Entrar

O que é instituição financeira e quais tipos existem?

Instituição financeira é só banco ou existem outras empresas que atuam no mesmo segmento? Saiba tudo a respeito.

Foto Elaine ortiz jornalista
Publicado em: 04 de agosto de 2022.

Muito se ouve falar em instituição financeira. Mas você sabe realmente o que é e o que faz uma empresa que atua com dinheiro e produtos financeiros? E será que somente um banco tradicional é considerado instituição financeira de verdade? Neste artigo, vamos tirar todas as dúvidas sobre o tema. Vamos lá?

Instituição financeira: o que é e como funciona?

Em primeiro lugar, não é só o banco comercial que é considerado uma instituição financeira. Ele é apenas um dos tipos de instituição financeira que existem no mercado.
Bancos de investimento, financeiras, corretoras de valores, distribuidoras de valores mobiliários, bancos múltiplos, a Caixa Econômica Federal, entre outras, também são instituições financeiras, cada uma com funções e objetivos diferentes.

Segundo o Banco Central, que supervisiona o setor bancário e trabalha para que as regras e regulações do Sistema Financeiro Nacional (SFN) sejam seguidas, banco nada mais é que a instituição financeira especializada em intermediar o dinheiro entre poupadores e aqueles que precisam de empréstimos, além de custodiar (guardar) esse dinheiro. Ele também oferece serviços financeiros como saques, empréstimos, transferências, investimentos, entre outros.

Certo, mas se instituições financeiras são empresas que atuam como intermediárias entre o cliente e o mercado financeiro, para cada serviço pode existir uma instituição financeira especializada, não é?

Isso mesmo! No entanto, alguns bancos comerciais, por sua magnitude, conseguem incluir em seus portfólios “um pouco de tudo”.

Quer um exemplo? Um banco de câmbio, que realiza compra e venda de moeda estrangeira, só oferece esse tipo de serviço para seus clientes. Alguém que tenha conta em qualquer grande banco comercial também consegue ter acesso a essas moedas sem buscar necessariamente a instituição especializada. Porém, existem vantagens e desvantagens em adquirir um produto ou serviço por meio do banco em que você tem conta corrente ou por meio de uma instituição especializada.

Leia também | O que são produtos financeiros e como escolher os melhores

Tipos de instituições financeiras e os serviços que prestam

Existem vários tipos de instituições financeiras. Nos últimos anos, com o avanço tecnológico, esse leque aumentou ainda mais com a chegada das fintechs, empresas de tecnologia focadas em finanças. Bancos digitais surgiram no mundo todo oferecendo serviços que antes eram exclusivos de bancos comerciais, os tradicionais “bancões”, que têm agências físicas e uma enorme estrutura (e muita burocracia também).

Assim, para o cliente a diversidade de instituições financeiras é algo muito positivo, já que aumenta a concorrência, diminui a burocracia dos processos, barateia os serviços e os produtos oferecidos e dá mais autonomia e transparência para o cliente que quer gerir sua própria vida financeira.

Os principais tipos de instituições financeiras são:

1. Banco comercial

O tipo mais conhecido de instituição financeira. Os bancos comerciais podem ser públicos, com o Estado como sócio majoritário, ou privados. Sua principal função é captar recursos por meio de depósitos à vista ou a prazo, além de intermediar a circulação de ativos financeiros entre investidores e tomadores de empréstimo.

Por muitos e muitos anos, foi praticamente a única forma que a população mundial tinha para ter acesso aos serviços bancários e realizar movimentações financeiras no dia a dia.

2. Banco de câmbio

Instituição que realiza compra e venda de moedas estrangeiras.

3. Banco de investimento

Instituição especializada em operações de participação societária temporária, financiamentos da produção e que administram recursos de terceiros. O levantamento de recursos ocorre por meio de depósitos a prazo. O banco de investimento direciona os valores para empréstimos e financiamentos de empresas ou ainda a subscrição de ações e debêntures.

4. Banco múltiplo

Além de banco comercial, acumula funções de outras carteiras, como a de investimento ou a de câmbio.

5. Caixa econômica

Empresa pública que exerce atividades típicas de banco comercial, com prioridade institucional para concessão de empréstimos e financiamentos de programas e projetos de natureza social. Atualmente, a única que opera no Brasil é a Caixa Econômica Federal.

