Navegação do blog
  1. Limpa Nome Online
  2. Blog
  3. Investir Tesouro Selic

Como investir no Tesouro Selic

Saiba por que pode valer a pena investir nessa opção e como fazer isso.

Publicado em: 22 de dezembro de 2023

Categoria Negociar dívidaTempo de leitura: 3 minutos

Texto de: Time Serasa

As iniciais SELIC referente à taxa básica de juros no Brasil escrita em um pedaço de papel sobre uma calculadora. Economia brasileira e investimentos.

O Tesouro Selic é um dos principais investimentos para quem deseja fazer uma reserva de emergência para cobrir gastos inesperados ou juntar dinheiro para quitar dívidas. Embora esteja entre as opções mais seguras e democráticas de investimento, nem todo mundo sabe como investir no Tesouro Selic.

A boa notícia é que é muito fácil fazer isso, já que essa modalidade foi criada justamente para ampliar o acesso da população ao mundo dos investimentos financeiros.

Este artigo mostra como investir no Tesouro Selic e por que pode ser uma boa escolha entre tantas disponíveis no mercado.

Leia também | Tesouro Selic: o que é e como funciona

Assista | Taxa Selic: o que é e como funciona

Por que investir no Tesouro Selic

O Tesouro Selic é uma forma de renda fixa na qual o investidor empresta seu dinheiro para o governo, que utiliza esses recursos para financiar gastos e investimentos. Em troca, ele recebe esses valores corrigidos por uma taxa definida no momento da aplicação dentro de determinado período.

Trata-se de uma opção acessível e democrática, especialmente para quem está começando a investir. E há muitas boas razões para isso.

Veja 5 delas.

1. É uma opção acessível e com baixa aplicação mínima

O Tesouro Selic foi criado para democratizar o acesso da população aos investimentos financeiros. O processo é simples, prático e acessível. E o principal: é possível investir com baixas quantias, já a partir de R$30. Além disso, o processo é 100% online e pode ser feito pela internet, por qualquer dispositivo.

2. Oferece risco baixo

O Tesouro Selic é considerado o investimento mais seguro do mercado porque vem de um emissor confiável: o Governo Federal. Isso significa que o risco de o governo ir à falência é muito menor que qualquer outra instituição financeira do país. Afinal, ele tem alta capacidade de captar mais recursos para honrar com os compromissos

3. Tem boa rentabilidade

O rendimento do Tesouro Selic está vinculado à oscilação da Taxa Selic, indicador que serve de base para as demais taxas de juros do mercado e representa um importante instrumento da política monetária do país. Assim, sempre que a taxa básica de juros sobe, a rentabilidade desse título também acompanha esse movimento.

Leia também | Entenda o que é taxa Selic e como ela afeta sua vida

4. Oferece uma tributação simples

O investimento em Tesouro Selic está sujeito à cobrança de impostos e taxas. Um deles é o Imposto de Renda (IR), que é calculado sobre os rendimentos do valor aplicado. A alíquota é regressiva e, dessa forma, quanto mais tempo o dinheiro ficar lá, menor será a porcentagem de IR a ser paga.

A tabela é a seguinte:

Tempo com o títuloAlíquota do IR
Até 180 dias 22,5%
De 181 a 360 dias 20%
De 361 a 720 dias 17,5%
A partir de 721 dias15%

Além disso, o Tesouro Selic também pode ficar sujeito à cobrança de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), mas apenas nos 30 primeiros dias de aplicação. Após esse período, a aplicação fica isenta desse imposto.

5. É possível solicitar resgate imediato

O Tesouro Selic tem liquidez diária, ou seja, pode ser resgatado a qualquer momento. Ao fazer a solicitação, o valor cairá na conta corrente em no máximo um dia útil. Além disso, o rendimento do título será proporcional ao período em que ele esteve aplicado – sujeito ao preço e às taxas disponíveis no momento da transação.

Como investir no Tesouro Selic

Existem duas formas de investir no Tesouro Selic: por meio de uma instituição financeira ou, então, da própria plataforma do Tesouro Direto.

No primeiro caso, é necessário criar uma conta em um banco ou corretora de valores que tenha acesso aos títulos públicos. Então, no próprio app, basta acessar a opção “renda fixa” e procurar por Tesouro Direto e, depois, Tesouro Selic.

No segundo caso, é possível investir a partir do próprio site do Tesouro Direto, uma novidade no mercado. Nesse caso, basta acessar a plataforma por meio da conta gov.br, escolher o título e a instituição financeira, enviar o Pix e confirmar o investimento.

Independentemente da forma como será feito o investimento, as opções de aplicação só ficarão disponíveis durante o horário de funcionamento do mercado financeiro: de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 18h. Fora desse período, a plataforma estará fechada e não será possível investir, nem solicitar o resgate do valor.

Compartilhe o artigo

Este artigo foi útil?

Escolha de 1 a 5 estrelas para avaliar
Média de avaliação: 3.33 de 5

Artigos relacionados