Navegação do blog
  1. Premium
  2. Blog
  3. Golpe Renda Extra

Golpe da renda extra: fique atento a nova fraude

Oferta de dinheiro fácil? Saiba como funciona o golpe da renda extra, também chamado de golpe da tarefa.

Publicado em: 23 de abril de 2024

Categoria Segurança na internetTempo de leitura: 3 minutos

Texto de: Time Serasa

Alarme de alerta de aviso de emergência no Smartphone, Proteção de rede de dados, Alarme de vírus.

Para quem está em busca de renda extra, os trabalhos pontuais e remotos são muito atrativos. Mas também são ofertas desse tipo que vem sendo usadas como iscas por golpistas. É preciso ter cuidado redobrado porque nos últimos meses, denúncias de golpes aplicados com propostas parecidas com essas têm aumentado. São os chamados golpe da renda extra ou golpe da tarefa. Veja aqui como acontece esse tipo de fraude e como se prevenir para não cair nelas.

Assista | Golpe do emprego de meio período - Serasa Ensina

O que é golpe da renda extra

O golpe é aplicado quando os criminosos enviam mensagens de texto através de aplicativos como o WhatsApp ou o Telegram para uma possível vítima. Muitas vezes os números usados para os contatos são de outros estados e até de fora do Brasil. Na conversa, um falso funcionário de empresa se apresenta dizendo que está buscando pessoas para pequenos trabalhos que podem ser feitos remotamente.

Entre as tarefas, estariam assistir a vídeos, fazer comentários ou curtir posts em perfis em redes sociais, e avaliar o serviço de uma marca em um site.

É o clássico ‘dinheiro fácil’. E como esperado, é preciso mesmo desconfiar desse tipo de oferta, porque se a pessoa que recebeu a mensagem aceitar, o golpe começa. No início, para dar a impressão de que o trabalho é real, os criminosos podem chegar a fazer alguns pagamentos menores por tarefas. Contudo, quando conseguem ganhar a confiança do cidadão, os golpistas invertem a lógica adotada até o momento e começam a pedir dinheiro para ‘liberar’ novas funções.

Nessa hora, se a vítima fizer o pagamento, o golpe é consolidado e os criminosos param de responder e somem com o valor enviado. 

Diferentes notícias também chegaram a apontar que, ao aceitar a proposta, foram adicionadas a grupos de mensagens com mais participantes. A estratégia de colocar a vítima em um grupo visa pressioná-la a agir como os demais, em uma espécie de efeito manada. Se os outros participantes, que podem ser robôs programados pelos criminosos, disseram que já fizeram os depósitos, aumenta a chance da vítima se sentir coagida a fazer o mesmo.

Leia também | Caí em um golpe pela internet: o que fazer?

Alerta dos bancos

Os golpes se tornaram tão frequentes que a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) emitiu um alerta em janeiro deste ano sobre a ação. No texto, a Febraban adverte que aplicativos de mensagens são utilizados para oferecer às vítimas uma oportunidade para ganhar dinheiro rápido e de forma fácil em troca da realização de tarefas simples na internet.

Segundo a federação, no golpe da renda extra, os criminosos justificam a contratação inesperada como uma forma de ajudar comerciantes a melhorarem o reconhecimento e a exposição de seus produtos na internet, em uma espécie de ação de marketing virtual. As ofertas giram em torno de R$ 100 e chegar até R$ 1.500 por dia para quem topar realizar as tarefas online.

“No começo parece ser uma oportunidade de ganhar dinheiro de forma fácil. Os golpistas até pagam as comissões das primeiras tarefas, até que oferecem uma tarefa pré-paga com promessa de ganhos elevados. E é neste momento que aplicam o golpe. Bloqueiam o usuário do grupo e somem, levando a vítima a ter um grande prejuízo financeiro”, afirmou Adriano Volpini, diretor do Comitê de Prevenção a Fraudes da Febraban, na nota emitida pela federação.

Também é preciso estar atento a pedidos de outras informações pessoais que podem ser feitas nesse tipo de abordagem. Pode ser desde o número de documentos como o CPF ou o RG, até endereço residencial, cartões bancários ou contatos de pessoas próximas.

Antes do golpe

  • Parece bom demais para ser verdade? Provavelmente é mesmo. Para se proteger, cheque todas as informações possíveis e siga algumas etapas como:
  • ●     Rejeite propostas de trabalho que você tenha que fazer pagamentos antes de receber o dinheiro ofertado, mesmo que a recompensa seja maior do que o valor pedido a você.
  • ●     Desconfie de promessas de vantagens exageradas.
  • ●     Pesquise para saber se há algum tipo de golpe sendo aplicado de forma parecida com a abordagem que foi feita com você.
  • ●     Questione informações da empresa que está contratando o serviço e, se possível, faça contato direto no número ou site oficial da marca para confirmar.
  • ●     Peça por comprovações do trabalho, como um contrato, mesmo que de curto prazo.

Como tentar reaver o dinheiro?

No caso de ter sido vítima de algum crime como o golpe da renda extra, a pessoa precisa entrar em contato o mais rápido possível com seu banco para tentar acionar medidas adicionais de segurança. Entre as possibilidades estão o bloqueio do aplicativo e da senha de acesso, ou o contato com a instituição financeira de quem recebeu o valor para tentar reaver o dinheiro.

  • No caso de a pessoa ter feito transferências via Pix, por exemplo, pode ser mais difícil reaver o valor, mas ainda assim é possível fazer tentativas se a ação for rapidamente descoberta. Confira as ações necessárias:
  • ●     Informar o banco o mais rápido possível.
  • ●     Registrar boletim de ocorrência.
  • ●     Salvar todas as provas do estelionato.

Prevenção de fraudes

Além de golpes online, fraudes podem acontecer também no dia a dia e é preciso estar atento, por exemplo, a perda de documentos de identificação pessoais. 

O Aviso de Documentos Extraviados ajuda a evitar golpes em caso de documentos perdidos ou roubados. Ao fazer o registro gratuitamente, a Serasa informa a ocorrência às empresas, o que ajuda a evitar fraudes e uso indevido dos documentos.  

Confira as vantagens: 

  • ●     Gratuito e seguro: proteção total sem custos adicionais. Mantenha suas informações pessoais resguardadas. 
  • ●     Registro simples e rápido: cadastre o extravio dos documentos com facilidade, de forma online, garantindo agilidade no processo. 
  • ●     Alerta para empresas: a Serasa emite um alerta às empresas sobre a perda dos documentos. Isso ajuda a evitar o uso indevido em solicitações de crédito ou produtos financeiros. 
  • ●     Prevenção de fraudes: mantenha as empresas cientes da situação para barrar possíveis tentativas de fraude. 


Aumente a proteção de seus dados com o serviço de Documentos Extraviados. Sua segurança é a prioridade da Serasa. 

Celular mostrando a carteira digital Serasa

Compartilhe o artigo

Este artigo foi útil?

Escolha de 1 a 5 estrelas para avaliar
Média de avaliação: 5 de 5

Artigos relacionados