Entrar

Alugar ou financiar um imóvel? Veja como fazer a melhor escolha

Se você está na dúvida sobre qual decisão tomar, confira quais os melhores cenários para alugar ou financiar um imóvel.

colunista Fabiana Ramos
Publicado em: 29 de Março de 2022.

Alugar ou financiar? Se você está com planos de adquirir um imóvel e se vê constantemente preso nessa dúvida, saiba que é preciso avaliar as questões corretas para tomar a decisão que vale mais a pena para o seu bolso.

Sim, o planejamento financeiro é um dos aspectos mais importantes a serem considerados, mas deve-se considerar diversos fatores, e nem todos podem ser analisados apenas financeiramente.

Elementos como o desejo da família de ter uma casa própria, o perfil do comprador e até mesmo o momento em que se está vivendo são muito relevantes e devem ser avaliados com cautela.

Alugar ou financiar um imóvel: entenda a diferença

Ao tomar a decisão de assinar um contrato de aluguel, você estará concordando com os termos propostos e receberá o imóvel em condições de uso para morar.

Alugar um imóvel, apesar de ser menos burocrático, ainda exige a necessidade do compromisso mútuo (entre locador e locatário).

Vale lembrar que, mesmo morando neste lugar, você não é o dono dele, portanto deve comunicar ao proprietário previamente antes de fazer quaisquer mudanças ou reformas no ambiente, além de utilizar o imóvel com sabedoria.

Por outro lado, a escolha de comprar um imóvel e ter sua casa própria é o desejo de muitos brasileiros e vem acompanhada com a opção do financiamento.

O financiamento é realizado pelos bancos, que pagam ao vendedor do imóvel o valor que será financiado e, a partir disso, o comprador deve pagar as parcelas desse acordo junto à instituição financeira, quitando sua dívida.
Existem várias condições que podem ser negociadas, como as taxas de juros cobradas e qual valor poderá ser financiado. A partir dessa decisão, o sonho de possuir uma propriedade fica mais acessível.

Para saber mais sobre o financiamento de imóveis, a Serasa preparou um conteúdo com 7 dicas para quem pretende financiar.

Apesar de ser preciso analisar com cautela sua situação financeira e avaliar o que cabe no seu bolso, também é necessário que analise a parte não financeira também, tais como o desejo e necessidades pessoais, para que a melhor decisão seja tomada conforme o seu perfil e planejamento de vida.

Vantagens e desvantagens de alugar um imóvel

Vantagens

Mobilidade: o ideal para quem não tem um plano definido à longo prazo, ou mesmo quem precisa de mais flexibilidade para mudar quando for necessário.

Menos burocracia: muitos aluguéis podem ser feitos totalmente online, através de sites e aplicativos, desde a negociação a té o pagamento.

Segurança: se após analisar o cenário pessoal e do país, permanecer o sentimento de instabilidade financeira, a melhor opção é alugar, considerando o valor menor que as parcelas de um financiamento, e investir numa reserva de emergência, sem se comprometer em meio a inseguranças.

Desvantagens

Possíveis transtornos: apesar de estar negociado sob um contrato, o proprietário ainda pode pedir o encerramento do aluguel antes do previsto e, mesmo com um aviso prévio, apertar seu bolso em um momento inesperado. Além disso, o reajuste no valor do aluguel deve ser considerado se você está pensando em alugar a longo prazo.

Limitações: há também a impossibilidade de fazer reformas no imóvel, exceto em casos previamente autorizados pelo proprietário, o que dificulta deixar a casa com sua cara.

Vantagens de financiar

Estabilidade: uma das vantagens que não considera o aspecto financeiro de comprar um imóvel é a segurança de ter sua casa própria e constituir um patrimônio a longo prazo.

Preço acessível: uma das qualidades financeiras é ser o proprietário de um imóvel diante da possibilidade de negociar parcelas que não fogem da realidade que seria um aluguel, tornando o preço mensal mais acessível.

Liberdade: ao possuir a casa própria, você tem liberdade para deixá-la com a sua cara, bem como fazer mudanças e reformas do modo que desejar.

Quando o financiamento não vale a pena?

Alta taxa de juros: apesar de ser negociável, o alto custo dos juros nas parcelas, por mais que passe despercebido, pode aumentar o valor total que você estará pagando no imóvel e fazer um imóvel que originalmente custava R$ 200 mil ser pago por quase o dobro desse valor ao final das parcelas.

Demais custos: o proprietário do imóvel deve se preocupar também com outros gastos, como documentação, reformas, seguros e possíveis imprevistos.

Dicas para decidir entre aluguel ou financiamento

Além de analisar as vantagens e desvantagens e refletir sobre qual opção se encaixa melhor no seu planejamento e estilo de vida, existem outras formas de garantir que está tomando a decisão correta para sua moradia.

Não deixe de lado suas vontades: pensar no seu bem-estar, qualidade e estilo de vida devem andar lado a lado com a importância dos fatores financeiros.

Coloque os números no papel: fazer as contas conforme os seus planos é essencial, assim ainda é possível fazer simulações de financiamento e comparar os valores a longo prazo, a fim de saber qual opção é mais vantajosa para sua realidade: alugar ou financiar.

Reserva de emergência: independente da decisão sobre aluguel ou financiamento, ter um dinheiro guardado para situações inesperadas é essencial para fugir do aperto financeiro.

A dica é decidir o valor e considerá-lo um gasto fixo, para que seja tão relevante quanto as outras despesas. Estudar opções para investir essa quantia também vale a pena, assim o dinheiro não fica parado e ainda pode te render um pequeno valor diariamente.

Sonho da casa própria

Se você, como a maioria dos brasileiros, possui o sonho de ter a casa própria, mas ainda não sabe se a melhor opção para o seu bolso é o financiamento, conheça o score de crédito da Serasa e consulte se o seu comportamento financeiro é compatível com os critérios que as instituições financeiras analisam para a liberação de crédito.