Entrar

O que faz um planejador financeiro? Conheça a profissão

Você já ouviu falar em planejador financeiro? Faz ideia de como atua este profissional? Entenda mais sobre a profissão que ajuda seu bolso.

Foto elaine ortiz
Publicado em: 27 de janeiro de 2022.

Você já deve ter ouvido falar sobre planejador financeiro. Mas, afinal, o que faz este profissional? Como ele pode ajudar você a organizar suas finanças? Neste conteúdo, vamos falar tudo a respeito. Continue a leitura!

Planejador financeiro: o que é?

Felizmente, no Brasil, a procura por educação financeira está cada vez mais em alta nos últimos anos. As pessoas estão se conscientizando da importância de manter as contas em dia, de poupar, de investir. Isso é muito positivo. E existe um profissional que se destaca neste movimento: o planejador financeiro.

Ele é quem pode ajudar você a organizar suas contas de ponta a ponta, levantando todas as informações sobre sua renda e custos. Categorizando, organizando, encontrando pontos de melhoria e economia. Recomendando produtos financeiros que podem ajudar você a organizar suas contas. E, ainda, direcionando para alguns investimentos que tenham a ver com seu perfil.

O que ele faz é um verdadeiro diagnóstico financeiro da sua vida, para encontrar os problemas e solucioná-los, ajudando você a resgatar a sua saúde financeira. Afinal, manter as contas em dia, sem débitos em aberto, com o nome limpo e um score alto é fundamental para viver tranquilo e conquistar uma boa reputação no mercado.

Mas saiba que não é qualquer pessoa que pode atuar como planejador financeiro. É necessário que ele possua uma Certificação Financeira CFP®, que comprova que o profissional está habilitado para atuar nessa área.

De acordo com levantamento do FPSB (Financial Planning Standards Board), o Brasil saltou do oitavo para o quinto lugar no ranking mundial de profissionais com a Certificação CFP®. E em 2020, houve um crescimento de 15,83% de portadores do título no país, totalizando 5.414 profissionais que têm conhecimento atestado para ajudar as pessoas a organizarem e planejarem melhor sua vida financeira, das famílias e das empresas.

Como o planejador financeiro atua na prática?

Um planejador financeiro ajuda as pessoas/empresas/famílias a entenderem a situação das finanças, fazendo um diagnóstico e encontrando soluções para melhorar.

Segundo a Associação Brasileira de Planejamento Financeiro (Planejar), a atividade do planejador financeiro envolve coleta de dados, análise da situação e síntese.

Funciona mais ou menos assim: na coleta de dados, são feitas reuniões para troca de informações. Após isso, os dados são organizados para análise. Durante a análise, o planejador financeiro entende quais os problemas e avalia os resultados.

Depois, no final de todo o processo, com estes dados em mãos, ele orienta e cria estratégias para que o cliente resolva seus problemas. Tudo para que, um dia, ele alcance seus objetivos financeiros. Que podem ser, por exemplo:

  • Sair das dívidas;

  • Viver de rendimentos de aplicações financeiras;

  • Assegurar o futuro dos filhos;

  • Garantir a aposentadoria.

Leia também | Viver de renda: o que é e por onde começar esse plano?

E, para isso, o planejador financeiro precisa conhecer profundamente a realidade de quem o contrata. Só dessa maneira será possível traçar estratégias eficientes para modificar a situação financeira.

Se você contrata um planejador e omite informações por vergonha, por exemplo, não vai adiantar nada. Assim como um médico ou um psicólogo, este profissional não está ali para te julgar, mas sim para te ajudar.

Então esteja pronto para responder perguntas detalhadas sobre sua renda mensal, gastos fixos e variáveis do mês, dívidas, se possui e quanto tem na reserva de emergência, se

contraiu financiamentos imobiliários ou de automóveis, se tem outras fontes de renda, qual seu objetivo em relação ao dinheiro e por aí vai.

É um profissional que vai saber tudo sobre sua vida financeira, então é necessário que você confie nele. Se não existir confiança no profissionalismo do planejador financeiro, não vai dar certo. Escolha outro, procure indicações, pesquise o histórico profissional dele, até você se sentir seguro.

