distribuição e revenda; e de R$ 50,00 na própria Petrobrás.

Esse aumento é resultado do reajuste nos contratos de longo prazo, que duram cerca de quatro anos com as distribuidoras de gás. A raiz do problema pode estar no aumento das commodities globais e o preço do dólar – mas vamos falar mais sobre isso a seguir.

Entenda o que está por trás do aumento do gás de cozinha

Para 2022, foi previsto um aumento de 50% do valor no reajuste do gás de cozinha, uma alta que afeta o orçamento doméstico mensal de toda a população brasileira que precisa diariamente para preparar suas refeições.

Durante o ano passado, o preço médio do gás no Brasil durante o mês de janeiro foi de R$ 76,86. Já em 2022, esse valor está em R$ 102,46 – o que representa um aumento de 33%. Os valores indicados são do sistema de levantamentos de preços da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

De acordo com a Petrobrás, esse aumento é resultado de uma medida para evitar o desabastecimento do mercado, sendo uma forma de continuar atendendo a população brasileira. É importante lembrar também que esse reajuste geral foi feito após 95 dias com preços estáveis do GLP.

Afinal, essa mudança é válida?

Apesar da sugestão de aumento de 50% feita em 202, em alguns estados como o Rio de Janeiro, esse reajuste foi vetado na Justiça por meio de uma liminar especial, que impede que a Petrobrás reajuste os valores esse ano.

A ação foi deferida principalmente pelo fato de o aumento do gás em 50% ser visto como um reajuste abusivo, que pode prejudicar os direitos coletivos da população. Então, você pode esperar ver que em alguns estados a população está pagando um valor mais acessível no gás de cozinha, enquanto outras estão tendo um custo de vida um pouco mais alto do que tiveram em 2021.

Como lidar com o aumento do custo de vida?

Com o aumento das taxas de inflação e o baixo reajuste do salário mínimo, viver com qualidade e manter a saúde financeira tem se mostrado um desafio para toda população brasileira. Ainda assim, é possível dar alguns jeitinhos que te ajudarão a manter a paciência e sanidade, mesmo que tudo ao seu redor queira colocar a sua saúde financeira em jogo.

Leia também | O que é saúde financeira e como melhorar a sua

Procure novas alternativas de renda extra que te permitam ter mais tranquilidade ao longo do mês, sem que precise perder o sono pensando em novas alternativas para pagar as contas que parece que não fecharão. Lembrando que, apesar da alta do gás, muitas famílias não fazem essa compra mensalmente, o que te permite organizar as finanças para o mês em que o botijão acabar.

Procure formas de fazer uma renda extra

Se você quer melhorar a sua qualidade de vida, não basta apenas viver com o que ganha hoje. É importante procurar novas formas de tentar melhorar a sua receita e aumentar o seu orçamento de forma ativa. Para isso, uma das melhores alternativas é investir em renda extra, para que você feche o mês com saldo positivo.

Hoje em dia, existem milhares de formas de fazer isso. Seja em casa ou no digital, você pode ganhar um dinheirinho extra que te ajudará a aliviar os custos. Algumas das formas de renda extra que te indicamos são: escrever texto para sites, vender doces e até realizar consultorias na sua área de atuação.

Leia também | Como ganhar dinheiro em casa? 8 ideias para ter renda extra

Junte o valor do gás mensalmente

Como o gás de cozinha é um investimento periódico, você não precisa se preocupar em mensalmente ter que desembolsar o valor total, o que seria um tanto complicado junto com as outras contas.

Logo, isso permite que você se planeje muito melhor e tenha previsibilidade do que conseguirá fazer para reservar o valor necessário e realizar a renovação do seu gás de cozinha.

Supostamente, um botijão de gás de cozinha de 13 kg dura cerca de 50 dias, dependendo da quantidade de uso e do tamanho da família. Por isso, você tem cerca de dois meses para juntar o valor que será investido em gás.

Procure alternativas para cozinhar

Hoje em dia existem diversas alternativas que permitem que você faça comida tranquilamente sem precisar utilizar o gás – ou reduzindo bastante o seu consumo.

Adotar o uso da energia elétrica (para quem tem panelas ou grelhas que funcionam na tomada, por exemplo) e trocar alimentos assados por grelhados, por exemplo, são algumas das soluções que podem oferecer uma economia muito maior, mesmo que você esteja gastando na conta de luz. Essas escolhas podem influenciar totalmente o valor que ficará no seu bolso a cada 50 dias.

Se você deseja driblar o aumento do gás e fazer com que o seu bolso não sinta tanto esse impacto, é importante manter em dia as soluções listadas nesse artigo, que te ajudarão a ter mais saúde e tranquilidade financeira.

Além disso, se você deseja ter uma relação melhor com o seu dinheiro em 2022 e conferir mais dicas para não passar aperto, é muito importante ler sobre o assunto e buscar alternativas para cortar gastos no dia a dia.

No blog da Serasa, você sempre vai encontrar conteúdos exclusivos sobre educação financeira com uma linguagem fácil de entender. Continue acompanhando nossas publicações!