Navegação do blog
  1. Limpa Nome Online
  2. Blog
  3. Novo Bolsa Familia

Novo Bolsa Família: conheça as mudanças e regras

O novo Bolsa Família já entrou em vigor e começou a pagar um novo adicional em junho. Confira as novas regras.

Atualizado em: 21 de julho de 2023

Categoria Negociar dívidaTempo de leitura: 10 minutos

Texto de: Time Serasa

imagem ilustrativa do programa social Bolsa Família na tela do celular

No início de março de 2023, o Governo Federal publicou a medida provisória do novo Bolsa Família, o programa de transferência de renda para famílias em situação de vulnerabilidade social. É um dos auxílios oferecidos pelo governo.

As mudanças entraram em vigor ainda em março de 2023, mesmo antes de a medida ser votada pelo Congresso. Desde junho, o programa foi regulamentado como decreto e passou também a pagar um adicional de R$50 para algumas famílias.

Conheça as regras e mudanças do novo Bolsa Família 2023.  

Assista | Como se inscrever no Cadastro Único


Novo Bolsa Família: conheça as mudanças e regras

O novo Bolsa Família é a reformulação do antigo Bolsa Família e do programa Auxílio Brasil. Trata-se de um programa de transferência de renda a famílias em situação de pobreza ou de extrema pobreza

O programa foi relançado por meio da Medida Provisória nº 1.164/2023 e está em vigor desde 2 de março de 2023. Os pagamentos começaram a ser feitos a partir de 20 de março, mas os reajustes começaram a valer de forma plena em junho.

Veja como vai operar o programa a partir de agora:  

Qual o valor do novo Bolsa Família?

O valor do novo Bolsa Família será de no mínimo R$600 por família, mas pode chegar a até R$900 para cada grupo familiar considerando os valores adicionais. O valor médio do benefício é de R$705,40. Estão previstos estes acréscimos: 

  • ●      R$150 por criança de até 6 anos; 
  • ●      R$50 por criança ou adolescente entre 7 e 18 anos incompletos; 
  • ●      R$50 por gestante. 

Qual repasse começou a ser pago em junho?

Os valores adicionais de R$50 por criança ou adolescente entre 7 e 18 anos incompletos e R$50 por gestante (citados acima) começaram a ser pagos em junho. Essas complementações fazem parte do chamado Benefício Variável Familiar.

Qual é o limite de renda para ingressar no novo Bolsa Família?

O limite de renda para dar entrada no novo Bolsa Família aumentou, passando de R$210 para R$218 por pessoa.  

Quem tem direito a receber o novo Bolsa Família?

Estão elegíveis para receber o novo Bolsa Família as famílias que se enquadrem nos seguintes critérios: 

  • ●      estejam inscritas no CadÚnico
  • ●      tenham renda familiar igual ou menor que R$218 por pessoa. 


Entretanto, a entrada no Bolsa Família não é automática. Quem tem interesse e está dentro dos critérios para receber o benefício precisa aguardar um período de análise do sistema após a inscrição.

Como solicitar um novo cartão do Bolsa Família?

Não é preciso solicitar, os cartões serão substituídos aos poucos pelo governo. Os beneficiários receberão o novo cartão do Bolsa Família no endereço cadastrado no CadÚnico ou ele poderá ser retirado presencialmente no Centro de Assistência Social (CRAS). O cartão sempre é emitido em nome do responsável familiar. 

Quem já estava recebendo o Auxílio Brasil passará a receber o novo Bolsa Família automaticamente e poderá sacar o benefício com o cartão que já tem. 

Qual é o novo aplicativo do Bolsa Família?

O Caixa Tem, app usado para o programa, ganhou uma nova versão em março de 2023. O aplicativo está com novo visual e mais funções de atalhos. Nele, é possível acompanhar as informações sobre o benefício e ter acesso ao calendário de pagamento.

O aplicativo está disponível para Android e iOS.

Como é feito o saque do novo Bolsa Família?

O saque do dinheiro continua da mesma forma: pode ser feito com cartão em caixas eletrônicos da Caixa ou em lotéricas. Beneficiários que estiverem sem o cartão podem comparecer presencialmente a agências da Caixa com documento de identificação.

Se a renda aumentar, a família perde o novo Bolsa Família?

Caso a renda por pessoa aumente e ultrapasse os R$218 até meio salário mínimo, o benefício não será cortado imediatamente. De acordo com a chamada regra de proteção, a família permanecerá recebendo o benefício por até 24 meses (2 anos), porém 50% do valor.  

Além disso, as famílias que se desligarem voluntariamente do Bolsa Família ou que estiverem sob a regra de proteção e precisarem retornar ao programa terão prioridade na concessão do benefício.  

Leia também | Saiba como funciona o Auxílio Gás

Novo calendário do Bolsa Família

As datas de pagamento são programadas de acordo com o número final do Número de Identificação Social (NIS). O benefício é pago sempre nos 10 últimos dias úteis de cada mês. 

As datas do pagamento podem ser conferidas a cada mês no site Bolsa Família Calendário. Os beneficiários têm até 120 dias para fazer o saque.

Leia também | Como organizar o orçamento pessoal e familiar

Compartilhe o artigo

Este artigo foi útil?

Escolha de 1 a 5 estrelas para avaliar
Média de avaliação: 3.9 de 5

Artigos relacionados