6. Banco de desenvolvimento

Banco cujo principal objetivo é o financiamento de longo prazo e investimento em todos os segmentos da economia. No Brasil, o banco que cumpre essa função é o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), empresa pública federal com sede no Rio de Janeiro.

7. Cooperativa de crédito

Instituição criada para oferecer serviços financeiros apenas aos seus associados. As cooperativas de crédito não têm fins lucrativos e são autorizadas pelo Banco Central a captar depósitos dos cooperados, obter empréstimos de outras instituições financeiras, conceder crédito e realizar aplicações no mercado financeiro.

8. Instituições de microcrédito

Têm como foco atender as demandas de micro e pequenos negócios, tendo em vista que esses empreendimentos enfrentam maior dificuldade para ter acesso ao crédito.

9. Companhias hipotecárias

São instituições financeiras de sociedade anônima que têm como principal objetivo conceder empréstimos para financiar diferentes tipos de empreendimentos no setor imobiliário.

10. Gestoras de recursos

As gestoras de recursos, ou asset managers, são instituições responsáveis por administrar o patrimônio financeiro de pessoas físicas e jurídicas. Elas são supervisionadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e podem constituir e gerir fundos de investimentos.

11. Corretora de valores

Instituição financeira que faz a intermediação entre investidores e o mercado financeiro. Ela permite que os clientes realizem operações de compra e venda de títulos de renda fixa e ações na Bolsa de Valores.

12. Fintechs (bancos digitais, empresas focadas em empréstimo etc.)

Instituições financeiras que usam a tecnologia para facilitar e desburocratizar processos. Além disso, oferecem serviços mais baratos, já que não mantêm agências físicas e, portanto, têm custos operacionais mais baixos.

Assista | Banco digital: quais são as tarifas?

Como contratar empréstimo em uma instituição financeira

Como citamos anteriormente, existem diversas instituições financeiras que oferecem empréstimo. Ainda assim, encontrar um contrato que ofereça as melhores condições para você, com os menores juros possíveis, pode parecer difícil e demandar muito trabalho. Afinal, preencher diversas propostas, ler inúmeras papeladas requer tempo e disposição.

Mas a boa notícia é que com o Serasa eCred, plataforma de crédito da Serasa, você consegue fazer essa busca de forma muito simples e de uma só vez. A ferramenta pesquisa, compara e recomenda as melhores opções de empréstimo para você. Aí é só escolher a que achar mais interessante e solicitar o seu crédito na hora, caso existam ofertas.

Veja como é simples e prático simular empréstimo de forma online e segura:

1. Acesse o Serasa eCred

Acesse o site do Serasa eCred ou o aplicativo da Serasa, disponível no Google Play e na App Store, e informe seu CPF e senha. Se você ainda não tem cadastro, pode fazê-lo na hora. É rápido e você não paga nada por isso.

2. Complete o seu perfil

Ao concluir o login, você poderá atualizar o seu perfil. Lembre-se de informar todos os dados solicitados. Isso ajudará a gente a encontrar as melhores alternativas de crédito para você.

3. Preencha as informações do empréstimo que deseja

Informe o valor de empréstimo que você deseja e em quantas parcelas pretende pagá-lo. Caso também queira receber ofertas de empréstimo com garantia, é só preencher as informações sobre seu imóvel ou automóvel.

4. Confira e compare opções

Depois de cadastrar suas informações, é hora de fazer a simulação de empréstimo. Clique em “Nova simulação” e confira se há ofertas de crédito disponíveis para você.

Caso haja, aparecerão as opções de empréstimo que mais correspondem à sua busca. Avalie todas as informações com calma: o valor liberado por cada empresa, o limite de parcelas para pagamento e o CET (Custo Efetivo Total), que define as taxas que de fato serão somadas ao valor do empréstimo.

5. Escolha a melhor opção de empréstimo e finalize a contratação

Após avaliar os valores liberados por todas as instituições financeiras e comparar as taxas e condições oferecidas por cada empresa, basta escolher a opção que considerar mais interessante. Clique em “Solicitar” e finalize a contratação do empréstimo de forma fácil e em poucos minutos. Simples, não?

Leia também | Como fazer uma simulação de empréstimo no Serasa eCred?

Agora que você já sabe tudo sobre instituição financeira e empréstimos, confira mais informações sobre contas digitais e conheça também os cartões de crédito disponíveis na plataforma eCred. Até a próxima!