Entrar

Consulta protesto CNPJ: livre sua empresa da inadimplência!

Entenda como fazer uma consulta protesto CNPJ e tire a sua empresa do vermelho. Esse é o primeiro passo para ter saúde financeira

colunista Veridiana Lopes
Publicado em: 11 de março de 2022.

Caiu em protesto, mas sequer sabe o que é? Entenda como entender de vez o que é, como fazer uma consulta protesto CNPJ e como isso pode afetar a sua empresa.

Estar com o CNPJ irregular leva você à diversos problemas que impedem as práticas mais cotidianas dentro da sua empresa. Um exemplo disso é que somente as empresas ativas podem emitir notas fiscais ou movimentar conta bancária da Pessoa Jurídica. Logo, as suas atividades podem ser prejudicadas por causa dessa irregularidade.

Em primeiro lugar, o que é protesto CNPJ? O protesto, nada mais é do que a oficialização da inadimplência de uma pessoa jurídica em cartório oficial (aquele mesmo que verifica documentos), o que te obriga a regularizar sua situação. Sua principal função é servir como meio de auxílio preliminar em uma futura disputa judicial, garantindo que o credor possa executar a dívida com respaldo judicial.

Em 2020, o Brasil bateu recorde no número de novos microempreendedores. Consequentemente, a quantidade de inadimplentes subiu nesse mesmo período.

Neste contexto, é importante saber como consultar as dívidas do seu Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), para encontrar uma maneira de regularizar essa situação e tirar sua empresa do vermelho.

Minha empresa tem dívidas, o que fazer?

Se a sua empresa já chegou nesse nível de inadimplência e possui muitas dívidas, o primeiro passo sempre será entender a sua real situação.

Pois isso, é importante consultar o seu CNPJ, porque você vai realmente entender o quanto você está devendo de fato para que comece a ser preparar para a quitação.

É preocupante e estressante querer quitar uma dívida, mas não ter os meios com os quais fazer isso. Assim, caso queira garantir que a sua empresa não irá falir é importante ter consciência financeira para quitar suas dívidas e fazer com quis sua empresa volte a ter a saúde financeira em dia.

O número de novos microempreendedores no ano passado ultrapassou a marca de 10 milhões de novos registros, segundo o Portal do Empreendedor. Já a quantidade de CNPJs inadimplentes chegou a 5,8 milhões até setembro do ano passado, de acordo com dados da Serasa Experian. À medida em que sobe o número de empresas, também aumentam os endividados, já que a sua maioria não tem consciência de como de fato funcionam as finanças de uma empresa.

Estar inadimplente segue a mesma regra para CPF e CNPJ: negativação, score baixo e dificuldade de obter crédito. A diferença é que, se a dívida é no CNPJ, quem vai para o cadastro de inadimplentes é a empresa e o CNPJ, e não o dono dela.

Para quem se arriscou e acabou no vermelho, levantamos algumas questões para você consulta protesto CNPJ grátis e encontrar neste artigo as melhores maneiras de resolver as pendências.

Como consulta protesto CNPJ?

É bastante simples e prático fazer a consulta de dívidas no CNPJ. Na Serasa, esta função é gratuita. Basta acessar o site Serasa Limpa Nome. Caso você não tenha um cadastro, em poucos minutos, é possível completar um.

Uma vez que o seu cadastro estiver ativo, é só seguir para a aba “Para Sua Empresa” e clicar em “Ofertas”. Se a empresa com a qual você tem dívidas no CNPJ oferecer negociação, basta seguir os passos, escolher uma forma de pagamento e fechar acordo.

Geralmente, você consulta o CNPJ pelo seu CPF mesmo. A plataforma integra as duas formas de identificação, caso sua empresa esteja cadastrada no seu CPF, claro.

Você pode fazer a sua consulta de dívidas aqui.

Como consultar as dívidas CNPJ na Receita Federal?

O cancelamento de um CNPJ também pode ser ocasionado por dívidas com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), responsável, principalmente, pelo sistema previdenciário. Quando isso acontece, significa que a sua empresa está com a Certidão Negativa do INSS.

Para consulta protesto CNPJ na Receita Federal, acesse o site do órgão e vá até o campo “Serviços”. Em seguida, clique em “Certidões e Situação Fiscal”. Na sequência, acesse “Certidão Negativa de Débito”. Se houver pendências, é possível emitir um boleto e efetuar o pagamento online.

Lembrando que, uma vez que o pagamento for efetuado de qualquer débito no CNPJ, em cinco dias úteis limpa o CNPJ. Este é um prazo que funciona também para CPF negativado. A partir deste ponto, provavelmente, a situação do seu score também melhora.

Consulta protesto CNPJ: faça um monitoramento

Monitorar o CNPJ da sua empresa é uma tarefa básica, tanto para o micro, quanto para o grande empreendedor. É uma forma de verificar se o seu negócio tem pendências ou até se sofreu algum tipo de fraude.

Assim, é possível evitar constrangimentos com fornecedores, parceiros e até com o seu cliente. Além disso, você recebe relatórios da sua situação financeira e acompanha de perto o score da sua empresa, o que é extremamente importante caso você queira manter a sua regularidade e saúde financeira da empresa em dia!

Como pagar um protesto?

Agora, chegamos em uma das partes mais importantes, a regularização da sua empresa ao pagar um protesto. Mesmo não sendo a maneira mais indicada, é possível pagar a dívida ali mesmo, no cartório. Isso porque o órgão repassa o valor ao credor, retira o protesto e comunica aos serviços de proteção ao crédito de forma rápida e efetiva.

Esse é um caminho para quem não quer lidar com o credor por algum motivo ou quem está com muita pressa. O ideal é sempre negociar a dívida diretamente com o credor ou por meio de instituições como a Serasa ou outras protetoras de crédito.

Espero que você tenha conseguido entender a importância de estar em dia com todas as burocracias da sua empresa, para que você possa dormir tranquilo e sem a preocupação de ter seus bens e imóveis bloqueados por conta de dívidas da sua empresa.

Essas são algumas dicas e sugestões simples que te ajudarão a ter uma vida financeira empresarial muito mais saudável e longe da inadimplência.

Se você gostou do conteúdo e deseja saber mais sobre o mundo das finanças, não deixe de nos acompanhar nas redes sociais, como Instagram e o Canal Serasa Ensina no Youtube.