Entrar

Como juntar dinheiro para casar: 6 dicas para se preparar para o grande dia

Veja como montar um planejamento financeiro para este importante dia sem prejudicar seu orçamento.

Foto Vanessa Ferreira
Publicado em: 17 de dezembro de 2021.

Festa de casamento é um evento que muitas pessoas sonham em ter, mas nem sempre conseguem dinheiro para realizar. Então, como juntar dinheiro para casar?

É para esclarecer de uma vez por todas essa dúvida que preparamos este conteúdo. Afinal, são tantos gastos com o casamento que você pode ficar perdido e até desistir de realizar a cerimônia caso não consiga fazer um bom planejamento.

Tem o custo do buffet, igreja, banda ou DJ, docinhos, vestido de noiva, alianças entre outros. E como se não fosse o suficiente, após a festa, ainda vem a lua de mel e os custos da casa nova – seja prestação de apartamento ou aluguel, mobília, reforma e a nova rotina a dois.

Se você já tomou esta decisão, mas ainda se sente um pouco perdido de por onde começar a planejar os gastos, continue por aqui e boa leitura!

Planejamento financeiro para o casamento

Antes de tudo, um ponto que você precisa levar em consideração é que parece difícil, mas não é impossível realizar o casamento dos seus sonhos.

Os custos vão parecer altos demais e distantes da sua realidade. É aí que entra o planejamento. Ao se planejar, você vai entender o quanto pode gastar, quanto pode pagar para cada fornecedor, quanto de dinheiro já tem e quanto vai precisar juntar.

Aqui, é interessante você já definir o que é indispensável e o que é dispensável para a sua festa. Faça essa lista para saber o que o casal não abre mão, assim fica mais fácil entender o orçamento para os outros detalhes.

É legal também já ter uma pré-lista de convidados, pois é a partir desse número que você vai começar a ter noção real do custo. A partir disso, faça um contato com os fornecedores e comece a pedir os orçamentos para saber o custo de cada item. Com esses dados em mãos em mãos, fica mais claro o gasto estimado para a sua festa.

Leia também | Finanças para casais: 7 dicas para planejar o orçamento a dois

6 dicas de como juntar dinheiro para casar

Com a pré-lista de convidados e os orçamentos dos fornecedores em mãos, além de já ter definido o que você abre ou não mão na sua festa, é hora de começar a pensar em como juntar o dinheiro para se casar.

E algumas dicas podem ser essenciais neste momento, pois não é somente a festa que está em jogo, certo? Você segue com seus custos mensais costumeiros, além de não esquecer que precisa quitar dívidas, caso tenha, ou montar uma reserva de emergência.

Afinal, como já mencionado acima, após a festa, começa a vida a dois, onde o orçamento do casal será diferente do que você tem hoje em dia.

Papel e caneta nas mãos e anote as seis dicas com muita atenção. Vamos lá?

1. Mapear e reduzir os gastos

Você costuma anotar todos os seus gastos? Não? Então é hora de começar. Isso porque esse controle te ajuda a entender onde estão seus gastos essenciais e supérfluos e como será possível reduzi-los, por exemplo.

Essa dica não serve apenas para pagar seu casamento, mas ela é ideal para ter um maior controle da sua vida financeira. A partir desse mapeamento de gastos, você consegue enxergar onde está gastando de forma desnecessária e passa a poupar com mais qualidade.

Isso serve para começar a investir, quitar dívidas atrasadas e até realizar outros sonhos, como comprar um carro, uma casa, fazer uma viagem etc. Seu bem-estar financeiro depende desse comportamento.

Leia também | O que é inteligência financeira e como desenvolver a sua

2. Renda extra

Se percebeu que, mesmo cortando os gastos desnecessários vai ficar difícil juntar a quantia que precisa até sua festa, é hora de pensar em ganhar mais dinheiro.

Nem sempre é possível ter um aumento de salário, caso você seja CLT, ou aumentar as vendas, caso você seja autônomo. Então, a renda extra é a melhor opção.

