Entrar

Cadastro Único: como receber os benefícios sociais?

Para receber os benefícios sociais oferecidos pelo governo federal, o cidadão precisa possuir inscrição no CadÚnico

colunista Fabiana Ramos
Publicado em: 09 de março de 2022.

Para amenizar os impactos da pandemia do novo coronavírus, o governo anunciou, em 2020, a liberação de um auxílio emergencial. O benefício foi repassado para os trabalhadores informais, desempregados e MEI. Como a procura foi grande, esse repasse seguiu uma ordem de pagamento estabelecida e quem já tinha Cadastro Único (CadÚnico) levou vantagem na antecipação do recebimento.

Os pagamentos foram liberados na seguinte ordem:

  1. Trabalhadores informais que recebem o Bolsa Família

  2. Trabalhadores informais que estão no Cadastro Único

  3. Microempreendedores individuais e contribuintes individuais

  4. Informais sem cadastro (que devem fazer autodeclaração)

O auxílio previu a distribuição de 600 reais durante três meses, mas acabou sendo prorrogado enquanto durou o estado de calamidade pública, com reajuste nos valores, até outubro de 2021, já que muitas atividades econômicas foram afetadas pela crise.

No total, o Governo Federal repassou à população o equivalente a nove parcelas de pagamentos no ano de 2020, e sete em 2021, somando aproximadamente 359 bilhões de reais. Estima-se que, ao todo, cerca de 67,9 milhões de pessoas receberam o Auxílio Emergencial, o que representa um terço da população brasileira.

Com a retomada da economia e o controle da pandemia, o auxílio emergencial chegou ao fim, sendo substituído pelo Auxílio Brasil, criado para atender às famílias de baixa renda. Um dos requisitos para participar do novo programa do governo é possuir a inscrição no CadÚnico.

E como saber se você está inscrito?

Listamos 3 formas de conferir se você faz parte desse Cadastro:

PELO SITE

A consulta pelo site do Ministério da Cidadania é simples.

  • Acesse o site do Cadastro Único.

  • Preencha o formulário com seu nome completo, data de nascimento, o nome da mãe e selecione o estado e município onde mora.

  • Clique em “Emitir” para saber se está no cadastro ou não.

DICAS:

• Muitas vezes não lembramos o nome fornecido no cadastro, então tente todas as combinações do seu nome e sobrenome para fazer essa consulta.

• A grande procura pode gerar instabilidade no site, mas não se preocupe, existem outras formas de conferir seu cadastro.

PELO APLICATIVO

Se você preferir, pode baixar o aplicativo do Cadastro Único no seu celular.

  • Baixe o aplicativo na loja do seu celular (Google Play ou App Store)

  • Abra o aplicativo e clique em entrar.

  • Preencha o mesmo formulário do site: nome, data de nascimento, nome da mãe e lugar onde mora.

PELO TELEFONE

Também é possível fazer essa consulta por telefone. O ministério conta com um canal de atendimento para tirar as dúvidas sobre os programas sociais e CadÚnico.

  1. Ligue para 0800 707 2003

  2. Selecione a opção 5.

A ligação é gratuita. Confira os horários de atendimento:

  • 07h às 19h de segunda a sexta

  • 10h às 16h nos finais de semana e feriados

Monitore seu CPF e se proteja contra fraudes

Meu CPF está suspenso! E agora?

A Justiça Federal decidiu manter a exigência do CPF regularizado para receber o auxílio. Então, verifique a situação do seu. Se você estiver com o CPF SUSPENSO, não se preocupe. Regularizar é simples. Nós temos um conteúdo que explica o passo a passo para regularizar CPF suspenso.

Aliás, também já explicamos aqui no portal sobre as decisões do governo para o Auxílio Brasil. Agora que você já sabe como consultar se tem direito e se está inscrito no Cadastro Único (CadÚnico), compartilhe esse conteúdo com todo mundo.