Entrar
Navegação do blog
  1. Blog
  2. O Que E Cpf

O que é CPF e para que serve o documento

Entenda o que é, para que serve e como emitir o Cadastro de Pessoa Física.

Atualizado em: 6 de junho de 2024

Categoria Educação financeiraTempo de leitura: 10 minutos

Texto de: Time Serasa

O documento garante autenticidade e integridade na comunicação eletrônica entre pessoas no Brasil. Cadastro de Pessoa Física

Todo mundo tem CPF e carrega seu número de identificação por aí, seja na memória, seja no próprio documento físico. É importante saber que esse documento é muito mais que uma combinação de 11 dígitos. Entenda neste artigo o que é CPF e qual a sua importância.

Assista | Aprenda passo a passo como solicitar a 2ª via do seu CPF

O que é CPF

CPF é sigla para Cadastro de Pessoa Física. Trata-se de uma forma de registro obrigatória a todos os brasileiros. A numeração faz parte de um grande banco de dados gerido pela Receita Federal e permite à pessoa ser identificada em diferentes órgãos e serviços, tanto governamentais como privados. Não por acaso, é um dos principais documentos usados hoje no Brasil. 

  • Os 11 dígitos que compõem a numeração do CPF não representam uma sequência criada ao acaso. Há toda uma lógica por trás para detectar fraudes e erros em transações.
  •  
  • ● Os oito primeiros números representam o a inscrição oficial da pessoa.
  • ● O antepenúltimo número (nono) diz respeito à região fiscal responsável pela criação deste CPF.
  • ● O penúltimo número (décimo) verifica a veracidade dos nove primeiros dígitos.
  • ● O último número é o verificador dos 9 números anteriores a ele. 

 

  • O nono dígito do CPF ajuda a indicar geograficamente o local de emissão, pois cada dígito corresponde a um ou mais estados.
  •  
  • ● 1: Distrito Federal (DF), Goiás (GO), Mato Grosso do Sul (MS), Mato Grosso (MT) e Tocantins (TO);
  • ● 2: Acre (AC), Amazonas (AM), Amapá (AP), Pará (PA), Rondônia (RO) e Roraima (RR);
  • ● 3: Ceará (CE), Maranhão (MA) e Piauí (PI);
  • ● 4: Alagoas (AL), Paraíba (PB), Pernambuco (PE) e Rio Grande do Norte (RN);
  • ● 5: Bahia (BA) e Sergipe (SE);
  • ● 6: Minas Gerais (MG);
  • ● 7: Espírito Santo (ES) e Rio de Janeiro (RJ);
  • ● 8: São Paulo (SP);
  • ● 9: Paraná (PR) e Santa Catarina (SC);
  • ● 0: Rio Grande do Sul (RS).

 

A criação do CPF remonta ao fim dos anos 1960, mas sem a finalidade de identificação pessoal. Naquela época, servia apenas como forma de controle das informações fiscais, feita pela Receita Federal. Com o tempo, isso foi mudando.

Para que serve o CPF?

O CPF serve para identificar cada brasileiro junto à Receita Federal e outros órgãos públicos e privados. Sem ele, a pessoa não consegue nem mesmo abrir uma conta em banco, votar ou alugar um imóvel, por exemplo. 

  • As principais funções do CPF são:
  •  
  • ● abrir conta em banco;
  • ● permitir a consulta da vida financeira do consumidor para empréstimos, financiamentos, limite de cartão de crédito, crediários e tudo que envolva crédito;
  • ● emitir passaporte;
  • ● prestar concurso público;
  • ● matricular-se em cursos superiores e cursos de extensão e profissionalização;
  • ● ser admitido em empregos registrados e não registrados;
  • ● contratar seguro de vida, saúde e planos de previdência;
  • ● emitir o título de eleitor e verificar o comparecimento nas votações;
  • ● declarar o Imposto de Renda;
  • ● emitir carteira de motorista;
  • ● receber benefícios de assistência social do governo, como o Bolsa Família;
  • ● receber benefícios do INSS, como salário-maternidadeauxílio acidenteauxílio-reclusão e seguro-desemprego, por exemplo;
  • ● fazer cadastro no Sistema Único de Saúde (SUS);
  • ● emitir certidão de óbito;
  • ● entrar com processos judiciais.

 

Leia também | O que é possível fazer com o CPF de uma pessoa

Como fazer o CPF

Desde o final de 2017, o CPF passou a ser incluído em todas as certidões de nascimento, casamento e óbito. Assim, os bebês já devem sair da maternidade com o número de CPF incluído no registro. 

 

Depois de selecionar a modalidade que mais se enquadra, é necessário preencher o formulário eletrônico correspondente. Ao enviar as informações, o site emite um protocolo e abre um calendário para agendar um dia e horário para levar a documentação (RG, título de eleitor e certidão de nascimento) na unidade mais próxima da Receita Federal.

Também é possível fazer a inscrição diretamente nas agências do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal ou Correios, levando a mesma documentação exigida pela Receita Federal. Nessas instituições, no entanto, o atendimento não é gratuito. É necessário pagar uma taxa para a emissão, geralmente em torno de R$7,00. 

Acompanhe a situação do seu CPF com ajuda da Serasa

Depois de entender o que é CPF, para que serve e como emitir o documento, é importante sempre acompanhar a situação do documento.

O Serasa Premium é o serviço de assinatura da Serasa que monitora 24 horas por dia o CPF e CNPJ, trazendo informações e alertas sobre consultas ao CPF, variação do Serasa Score, vazamento de dados na Dark Web, negativações e muito mais. 

Fique no controle de sua vida financeira e tenha mais tranquilidade em relação a seus dados. A assinatura Premium também proporciona atendimento exclusivo na Serasa e permite o bloqueio do Serasa Score para consultas de empresas. O serviço avisa sempre que: 

  • ●      seu CPF e CNPJ for consultado; 
  • ●      seu Serasa Score variar; 
  • ●      uma negativação* estiver prestes a acontecer (antes do comunicado oficial, que é gratuito e para todos os consumidores); 
  • ●      seus dados vazarem na Dark Web. 
serasa score

*Importante: a Serasa comunica previamente todos os consumidores sobre negativações em seu CPF, sem qualquer custo. O alerta de negativações do Serasa Premium é apenas uma funcionalidade adicional desse serviço (que permite a ciência em tempo real), mas não substitui o comunicado oficial.

Compartilhe o artigo

Este artigo foi útil?

Escolha de 1 a 5 estrelas para avaliar

Artigos relacionados