Entrar

O que é novação de dívidas e como se livrar de dívidas antigas

Você sabe o que é novação de dívidas? Entenda como isso pode te ajudar a fechar uma negociação que cabe no seu bolso

colunista Veridiana Lopes
Publicado em: 11 de janeiro de 2022.

Sabia que existem diversas formas de sair da inadimplência? A novação de dívidas é uma delas. Por meio desse processo, você consegue extinguir e quitar uma dívida antiga transformando essa pendência em uma dívida nova, que pode ser acertada de várias formas entre o credor e o devedor.

Mas você pode estar se perguntando: “Por que eu trocaria uma dívida por outra?”. Simples: porque você tem a possibilidade de acabar com essa pendência e trocá-la por uma mais vantajosa, com juros mais baixos ou até mesmo com um valor menor.

A novação de dívidas pode ser feita de diversas formas: aquela renegociação de dívida para conseguir juros mais baixos, por exemplo, é um tipo de novação. Os feirões de negociação, como aqueles organizados pelo Serasa Limpa Nome, também são um meio de novação, porque nessa situação o consumidor também pode eliminar uma antiga dívida para criar uma nova, que caiba no seu orçamento.

Novação de dívidas: o que diz a lei?

Veja o que diz o Direito Civil Brasileiro, no artigo 360:

Dá-se a novação:

I – quando o devedor contrai com o credor nova dívida para extinguir e substituir a anterior;

II – quando novo devedor sucede ao antigo, ficando este quite com o credor;

III – quando, em virtude de obrigação nova, outro credor é substituído ao antigo, ficando o devedor quite com este.

Durante o processo de novação, existem três possibilidades que podem ocorrer quando são oferecidas novas formas de negociação:

  • Subjetiva: a novação subjetiva, que ocorre quando o credor originário, por meio de nova obrigação, deixa a relação obrigacional e um outro o substitui, ficando o devedor quite para com o antigo credor. Logo, se a sua dívida passa para uma outra empresa, ocorre a novação subjetiva.

  • Objetiva: a novação objetiva ocorre quando o devedor contrai com o credor nova dívida, para extinguir e substituir a primeira. Essa novação objetiva abrange tanto casos de substituição do objeto como os de mudança de título ou de causa jurídica. Aqui, a dívida continua com o credor, mas ele é negociado de forma diferente, seja com juros menores, novas formas de pagamento, ou com um prazo maior.

  • Mista: a novação ocorre quando se altera o credor, ou devedor e o conteúdo ou objeto da dívida. Em outras palavras, é uma nova modalidade de novação criada através da objetiva e da subjetiva. Então, nesse caso, além de ter acesso a novas condições, a sua dívida também é contraída por um novo credor.

Na hora da novação, como fazer uma boa renegociação?

Agora que você já sabe o que é novação e como ela pode te ajudar a sair da inadimplência, chegou a hora entender os principais pilares para renegociar suas dívidas.

Antes de mais nada, é importante saber que você não deve aceitar a primeira proposta que aparecer. Pare, pense e reflita sobre três questões principais:

1. Você pode arcar com os valores?

2. Os juros propostos estão alinhados às suas condições de pagamento?

3. A forma de pagamento é a ideal para você?

Agir por emoção nessas horas pode fazer com que você acabe ainda mais endividado. Por isso, é importante entender quando e como começar a negociar as suas dívidas.

É importante entender onde essa dívida está, seus valores, juros, instituição financeira e datas de vencimento. Tenha tudo em mãos, para ter clareza do que você precisa fazer quando estiver ao telefone com o credor.

Além disso, é bom que você se organize e estipule um valor máximo que você pode “tirar” do seu orçamento mensal para quitar essa dívida sem que doa no bolso ou que afete demais o seu estilo de vida atual. Coloque tudo no papel e tenha em mãos tudo o que puder te ajudar a conquistar a melhor novação com o seu credor.

Agora que você já entendeu a sua situação, chegou a hora de calcular. Pare e some o quanto custaria pagar a sua dívida na situação atual com juros. Essa é uma das melhores formas de saber se a negociação, de fato, oferece vantagens, tendo um custo-benefício mais interessante que o da dívida antiga.

Depois que esse primeiro passo estiver pronto e tudo detalhado, é importante que você entre em contato com o credor para começar a renegociar a sua dívida. Lembrando que essa não é uma tarefa feita em 10 minutos.

Muito pelo contrário, às vezes você pode investir horas do seu dia barganhando os melhores preços para a quitação de uma dívida. Então, tenha certeza de que você está confortável e que nada te impedirá de concluir essa negociação.

Começou a receber propostas? Então, é importante que nesse momento você se mantenha firme e não caia na tentação de aceitar a primeira que você achar mais barata.

Esteja atento aos juros e à quantidade de parcelas e avalie quais opções realmente são mais vantajosas para o seu bolso. E esteja sempre com uma contraproposta em mãos para tentar melhorar a sua condição de negociação.

Se você já recebeu novas propostas, elas estão de acordo com o seu bolso e oferecem uma vantagem em relação à dívida antiga, então, chegou a hora de selar o acordo de renegociação.

Para isso, lembre-se de não comprometer mais que 30% da sua renda. Nesses casos, também é muito favorável que você tenha uma parte do valor para quitar a dívida à vista, fazendo com que os juros e o valor das parcelas fiquem ainda mais suaves para o seu orçamento mensal.

Lembrando que a negociação, apesar de não ser um milagre para sair da inadimplência, deve ser vantajosa para que você tenha como pagar o que deve.

Por isso, caso o valor fuja do que você estipulou que poderia pagar e o credor não pretenda facilitar as condições de renegociação, a melhor coisa que você pode fazer é declinar a proposta e se preparar para uma nova no futuro.

Para isso, será necessário que você organize a vida financeira, junte o montante necessário para dar de entrada no parcelamento da dívida e se organize para que, no futuro, você a quite de vez.

Essas são apenas algumas formas de tornar a sua vida financeira mais saudável. Lembre-se: sair do vermelho é o primeiro passo para colocar suas finanças em dia e conquistar uma relação melhor com o seu dinheiro.

Quer fazer uma novação de dívida sem perder tempo? No Serasa Limpa Nome, você pode negociar suas dívidas atrasadas e negativadas com mais de 100 empresas parceiras da Serasa

com descontos de até 90%. E o melhor: sem precisar sair de casa. No site ou no aplicativo da Serasa, você pode consultar e negociar em até três minutos. Após o pagamento da primeira parcela, seu nome volta a ficar limpo. Acesse aqui e confira as ofertas disponíveis para você.

Gostou deste artigo? Não deixe de compartilhar com uma pessoa que precisa quitar as dívidas e voltar a ficar com o nome limpo.