Você sabe fazer algum produto que pode ser vendido, ou um serviço que pode ser oferecido a terceiros? Coloque em prática. Faça uma lista de opções e veja o que vai te ajudar a chegar no dinheiro que precisa. Pode ser vendendo doces, comida, costurando, trabalhando com carros de aplicativos ou entregas etc.

São inúmeras opções. Quem sabe isso vira até sua renda principal, hein? De repente, você descobre um talento que nem sabia que tinha ou vira uma pessoa empreendedora de sucesso.

3. Faça com que o seu dinheiro renda mais

Já tem um dinheiro guardado na poupança? Por que você considera esta a melhor opção para preservar seu dinheiro? Talvez, essa seja hora de buscar novas formas de investimento.

Apesar de a poupança ser um dos investimentos mais populares do Brasil, é também um dos locais de menor rendimento do montante aplicado.

Confira abaixo a lista de opções que podem ser mais rentáveis:

  • CDB

  • Títulos públicos do Tesouro Direto

  • Letras de Crédito LCI e LCA

  • Fundos de Renda Fixa

  • Debêntures

4. Fuja dos juros

Muitas vezes, pagar uma conta à vista rende mais descontos do que pagar a prazo. Há situações, inclusive, em que há incidência de juros para parcelar sua compra.

Diante disso, a dica para economizar é fazer suas compras sempre à vista e pagar as contas em dia sempre que puder economizar o dinheiro dos juros. Pode parecer pouco, mas é importante para te ajudar na missão de juntar dinheiro para seu casamento.

5. Negocie sempre que possível

Na hora de fechar contrato com um fornecedor, negocie sem medo. Qualquer desconto que você conseguir vai contribuir para seu projeto de casamento.

Peça sempre orçamentos e lugares diferentes e, caso goste de um fornecedor mais caro, mostre o orçamento mais barato. Quem sabe ele consiga cobrir o valor, não é mesmo?

6. Utilize carteiras digitais para guardar dinheiro

Os benefícios das carteiras digitais são tantos que vale a pena mesmo para quem não está pensando em casar. Muitas oferecem retorno financeiro por meio dos famosos cashbacks, ou até rendimento de 100% do CDI só por deixar o dinheiro lá.

Ou seja, além das vantagens como praticidade, segurança e economia, ainda é possível fazer o dinheiro que você tem guardado render ainda mais.

Como usar a carteira digital para guardar dinheiro

A tecnologia tem trazido grandes facilidades para o nosso dia a dia e a carteira digital é uma delas. Conseguir pagar contas e fazer compras pelo celular tem sido cada dia mais comum.

Para se ter uma ideia, a pesquisa Pagamentos Móveis e Comércio Móvel no Brasil, realizada pela Mobile Time e Opinion Box, mostra que 34% dos brasileiros com smartphone já fizeram pagamentos por aproximação, 25% já contrataram empréstimo por algum aplicativo e 15% contrataram um seguro por este mesmo meio.

A Carteira Digital da Serasa tem ajudado no controle financeiro de muitos brasileiros. Com ela, é possível pagar contas online, fazer transferências, recarregar seu celular e até parcelar boletos no cartão de crédito.

Isso mesmo. Para quem está organizando um casamento, ter a possibilidade de parcelar boletos bancários é uma opção excelente, não é mesmo?

E para usar a Carteira Digital Serasa é bem simples, basta seguir este passo a passo:

  • Baixe o aplicativo da Serasa no Google Play, na App Store ou acesse a sua área logada no site;

  • Faça seu cadastro e aceite os Termos de Uso;

  • Pronto! É só aproveitar os serviços que a Carteira Digital Serasa tem para você.

Além das dicas, você descobriu também uma nova aliada para te ajudar a juntar, controlar e economizar dinheiro para realizar a sua festa de casamento. Seguindo essas orientações, você tem mais chances de ainda chegar ao grande com dinheiro na conta.