Entrar

Planejamento financeiro pessoal: descubra o que é e como fazer um

Entenda o que é planejamento financeiro pessoal e confira um passo a passo para organizar a sua vida financeira.

colunista Veridiana Lopes
Publicado em: 14 de fevereiro de 2022.

Já pensou em organizar aquela viagem, mas olhou a sua conta bancária e não soube nem por onde começar? Neste conteúdo, vamos te mostrar como traçar um bom planejamento financeiro pessoal para você manter as finanças em ordem e conseguir guardar um dinheirinho que, no futuro, pode ser de grande proveito para alcançar seus sonhos e metas.

Por que um planejamento financeiro pessoal é tão importante?

A maioria dos brasileiros não só não sabe guardar dinheiro, como não se dedica a realmente entender suas finanças.

Leia também | Como economizar dinheiro ganhando pouco? Confira dicas

Mas sabemos que um bom planejamento financeiro pode fazer a diferença na qualidade de vida no curto e longo prazo, principalmente se você deseja aproveitar a vida quando for mais velho.

Organizar as suas finanças fará total diferença na sua vida. Dessa forma, você poderá colocar as contas em dia, começar a guardar dinheiro e realizar os seus sonhos, ou seja, alcançar muito mais saúde financeira para você e sua família.

E o que é o planejamento financeiro pessoal?

O planejamento financeiro pessoal nada mais é do que a organização e controle do seu dinheiro e tudo que envolve suas finanças. Ele funciona como um guia para você ter clareza sobre o que faz com o seu dinheiro.

Assim, você consegue entender exatamente como funcionam seus gastos para fazer as melhorias necessárias no seu orçamento – que podem envolver poupar mais, gastar menos, aumentar a sua renda ou um pouco dessas três coisas.

Com esse planejamento, você consegue tomar as melhores decisões sobre suas finanças, traçar metas, objetivos, aumentar seu patrimônio e realizar sonhos. Tudo isso com o dinheiro que entra no seu bolso hoje.

Mas antes é preciso entender qual é a sua situação financeira e conhecer o seu dinheiro, porque se você não conhece seu bolso, como espera realizar seus sonhos? Impossível, não é mesmo?

Agir no escuro só vai te prejudicar e te levar a mais dívidas no fim das contas. Por isso, é importante analisar seu passado e presente se você quer criar um bom planejamento. Só assim você entenderá seus hábitos e criará uma rotina com um caminho muito mais fácil de seguir, poupando, mas sem se privar.

Que diferença faz um planejamento financeiro?

Com a maior crise de saúde que o mundo já viveu, nós entendemos que é essencial ter mais controle e consciência financeira, porque essa pode ser a diferença entre manter um estilo de vida em situações que fogem do controle ou ter que diminuir o padrão a ponto de não se reconhecer mais.

Por isso, um dos principais passos do bom planejamento financeiro, após entender o seu perfil, é criar uma estratégia para poupar pelo menos um pouquinho de dinheiro criar uma reserva de emergência.

Leia também | Reserva de emergência: como fazer a sua e se preparar para imprevistos?

Assim, você pode superar muitos desafios e evitar dificuldades comuns que a maioria das pessoas passam sem um bom planejamento, como o endividamento. Esse cenário não será uma realidade se você usa todas as ferramentas de finanças a favor da sua vida e bolso.

Além disso, ao aprender como criar disciplina e consciência para desenvolver um bom planejamento, você tem mais foco para criar objetivos e metas e finalmente realizar seus sonhos.

O planejamento financeiro também é essencial nesta parte, porque te ajuda a definir prioridades no seu orçamento, os possíveis cortes e tudo o mais que te ajudará a destinar esforços para aquilo que realmente é relevante para você e as pessoas que ama – que serão diretamente impactadas caso você não tenha controle financeiro.

Como começar a fazer um planejamento financeiro pessoal

Agora que você já sabe o que é um planejamento financeiro pessoal e por que ele é tão importante para você conquistar uma relação melhor com o seu dinheiro, a pergunta que não quer calar é: como começar o seu?

Confira, a seguir, o passo a passo que preparamos para você:

1. Faça um check-up no seu orçamento

Como já dissemos, antes de qualquer coisa é preciso entender o seu estado atual. Por isso, é importante analisar todo o seu orçamento para fazer um diagnóstico que te ajudará a entender se você pode ou não realizar algo.

Colocando ordem nas suas finanças, você poderá começar a estruturar o seu controle financeiro. Até porque se você não tem domínio ou conhecimento sobre suas contas, é muito difícil se planejar de um modo que funcione.

Então, liste tudo em um papel, planilha ou bloco de notas e entenda as suas despesas, custos fixos, dívidas e custos variáveis, para contabilizar tudo o que você gasta e o quanto precisa desembolsar para ficar no verde e com o nome limpo na praça.

2. Entenda o seu padrão de vida

Não existe nada mais custoso do que viver uma vida aquém do que você pode realmente pagar.

Por isso, ao analisar tudo o que você listou, é importante identificar o que realmente você pode ou não manter sem afetar drasticamente o seu bolso.

Assim, você terá uma visão completa de qual é a realidade das suas finanças hoje, entendendo se você gasta mais do que recebe ou mesmo se você está ganhando menos do que necessita para viver com qualidade.

Então, faça uma boa avaliação da sua lista de despesas para entender em que ponto está a sua vida e se você pode aumentar ou diminuir o seu custo de vida. Fez uma análise e descobriu que está com o nome sujo na praça? Aprenda como sair do vermelho de forma simples aqui.

3. Comece a economizar o seu dinheiro

Com metas e objetivos em mente, o próximo passo é começar a poupar de forma efetiva durante todos os meses para conquistar o que planejou.

Por isso, é importante criar uma estratégia de reserva financeira, para que caso você passe por algum problema, não tenha ainda mais dificuldades por isso.

Dinheiro guardado é sinônimo de tranquilidade, pois em situações de emergência você poderá contar com ele e não precisará recorrer a medidas mais drásticas, como um empréstimo com juros altos.

Essas são dicas simples, mas que se aplicadas com constância te farão ter uma vida de muito mais qualidade e bem-estar, e o melhor: mais próxima dos seus sonhos.