O Dia das Crianças está chegando. As promoções e propagandas de brinquedos não deixam os pais esquecerem da data. Para quem está com o orçamento apertado, as opções para os pequenos diminuem bastante. Que tal aproveitar essa oportunidade para ensinar seu filho a cuidar e poupar dinheiro? Educação financeira para crianças é um presente grátis que pode facilitar o caminho para uma vida financeira mais saudável no futuro.

Já consultou seu CPF hoje?

Consulte agora o CPF

Como ensinar educação financeira para crianças?

Preparamos 3 dicas básicas para introduzir o assunto da educação financeira com seus baixinhos. Eles podem não achar tão legal quanto ganhar um brinquedo agora, mas pode ter certeza de que vão te agradecer no futuro. Afinal, saber lidar com dinheiro desde cedo vai evitar surpresas e frustrações quando a temida idade de pagar boleto chegar.

Preparamos 3 dicas básicas para introduzir o assunto da educação financeira com seus baixinhos. Eles podem não achar tão legal quanto ganhar um brinquedo agora, mas pode ter certeza de que vão te agradecer no futuro. Afinal, saber lidar com dinheiro desde cedo vai evitar surpresas e frustrações quando a temida idade de pagar boleto chegar.

Lição 1 – De onde vem o dinheiro?

Esse assunto não pode ser um tabu na sua casa. É importante que a criança saiba desde pequena que o dinheiro não cai do céu. Muito pelo contrário: dá um trabalhão pra ganhar. Para que a criança faça essa associação, é papel dos pais falar sobre a relação entre trabalho e dinheiro. Comece abordando conceitos básicos da educação financeira e evolua conforme a idade. Veja alguns tópicos que podem ajudar nessa missão:

  • Fale sobre as diferentes formas de pagamento. Explique a diferença entre dinheiro vivo, cartão, cheque
  • Explique sobre a origem do seu dinheiro. É essencial deixar claro que para ganhar um salário no fim do mês, é preciso muito esforço e tempo do seu dia.
  • Envolva a criança no orçamento da família. Ela precisa saber quanto é o custo da comida, das roupas, das contas, da escola. E o quanto você ganha para pagar tudo isso.
  • Use jogos que simulem a vida financeira. Bons exemplos que podem estimular a criança são Banco Imobiliário, Jogo da Mesada, Jogo da Vida. Assim ele aprende brincando.

Negocie suas dívidas agora

Lição 2 – Aprendendo na prática

Ensinar a teoria é importante, mas pode não ser suficiente para prender a atenção dos pequenos. Experimente envolver seu filho(a) em algumas atividades reais de administração de dinheiro. Assim ele sente na pele o malabarismo mental necessário para encaixar cada conta no orçamento. Confira formas de como passar o conhecimento de educação financeira para a prática:

  • Dê uma quantia pequena de dinheiro para a criança administrar. Uma excelente forma de fazer isso é compensá-la por pequenas atividades diárias como fazer a cama ou arrumar o quarto. Isso vai reforçar a ideia de troca entre trabalho e dinheiro.
  • Deixe o dinheiro de alguns passeios em família na responsabilidade da criança. Isso vai forçá-la a escolher as prioridades. É importante que seu filho saiba que aquela quantia total tem que ser suficiente para tudo. A criança vai aprender a incluir alimentação, transporte, ingressos e outros eventuais gastos na conta total. O passeio será bem diferente do que ela está acostumada. A criança vai compreender que não pode só prestar atenção no custo do que ela quer ganhar.
  • Para crianças mais velhas, vale a pena colocar a responsabilidade de algumas pequenas contas. Por mais que seja você a fonte do dinheiro, ela vai aprender que tudo que a família consome tem preço. Prometa que caso as contas diminuam, ela pode ficar com o troco. Isso pode ajudar a criar um senso de economia na criança.

Lição 3: Quem poupa está sempre mais seguro

Aproveite essa fase para criar a percepção de objetivos a curto, médio e longo prazo no seu filho. Quando ele pede algum presente é essencial que ele saiba que com planejamento é possível alcançar o que quer. Pergunte sobre os desejos de consumo dele e explique a importância de sempre ter uma grana guardada para realizar sonhos. Aqui vão algumas práticas para ajudar seu filho a poupar desde cedo:

  • O bom e velho porquinho é um excelente truque para incentivar as crianças menores a pouparem. Assim ela começa a entender o conceito de guardar dinheiro para uma meta.
  • Abra uma poupança para seu filho. Explique que aquilo é uma segurança caso algo aconteça com a fonte principal de renda da casa.
  • Explique sobre reserva de emergência
  • Sente com seu filho e pergunte sobre os sonhos dele. Ajude a criar metas e objetivos que eles consigam alcançar em poucos meses. O tempo é diferente para as crianças. Logo, é essencial que ele alcance alguma meta rápido para ter um reforço positivo sobre a atividade de poupar.

No episódio do podcast dessa semana, Mirna Borges, criadora do EconoMirna, dá passos práticos para abastecer a poupança do seu filho desde cedo. Aperte o play e confira.

Agora que você sabe como ensinar os primeiros passos de educação financeira para crianças, aproveite e compartilhe esse conteúdo. Envie para os amigos, para a família e para todas aquelas pessoas que você acha que precisam saber dessas dicas. A próxima geração de pagadores de boleto agradece!

Quer saber mais sobre como manter as finanças em controle? Acompanhe nossos outros conteúdos no portal, navegue pelo canal no YouTube e conheça o podcast do Serasa Ensina.

SEGUE QUE É SUCESSO!
Como consultar o Score na Serasa
Consultar CPF na Serasa online e grátis!
Como consultar o CPF pelo nome?
O que é a Consulta feita na Serasa?
4 passos simples para limpar o nome

Consulte grátis o seu Serasa Score!

VEJA AGORA SUA PONTUAÇÃO.

Consulte grátis seu CPF e seu SCORE Comece agora uma nova vida financeira.

Consultar agora