Entrar

CET: O que é Custo Efetivo Total

E qual a função do CET

Ao solicitar um empréstimo, na maioria das vezes, os clientes avaliam apenas o valor da taxa de juros e das parcelas. Mas é importante saber que o custo total não depende apenas desse fator. Antes de aceitar um empréstimo ou financiamento, avalie o custo total, ou seja, outras taxas que estão embutidas no valor final do crédito.

O que é CET?

A sigla CET significa Custo Efetivo Total e engloba todos as taxas, despesas, tributos e encargos que compõem o valor total de um empréstimo ou financiamento. Isso quer dizer que além da taxa de juros, há outros valores incluídos na operação de crédito.

Para facilitar o entendimento, imagine que você está comprando pela internet um ingresso de cinema, show ou jogo de futebol. Geralmente, ao final da compra, aparece a taxa de conveniência, que é somada ao valor do ticket. Essa taxa é o que a empresa cobra para prestar o serviço. Com empréstimo e financiamento acontece a mesma coisa e os encargos e despesas formam o que chamamos de CET.

Para que serve o CET?

O CET é o custo total, ou seja, o valor real que você pagará pela transação. Ele envolve todas as taxas, juros, tributos, encargos e seguros do empréstimo ou financiamento. Por isso, é importante estar atento a todos os valores incluídos na negociação.

Antes de concluir e aceitar os termos de um empréstimo ou financiamento, é direito do consumidor ter acesso a todas as informações da negociação, pois em alguns casos, as famosas letras miúdas do contrato é que trazem consigo problemas e cobranças desconhecidas.

Sempre desconfie se a empresa dificultar o acesso à planilha com todos os encargos e só assine o contrato quando tiver certeza de que poderá arcar com o valor final da proposta.

Como funciona o Custo Efetivo Total?

O CET deve ser parceiro do consumidor ao procurar instituições para fazer empréstimos ou financiamentos. Isso porque é por meio dele que você vai conseguir comparar entre as opções qual realmente é a mais vantajosa.

Mesmo que uma instituição ofereça taxa de juros menor do que outra, outros encargos e despesas incluídos no empréstimo, como a TAC (Tarifa de Abertura de Cadastro), podem aumentar o valor final do valor a ser pago.

O CET vai te ajudar a saber exatamente quanto vai pagar e evitar surpresas desagradáveis. Ao avaliar as opções das empresas, sempre compare o mesmo valor e prazo nas diferentes instituições para saber o que realmente será pago.

Como é feito o cálculo do CET?

O Banco Central estabelece que toda financeira deve deixar claro para o consumidor como foi feito o cálculo para chegar ao CET. A soma final é apresentada como um percentual anual e inclui taxas de juros, tributos, encargos, tarifas, IOF, registros, gravames e demais despesas do contrato.

Agora, com o CET em mãos, você tem mais poder de negociação com as instituições e conseguir melhores condições para seu contrato. Lembre-se de sempre fazer simulação de crédito antes aceitar uma proposta e evite dores de cabeça.

serasaecred.com.br pertence e é operado pela Serasa S. A., uma sociedade anônima sob o CNPJ/MF 62.173.620/0104-95, com domicílio na Rua Dr. Léo de Carvalho, 74 – Sala 1105 – Bairro Velha – Blumenau-SC – CEP 89036-239. A Serasa S.A. não é instituição financeira. Somos um correspondente bancário das instituições: BANCO CBSS S/A – CNPJ: 27.098.060/0001-45, Banco Votorantim S.A. – CNPJ/ME: 59.588.111/0001-03, Banco Pan S.A. – CNPJ: 59.285.411/0001-13, Finamax S./A. – Crédito, financiamento e investimento – CNPJ: 00.411.939/0001-49 e possuímos uma plataforma online (“Serasa eCred”) que facilita o acesso de clientes a produtos e serviços ofertados por instituições financeiras parceiras e credenciadas na plataforma.

Os correspondentes bancários são empresas contratadas por instituições financeiras e demais instituições autorizadas pelo Banco Central do Brasil para a prestação de serviços de atendimento aos clientes e usuários dessas instituições. A atividade de correspondente bancário é regulada pelo Banco Central do Brasil, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. Prazo de pagamento: varia de acordo com a Instituição Financeira escolhida, podendo ser entre 3 e 60 meses. Custo Efetivo Total (CET): varia de acordo com a Instituição Financeira escolhida, podendo ser entre 26,76% e 605,85% a.a. Exemplo: Empréstimo de R$5.000,00. Taxa de juros: 3,23% a.m. A pagar em 18 parcelas mensais de R$380,55. Total a pagar: R$6.849,90. IOF incluso: R$134,00. Tarifa: R$0. CET: 52,80% a.a.

O Serasa eCred tem como compromisso a transparência com nossos clientes. Antes de iniciar o preenchimento de uma proposta, serão exibidos de forma clara: a taxa de juros utilizada, tarifas aplicáveis, número de parcelas, impostos (IOF) e o custo efetivo total (CET). Nossa central de atendimento está disponível para esclarecimento de dúvidas sobre quaisquer dos valores apresentados. Serasa Consumidor informa: o Serasa eCred é uma plataforma de comparação de ofertas de crédito 100% gratuita para consumidores.

Não realizamos nenhum tipo de cobrança para apresentar a você as propostas de crédito dos nossos parceiros. Caso receba alguma cobrança, não faça nenhum depósito ou pagamento, e entre em contato com o nosso time de atendimento.