Entrar

Estou devendo a faculdade e não tenho como pagar: o que fazer?

Entendas as consequências de atrasar as mensalidades do seu curso de graduação e como resolver a situação.

Foto Vanessa Conulista
Publicado em: 20 de dezembro de 2021.

Conseguir entrar em uma faculdade é o sonho de muitos brasileiros. Graças a algumas estratégias inclusivas do governo e também às faculdades particulares que foram surgindo nos últimos tempos, essa realidade tem sido experimentada por mais pessoas ao longo dos anos.

Porém, ao mesmo tempo em que as faculdades particulares trouxeram a possibilidade de estudar a tão sonhada profissão, ela também pode se tornar um pesadelo quando, por algum motivo, não é possível honrar o pagamento das mensalidades.

Nessas horas, quando o desespero começa a bater e o único pensamento que não sai da sua cabeça é: “estou devendo na faculdade e não tenho como pagar”, o importante é avaliar a situação com calma, entender as possibilidades e tomar as decisões certas para se livrar desse problema.

Se você não conseguiu pagar as mensalidades e está nessa situação, continue a leitura deste texto e entenda melhor sobre como sair dela.

Consequências do não pagamentos das mensalidades da faculdade

Para ficar mais clara a importância de resolver a situação de inadimplência na faculdade, é preciso saber exatamente as consequências desse problema.

Ao iniciar os estudos em uma instituição de ensino privada, é estabelecida uma relação comercial entre você e a faculdade. Sendo assim, um contrato é assinado para seguir com a prestação de serviços contendo as regras do Código de Defesa do Consumidor.

Sendo assim, qualquer uma das partes que deixar de cumprir com o combinado passa a ter penalidades, que podem ser:

  • Ter o nome inserido nos birôs de crédito, ou seja, ficar com o nome sujo;

  • Responder processos judiciais;

  • Ter bens penhorados;

  • Ter a matrícula do próximo semestre negada.

Ou seja: além de prejudicar seu acesso ao crédito, essa situação pode fazer com que você tenha que recorrer a serviços de advogados e ainda tirar seu sonho de se formar na faculdade.

Dívida de faculdade caduca?

Após cinco anos, a dívida pode caducar. No entanto, isso não significa que a dívida deixa de existir: ela simplesmente não poderá ser cobrada judicialmente, mas o aluno continua inadimplente.

Por este motivo, você continuará sem poder realizar a faculdade nessa instituição de ensino e não conseguirá o tão esperado diploma.

O que diz o Código de Defesa do Consumidor

Entendendo que na maioria dos casos o aluno deixa de cumprir as obrigações financeiras do contrato por não conseguir pagar a mensalidade, o Código de Defesa do Consumidor impõe algumas regras para evitar maiores problemas ao aluno inadimplente e não desamparar a instituição de ensino que está prestando o serviço:

  • O aluno pode ter o nome inserido nos órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa;

  • A instituição não pode reter documentos para transferência e declarações, como previsto no artigo Artigo 6º da Lei nº 9.870, de 1999;

  • O aluno pode ter a rematrícula negada caso esteja com mensalidade em atraso do semestre anterior;

  • A instituição não pode publicar lista de alunos inadimplentes nem os expor de outra forma;

  • O máximo de multa que a faculdade pode cobrar do aluno em caso de atraso é 2%. Acima disso, é caracterizada cobrança ilegal, com base no Artigo 52, V, Parágrafo 1º do Código de Defesa do Consumidor e da Portaria da Secretaria e Direito Econômico nº 3, item 11.

  • Por fim, se você tiver um irmão na mesma faculdade, ambos têm direito a descontos, de acordo com o Decreto de Lei nº 3.200/41 através do Artigo 24.

4 dicas que vão te ajudar a quitar a dívida com a faculdade

Está devendo a faculdade e não tem como pagar? Calma! Separamos quatro dicas para te ajudar a resolver essa situação.

1. Reduzir gastos

A primeira é a mais lógica de todas. Tem dívidas? Comece a reduzir gastos para pagá-la. Independentemente de ser na faculdade ou não, controlar o orçamento é muito importante para resolver situações como essa.

Porém, no caso de dívidas com a faculdade, ter este controle se torna ainda mais necessário. Afinal, como dissemos acima, deixar de receber seu diploma no fim do curso pode trazer dificuldades para conseguir emprego e melhorar a renda.

Por isso, analise bem sua planilha de ganhos e gastos – se você ainda não tem uma, faça imediatamente ou comece a fazer seus registros em uma agenda mesmo – e entenda quais custos podem ser cortados do seu dia a dia.

Leia também | Como fazer uma planilha de gastos pessoais em 5 passos

2. Fazer renda extra

Se após analisar a planilha do controle financeiro e cortar os custos desnecessários você ainda tiver dificuldades para quitar sua dívida, é hora de pensar em uma possibilidade de renda extra.

É comum as pessoas venderem doces e salgados ou outro tipo de produto para ajudar a custear a faculdade. Entenda quais são seus talentos e aproveite para ganhar uma renda extra com eles.

3. Negociar descontos

Tente negociar descontos e reduções nos juros para facilitar a quitação da sua dívida. Algumas instituições de ensino são parceiras do Serasa Limpa Nome. Se a sua for uma delas, você nem precisa gastar tempo negociando: é só acessar o site ou o aplicativo da Serasa e consultar os descontos que já estão disponíveis para você pagar à vista ou em parcelas.

4. Contratar um empréstimo

Mesmo com todas as dicas acima, ainda está difícil quitar a dívida? Então, pode ser interessante você recorrer a um empréstimo.

Há diversos tipos de crédito disponíveis no mercado. Sendo assim, é importante estar atento a qual deles faz mais sentido para o seu perfil, suas necessidades e condições de pagamento.

Antes de fechar negócio, avalie as taxas de juros, o Custo Efetivo Total do contrato de empréstimo e se a parcela caberá no seu bolso. Lembre-se que, além dela, você ainda terá que pagar a mensalidade da faculdade para não entrar novamente em dívidas.

Neste vídeo do Serasa Ensina, você pode entender melhor o que é o tal do Custo Efetivo Total:

https://www.youtube.com/watch?v=A7LzmWagNrs

Conheça o Serasa eCred

Se você já tentou contratar um empréstimo, já deve ter percebido a dificuldade de encontrar a melhor opção para seu perfil e até as melhores condições de taxas e prazo de pagamento, certo? Pois bem, normalmente é difícil mesmo.

Foi pensando nisso que a Serasa criou o Serasa eCred, uma plataforma de crédito com ofertas de empréstimo e cartão de crédito de diversas empresas parceiras.

O objetivo é te ajudar a simular empréstimo e encontrar a oferta perfeita para o seu momento. O acesso e simulações no Serasa eCred são feitos de forma 100% online e gratuita.

Este serviço com certeza pode ser um aliado e tanto para te ajudar a quitar as dívidas da faculdade para realizar seu grande sonho de ter o diploma em mãos. Acesse a plataforma agora mesmo e confira, sem compromisso, as ofertas de crédito disponíveis para você.