Leia também | Como negociar dívidas? Veja o passo a passo para limpar seu nome

O planejador financeiro costuma atuar com três principais tipos de planejamento. São eles:

1. Planejamento financeiro pessoal

É focado nas finanças pessoais. Trata-se de uma análise individual, das contas de uma pessoa física. Como explicamos acima, tudo relacionado sobre os custos e as despesas dessa pessoa serão considerados para fazer o planejamento financeiro. Esta pessoa, junto com seu planejador, define qual é a meta, o que pretende alcançar e como o planejamento irá contribuir para que este objetivo se concretize.

2. Planejamento financeiro empresarial

Tem foco nas finanças das empresas. O planejador contribui para organizar todo o funcionamento da empresa, seja de pequeno, médio ou grande porte. Mas, claro, normalmente empresas maiores já possuem estrutura melhor e são mais bem organizadas com suas finanças. Ainda assim, em alguns casos, essas empresas grandes também podem precisar chamar uma consultoria externa, um planejador financeiro, para ajudar a resolver um problema de caixa.

3. Planejamento financeiro familiar

É focado nas finanças de uma família, normalmente, com mais de uma fonte de renda compondo o orçamento. Uma pessoa que mora sozinha, por exemplo, geralmente têm custos fixos muito diferentes de quem mora acompanhado. Claro que cada pessoa que integra uma família pode ter seu planejamento individual e deve, inclusive, ter sua planilha de gastos mensais.

No entanto, realizar um planejamento familiar financeiro costuma funcionar melhor, já que todos os integrantes ficam alinhados em relação às metas e aos objetivos financeiros da família. Se tiverem filhos, por exemplo, em qual escola irão matriculá-los, pública ou particular? Fazem poupança para estas crianças? O que é importante para aquela família?

Cuidar das finanças conjuntamente minimiza brigas e melhora a convivência. E um planejador financeiro familiar pode fazer toda diferença nesta hora.

Leia também | Finanças para casais: 7 dicas para planejar o orçamento a dois

Como saber se preciso de um planejador financeiro?

Se você está endividado e não sabe mais o que fazer para melhorar sua situação financeira. Se você está com dúvidas a respeito de como investir seu dinheiro. Se você sabe que quer ter uma aposentadoria tranquila, sem depender da Seguridade Social, mas não sabe como. Se você sente que sozinho não está dando conta de fazer o diagnóstico financeiro. Se você acredita que chegou a hora de deixar tudo em ordem, de não pagar mais juros, de limpar seu nome.

Se você se encaixa em alguma dessas possibilidades, considere contratar um planejador para ajudar você a organizar suas finanças. Pode parecer que é um dinheiro que você está gastando com algo “luxuoso”, mas muitas vezes é o seu primeiro investimento de verdade em você. Depois disso, com metas traçadas e com as contas em ordem, você já estará pronto para “andar com as próprias pernas” novamente.

Quais as vantagens de fazer um planejamento financeiro mensal?

O planejamento financeiro mensal faz parte de um planejamento financeiro de longo prazo. As vantagens são muitas e o cuidado com as contas todos os meses contribui para evitar que a pessoa/família/empresa desequilibre as finanças e feche o mês no negativo, por exemplo.

Outra vantagem é que o planejamento financeiro mensal consolida o bom hábito de cuidar das contas de perto, sempre em busca de oportunidades de economia, de fazer melhores escolhas na vida e de consumir de forma consciente.

Com toda certeza, o planejador financeiro que você contratar irá orientar sobre como você pode fazer esse acompanhamento mensal. Irá te fornecer planilhas, tabelas financeiras, apresentar aplicativos, tudo o que puder te ajudar a ficar sempre com as finanças em dia.

Agora que você já sabe para que serve um planejador financeiro e entendeu a importância de ter um orçamento saudável, continue acompanhando o blog da Serasa para ter acesso a mais conteúdos exclusivos sobre o tema.