Entrar

Calendário Saque Emergencial FGTS 2021: o que aconteceu?

​Durante todo o ano passado, a população ficou na expectativa da liberação do calendário Saque Emergencial FGTS 2021

colunista Fabiana Ramos
Publicado em: 02 de maio de 2022.

​Em 2020, para diminuir os efeitos negativos na economia provocada pela pandemia de covid-19, o governo liberou o trabalhador de sacar o valor de até um salário mínimo na conta do FGTS. A medida ajudou mais de 60 milhões de pessoas. A população aguardou pelo calendário Saque Emergencial FGTS 2021, mas ele não foi disponibilizado.

Na primeira leva, foram viabilizados R$ 37,8 bilhões das contas do FGTS. Caso fosse autorizado o pagamento, o dinheiro seria liberado em junho e ficaria disponível para a população até 31 de dezembro de 2020.

Acompanhe o artigo para saber qual a situação do Saque Emergencial FGTS 2021 nos dias de hoje.

Assista | SAQUE EMERGENCIAL FGTS 2022

Calendário Saque Emergencial FGTS 2021 – houve liberação ou não?

A modalidade do Saque Emergencial foi editada pela Medida Provisória 946/20 pelo presidente Jair Bolsonaro. Na época, foi permitido a todo trabalhador que fosse titular de uma conta no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, ativa ou inativa, o saque do valor de até um salário mínimo (que era de R$ 1.045).

O dinheiro até foi liberado via depósito em poupanças sociais digitais abertas automaticamente pela Caixa Econômica Federal e o calendário seguiu o mês de aniversário dos trabalhadores, mas no final o próprio governo barrou a liberação dos recursos.

A justificativa dada pelo Ministério da Economia foi de que, em 2021, outras medidas de apoio ao enfrentamento da pandemia foram tomadas.

Dentre essas ações, destacam-se o Auxílio Emergencial, a antecipação do 13º dos aposentados e pensionistas do INSS (Instituto de Seguridade Social), o BEM (Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda), entre outros.

Por conta de todas essas ações, o governo federal não vislumbrou interesse em liberar o Saque Emergencial no ano de 2021, até porque, enquanto o dinheiro não é entregue ao trabalhador, a legislação permite que o governo o utilize para financiar projetos de habitação popular, infraestrutura e saneamento básico.

Confira o vídeo: FGTS: quem tem direito e como pegar empréstimo?

O Saque Emergencial então acabou?

Não. Apesar de não ter sido disponibilizado em 2021, o governo federal anunciou em março de 2022 que o Saque Emergencial voltaria a ser pago já a partir do mês de abril.

Denominado de Saque Extraordinário 2022, a medida beneficiará cerca de 42 milhões de pessoas, totalizando R$ 30 bilhões que serão liberados pela Caixa Econômica Federal.

Quem terá direito ao Saque Extraordinário?

Toda pessoa que possuir saldo positivo em contas ativas ou inativas do FGTS tem direito ao Saque Extraordinário ou Saque Emergencial FGTS 2022. Não é necessário ter um contrato de trabalho em vigor no momento do saque.

Porém, caso o trabalhador tenha antecipado o Saque-Aniversário do FGTS e tenha o valor bloqueado na conta, não poderá retirar o valor (até que a dívida do empréstimo esteja totalmente quitada).

Quanto será possível sacar?

O trabalhador terá direito ao saque de até R$ 1.000, independentemente do número de contas que tenha.

Confira também: Saque-Aniversário do FGTS

Calendário Saque Emergencial FGTS 2022

Assim como em 2020, o calendário de pagamento foi definido tendo por base o mês de aniversário de cada trabalhador.

Os pagamentos tiveram início em 20 de abril e a movimentação de valores será permitida até o dia 15 de dezembro. Confira o calendário estabelecido pela Caixa a seguir:

20 de abril – liberado para os nascidos em janeiro;
30 de abril – liberado para os nascidos em fevereiro;
04 de maio – liberado para os nascidos em março;
11 de maio – liberado para os nascidos em abril;
14 de maio – liberado para os nascidos em maio;
18 de maio – liberado para os nascidos em junho;
21 de maio – liberado para os nascidos em julho;
25 de maio – liberado para os nascidos em agosto;
28 de maio – liberado para os nascidos em setembro;
1º de junho – liberado para os nascidos em outubro;
8 de junho – liberado para os nascidos em novembro;
15 de junho – liberado para os nascidos em dezembro.

O dinheiro que não for sacado até o dia 15 de dezembro de 2022 retornará à conta originária do FGTS.

