Navegação do blog
  1. Limpa Nome Online
  2. Blog
  3. Trabalho Autonomo Por Onde Comecar

Trabalho autônomo: por onde começar?

Entenda como funciona o trabalho autônomo, o que caracteriza essa situação e como trabalhar por conta própria.

Atualizado em: 17 de novembro de 2023

Categoria Negociar dívidaTempo de leitura: 10 minutos

Texto de: Time Serasa

mulher em sua casa mexendo no seu notebook com seu trabalho autônomo

O trabalho autônomo traz grandes desafios e tem características únicas de flexibilidade de horário e variação de ganhos. Nesse caso, o próprio trabalhador é responsável pelas regras do trabalho, pela rotina e pelos ganhos.

Esse regime de trabalho pode ser vantajoso para alguns perfis de profissionais, mas isso não é uma regra – nem todas as pessoas ou profissões se adaptam a esse modelo. Entenda a seguir as características do trabalho autônomo: por onde começar, como regularizar a situação e quais as vantagens e desvantagens.

Assista | Consiga uma renda extra como freelancer

Afinal, o que é trabalho autônomo?

Na definição de dicionário, autônomo é aquele que é independente ou livre, que tem autonomia. Porém, legalmente, no Brasil o profissional autônomo é aquele que não tem vínculo trabalhista com uma empresa ou pessoa física, e é remunerado pelas tarefas que exerce, e não exatamente pelo tempo trabalhado.

Portanto, trabalhador autônomo é o profissional que exerce atividades sem qualquer vínculo empregatício, prestando serviços ou vendendo produtos a terceiros (pessoas e empresas). Esse modelo se adapta a inúmeras profissões, como eletricistas, massoterapeutas, advogados ou representantes comerciais.

Esse tipo de trabalhador tem autonomia financeira e profissional, pois não assume o papel de funcionário efetivo. Ele define a própria rotina de trabalho, escolhe fornecedores e pode trabalhar em casa ou de qualquer outro lugar (se a função permitir).

Características essenciais do trabalho autônomo

  • ●     Não tem vínculo empregatício (sem carteira assinada).
  • ●     Pode ser pessoa física ou jurídica.
  • ●     Pode prestar serviços a diferentes pessoas ou empresas.
  • ●     Não está subordinado a uma posição hierárquica.
  • ●     Tem maior flexibilidade de horários.
  • ●     Deve pagar imposto dependendo da atuação.


Leia também | Como funciona o trabalho autônomo

Trabalho autônomo: por onde começar

Se o trabalho autônomo faz sentido para sua rotina profissional, seja como fonte de renda extra, seja como trabalho principal, alguns passos precisam ser seguidos.

Para atrair clientes e manter as finanças estáveis, é importante administrar a carreira e os ganhos, além de saber como divulgar o trabalho.

Confira cinco dicas para começar uma carreira de forma autônoma:

  1. Tenha um bom portfólio

    Serviços como tradução de textos, design gráfico ou artesanato pedem um bom portfólio (uma espécie de mostra de trabalhos feitos). Essa é uma das melhores formas de ganhar audiência. O portfólio permite provar aos potenciais clientes que o trabalho ou produto é realmente bom.

    Criar um portfólio hoje em dia é relativamente fácil. É possível usar o PowerPoint, por exemplo, ou até mesmo uma rede social como o Instagram. Quem vende produtos também precisa ter o cuidado de apresentá-los de forma atrativa.

     

  2. Esteja acessível

    De nada adianta ter um bom portfólio se for difícil fazer contato com o profissional. É fundamental ser acessível, ter canais de contato fáceis de encontrar e responder rapidamente às mensagens. Tenha um perfil nas redes sociais ou website com os dados de contato atualizados, como número de telefone, e-mail e WhatsApp.

     

  3. Organize-se financeiramente para os períodos de baixa

    Esse é um dos grandes desafios do profissional autônomo. Como não há um salário fixo, é preciso manter uma reserva que cubra meses com ganhos menores. Procure recursos em sites e instituições que oferecem ferramentas de organização e gestão financeira.

    Para garantir que o trabalho seja lucrativo, é importante cobrar o valor certo para manter o negócio funcionando. Além disso, mantenha o fluxo de caixa em dia para entender tudo que entra e sai. Coloque todos os gastos em uma planilha e tenha informação suficiente para fazer orçamentos precisos.

     

  4. Cadastre-se como MEI e regularize a atuação profissional

    Ser um microempreendedor individual (MEI) é uma das maneiras mais simples de ter o trabalho autônomo formalizado. Ao se cadastrar como MEI, o negócio ganha um CNPJ e um carnê de imposto único que deve ser pago mensalmente, mas que isenta o profissional de outras obrigações fiscais.

    O cadastro pode ser feito em alguns minutos utilizando o Portal do Empreendedor. Com esse registro, é possível emitir notas fiscais, ter acesso aos benefícios da previdência e até mesmo contratar um colaborador quando o negócio começar a dar retorno.


  5. Tenha uma reserva de emergência

    O ideal é que todo mundo tenha uma reserva de emergência para garantir uma carreira sólida. Para o profissional autônomo isso é ainda mais importante, porque os ganhos podem não corresponder às expectativas do profissional inicialmente. Assim, procure guardar parte da renda em uma reserva de emergência. Dessa forma fica mais fácil fazer o negócio prosperar.

Prós e contras do trabalho autônomo

Quem pretende mudar o regime de trabalho precisa considerar que todo formato terá vantagens e desvantagens. Para as pessoas que não podem correr o risco de receber uma renda mensal inconstante, por exemplo, o modelo autônomo não é o mais indicado.

Avalie os pontos positivos e negativos do trabalho autônomo:

VantagensDesvantagens
Flexibilidade de horáriosNão tem férias remuneradas nem décimo terceiro salário.
O desempenho não depende necessariamente de outras pessoas. As responsabilidades geralmente não podem ser compartilhadas.
Autonomia para a tomada de decisões. Rendimento instável e mais suscetível às mudanças do mercado.
Maior controle sobre o volume de trabalho.O profissional pode ter de assumir várias funções.

Se precisar de empréstimo para começar, compare ofertas antes

Um trabalhador autônomo pode precisar de investimento em materiais, formações e infraestrutura antes de se estabelecer no mercado. Algumas instituições oferecem taxas de empréstimo mais baixas para autônomos e linhas de crédito especiais para MEI.

Antes de contratar um empréstimo, é importante comparar as várias taxas do mercado. O Serasa Crédito é um serviço que pesquisa ofertas de cartão de crédito, conta digital, empréstimo pessoal e empréstimo com antecipação do FGTS de acordo com o perfil do consumidor – inclusive para autônomos.

Disponível de forma online e gratuita nos canais oficiais da Serasa, o serviço busca e compara rapidamente as melhores opções. Havendo ofertas para seu CPF, a contratação* leva poucos minutos. Confira o passo a passo:

  • ●     Acesse o Serasa Crédito via site ou app (Android e na iOS) e faça login ou cadastro.
  • ●     Atualize seu perfil para melhores alternativas.
  • ●     Confira o serviço desejado: cartão, empréstimo ou conta digital.
  • ●     Compare as opções sugeridas.
  • ●     Escolha e finalize a contratação em minutos após aprovação.


*A análise de crédito é feita por parceiros, sem garantia de aprovação. Pesquise quantas vezes quiser, grátis e sem afetar o Serasa Score.

Celular mostrando a carteira digital Serasa

Compartilhe o artigo

Este artigo foi útil?

Escolha de 1 a 5 estrelas para avaliar

Artigos relacionados