Entrar

Passo a passo sobre como fazer empréstimo com o FGTS

Por Vanessa Ferreira

A modalidade de crédito é conhecida por possuir uma das menores taxas de juros do mercado

Conhecido por ter uma das menores taxas de juros entre as modalidades de empréstimo pessoal, o empréstimo com garantia do FGTS é uma forma saudável de realizar sonhos e se livrar de dívidas.

Essa linha de crédito permite utilizar o saldo do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) como garantia em um empréstimo consignado ou até mesmo antecipar o saque aniversário do FGTS.

Dessa forma, os riscos de inadimplência são menores para as instituições financeiras, o que possibilita a redução na taxa de juros e melhores condições de negociação.

Considerando o período de pandemia em que a situação financeira dos brasileiros teve uma piora considerável, conseguir ter crédito saudável para manter as contas em dia tornou-se um desafio ainda maior.

Para se ter uma ideia da situação preocupante do país, quatro em cada dez brasileiros tiveram queda em suas fontes de renda durante a pandemia. Além disso, 32% tiveram que fazer algum acordo de pagamento das dívidas e 34% fizeram algum tipo de empréstimo nesse período.

É o que revela a pesquisa da Serasa feita em parceria com a Opinion Box para entender como está a vida financeira dos brasileiros e os impactos provocados pela pandemia.

Pensando nisso, criamos um passo a passo para você entender de uma vez por todas como fazer empréstimo com o FGTS. Continue a leitura e aproveite a oportunidade para realizar seus projetos e alcançar a tão sonhada independência financeira.

Leia também | Posso usar meu FGTS para pagar dívidas? Entenda como funciona!

O que é FGTS?

Para ficar ainda mais claro sobre como fazer empréstimo com o FGTS, antes de tudo, é importante entender mais sobre essa sigla.

FGTS trata-se do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, um direito de todo trabalhador com carteira assinada e é depositado mensalmente pela empresa que contratou o colaborador. O depósito mensal equivale a 8% do salário e não há desconto para o trabalhador.

Para isso, o Governo Federal disponibiliza uma conta em nome do trabalhador para que a empresa realize os depósitos com o intuito de formar uma reserva de dinheiro para casos emergenciais, tais como:

  • Demissão sem justa causa.

  • Aquisição da casa própria;

  • Aposentadoria;

  • Invalidez por motivo de doenças graves.

Os recursos do FGTS servem também para moradia nos casos de aquisição de imóvel novo ou usado, construção, liquidação ou amortização de dívida vinculada a contrato de financiamento habitacional. Sendo assim, este benefício tornou-se uma dos mais importantes recursos para quem deseja financiar um imóvel.

Tipos de empréstimo com FGTS

Para realizar seu empréstimo com FGTS, há algumas opções disponíveis. A seguir, você vai conhecer mais sobre cada uma delas:

Empréstimo consignado

O empréstimo consignado é uma modalidade de crédito conhecida por muitos trabalhadores brasileiros principalmente pelos beneficiários do INSS. Essa modalidade é exclusiva para aposentados e pensionistas do INSS, militares das forças armadas, trabalhadores assalariados CLT de empresas privadas e servidores públicos.

No empréstimo consignado, as parcelas do empréstimo são descontadas diretamente na folha de pagamento de quem solicitou o crédito.

Aprovado em lei em 2016, no empréstimo consignado com FGTS, o processo é basicamente o mesmo. A diferença é que as instituições financeiras podem consultar o valor já retido no fundo do trabalhador e reservar a quantia como garantia de quitação do empréstimo.

Para solicitar o empréstimo consignado com FGTS, as regras são as seguintes:

  • O limite de crédito disponível não pode ultrapassar 30% do salário;

  • Os juros são de, no máximo, 3,5% ao mês;

  • O empréstimo pode ser quitado em até 48 vezes;

  • A taxa máxima para garantia usando o FGTS é de até 10% do saldo disponível;

  • No caso de multa rescisória, a taxa pode chegar a até 40% do saldo do FGTS – em caso de demissão sem justa causa.

Financiamento imobiliário

É possível também usar o FGTS para reduzir as cobranças de financiamentos pelo Sistema Financeiro da Habitação – SFH. O serviço é autorizado pela Caixa Econômica Federal e possibilita minimizar ou quitar as parcelas em aberto.

As regras para isso são:

  • Ter pelo menos três anos de carteira assinada sob regime do FGTS (consecutivos ou não);

  • Não ter outro financiamento ativo no SFH;

  • Não ser dono de outro imóvel residencial na cidade onde mora ou trabalha;

  • A compra do imóvel deve ser para moradia do trabalhador e não para aluguel.

Empréstimo FGTS antecipação de saque aniversário

O Saque-Aniversário é uma das formas de receber o valor acumulado na sua conta do FGTS. Ele permite que o trabalhador retire uma parte do saldo todos os anos, no mês do seu aniversário.

É importante lembrar que a opção pelo Saque-Aniversário é opcional e alguns agentes financeiros oferecem empréstimo com garantia desse recurso. A média de taxa de juros nessa modalidade é 35% mais barata que outras linhas de crédito. Mas isso pode variar de acordo com a instituição financeira que você escolher.

Leia também | Como simular empréstimo com FGTS?

Como usar o FGTS para fazer empréstimo?

A forma de utilizar seu FGTS vai depender muito do empresa para empresa. No entanto, alguns passos iniciais são necessários e você vai conhecer a seguir:

Passo 1: Consulte o saldo do FGTS

Antes de qualquer coisa, você precisa ter em mãos o número do seu PIS. Caso não tenha acesso, você pode consultar o número do seu PIS no portal Meu INSS.

Em seguida, você pode checar o extrato do FGTS pelo site da Caixa Econômica Federal ou pelo aplicativo do FGTS. Agora, basta seguir o seguinte caminho:

  • Digite seu CPF, NIS (Número de Identificação Social) ou e-mail no campo solicitado

  • Se for seu primeiro acesso, clique em “Cadastrar/Esqueci Senha”;

  • Siga as etapas do cadastro, com informações solicitadas;

  • Cadastre e verifique seu e-mail para confirmar o acesso;

  • Cadastre uma nova “Senha Internet”

  • Então, ao acessar a área logada, localize a opção “FGTS” para consultar todas as informações que deseja (extrato, saque emergencial, saque-aniversário etc.).

Passo 2: Buscar agentes financeiros que oferecem a possibilidade de usar o FGTS

Agora que você já sabe o seu saldo, é hora de procurar um agente financeiro que ofereça esta modalidade de empréstimo.

Passo 3: Conheça as taxas de juros aplicadas em cada agente financeiro

Para evitar cair em armadilhas, você precisa estar atento às taxas cobradas para a operação.

A boa notícia é que você pode contar com um parceiro de confiança para te ajudar a encontrar as melhores ofertas e condições, com as menores taxas de juros. O Serasa eCred é uma plataforma 100% gratuita que busca as melhores ofertas de empréstimo para o seu perfil.

Em um só lugar, você tem a oportunidade de avaliar várias alternativas e descobrir qual é a melhor opção para o seu orçamento. E tudo isso sem custo algum.

Agora você já conhece mais detalhes sobre como conseguir empréstimo com FGTS, faça uma simulação de crédito gratuita agora mesmo!