Como consultar o Saque Emergencial?

Todas as consultas podem ser feitas pelo aplicativo do FGTS, podendo ser baixado tanto pela Apple Store quanto pelo Google Play. Atenção: é necessário baixar a versão mais recente do aplicativo.

Os trabalhadores também podem usar o site FGTS Caixa ou comparecer às agências bancárias da Caixa Econômica.

Os trabalhadores podem verificar se têm direito ao benefício, podem consultar os valores e as datas para receber o dinheiro.

Como solicitar o saque?

Não será preciso ter uma solicitação de saque. O dinheiro será automaticamente disponibilizado na conta Caixa Tem do trabalhador, que é uma espécie de conta poupança social digital. Caso não possua, o banco estatal abrirá uma conta em seu nome, de forma automática, sem a necessidade de solicitação.

Uma vez creditados os recursos, o trabalhador poderá pagar boletos e contas, usar o cartão de débito virtual ou o QR code para compras diversas, transferir o dinheiro para outra conta da própria Caixa ou de outro banco. Pode também realizar transações por meio do Pix e sacar os recursos nos terminais de autoatendimento da Caixa ou em casas lotéricas.

E quando o trabalhador não deseja realizar o Saque Extraordinário?

O Saque Extraordinário 2022 é um benefício disponibilizado para o trabalhador. Por se tratar de um benefício, não existe obrigatoriedade na sua utilização.

Caso o beneficiário não queira fazer o saque, ele precisará informar o seu desejo através do App FGTS ou comparecer a uma das agências da Caixa. Neste caso, não haverá débito em sua conta de FGTS.

Caso o dinheiro já tenha sido creditado e disponibilizado em sua poupança social digital do Caixa Tem, basta que o trabalhador não faça nenhuma movimentação. Os recursos retornarão à sua conta do FGTS a partir do dia 15 de dezembro, com as devidas correções monetárias.

O conteúdo foi útil para você? Veja mais em nosso canal no YouTube e no podcast Serasa Ensina!

serasaecred.com.br pertence e é operado pela Serasa S. A., uma sociedade anônima sob o CNPJ/MF 62.173.620/0104-95, com domicílio na Rua Dr. Léo de Carvalho, 74 – Sala 1105 – Bairro Velha – Blumenau-SC – CEP 89036-239. A Serasa S.A. não é instituição financeira. Somos um correspondente bancário das instituições: BANCO CBSS S/A – CNPJ: 27.098.060/0001-45, Banco Votorantim S.A. – CNPJ/ME: 59.588.111/0001-03, Banco Pan S.A. – CNPJ: 59.285.411/0001-13, Finamax S./A. – Crédito, financiamento e investimento – CNPJ: 00.411.939/0001-49 e possuímos uma plataforma online (“Serasa eCred”) que facilita o acesso de clientes a produtos e serviços ofertados por instituições financeiras parceiras e credenciadas na plataforma.

Os correspondentes bancários são empresas contratadas por instituições financeiras e demais instituições autorizadas pelo Banco Central do Brasil para a prestação de serviços de atendimento aos clientes e usuários dessas instituições. A atividade de correspondente bancário é regulada pelo Banco Central do Brasil, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. Prazo de pagamento: varia de acordo com a Instituição Financeira escolhida, podendo ser entre 3 e 60 meses. Custo Efetivo Total (CET): varia de acordo com a Instituição Financeira escolhida, podendo ser entre 26,76% e 605,85% a.a. Exemplo: Empréstimo de R$5.000,00. Taxa de juros: 3,23% a.m. A pagar em 18 parcelas mensais de R$380,55. Total a pagar: R$6.849,90. IOF incluso: R$134,00. Tarifa: R$0. CET: 52,80% a.a.

O Serasa eCred tem como compromisso a transparência com nossos clientes. Antes de iniciar o preenchimento de uma proposta, serão exibidos de forma clara: a taxa de juros utilizada, tarifas aplicáveis, número de parcelas, impostos (IOF) e o custo efetivo total (CET). Nossa central de atendimento está disponível para esclarecimento de dúvidas sobre quaisquer dos valores apresentados. Serasa Consumidor informa: o Serasa eCred é uma plataforma de comparação de ofertas de crédito 100% gratuita para consumidores.

Não realizamos nenhum tipo de cobrança para apresentar a você as propostas de crédito dos nossos parceiros. Caso receba alguma cobrança, não faça nenhum depósito ou pagamento, e entre em contato com o nosso time de atendimento.