Entrar

Trabalho autônomo: o que é e por onde começar?

Descubra como conquistar seu trabalho autônomo, ter novas fontes de renda e mais flexibilidade no dia a dia!

colunista Veridiana Lopes
Publicado em: 31 de março de 2022.

Já pensou em ser seu próprio chefe, estar no controle dos seus ganhos e horários? Bem, essa é a definição mais popular do trabalho autônomo, onde você é responsável pelo seu trabalho e ganhos.

Dependendo da pessoa, esse modelo de trabalho pode ser muito bom ou muito ruim. Hoje, você vai entender como funciona trabalhar como autônomo para começar na prática, caso se identifique!

Afinal, o que é trabalho autônomo?

De acordo com o dicionário, autônomo é aquele que “… é independente ou livre; que possui autonomia.”.

Já segundo o Governo, profissional autônomo é aquele que é pago pelas tarefas que exerce e não exatamente pela hora e dia trabalhado, algo comum no regime CLT.

Considerando o que diz o artigo 3:

“c) trabalhador autônomo — o que exerce habitualmente, e por conta própria, atividade profissional remunerada; o que presta serviços a diversas empresas, agrupado ou não em sindicato, inclusive os estivadores, conferentes e assemelhados; o que presta, sem relação de emprego, serviço de caráter eventual a uma ou mais empresas; o que presta serviço remunerado mediante recibo, em caráter eventual, seja qual for a duração da tarefa.”.

Então, trabalhador autônomo é o profissional que exerce atividades de maneira liberal e sem qualquer vínculo empregatício, seja prestando serviços ou vendendo produtos para terceiros (pessoas e empresas).

Dessa forma, o trabalhador autônomo possui total autonomia financeira e profissional, já que não assume o papel de um funcionário efetivo. Não há necessidade de cumprir banco de horas, podendo inclusive trabalhar da sua própria casa ou de qualquer outro lugar que deseje.

Em resumo, algumas características essenciais para definir o trabalho autônomo são:

  1. Não tem vínculo empregatício;

  2. Pode ser pessoa física ou jurídica;

  3. Não é obrigatório que apresente certificações/habilitações;

  4. Pode prestar serviços a diferentes pessoas ou empresas;

  5. Responde por seus próprios erros;

  6. Não está subordinado a uma hierárquica;

  7. Possui maior flexibilidade de horários;

  8. Deve pagar imposto dependendo da sua atuação.

Como iniciar um trabalho autônomo?

Se com essa explicação você percebeu que o trabalho autônomo faz sentido para você, seja como uma renda extra ou trabalho principal, tem alguns passos que precisam ser seguidos.

Para se dar bem no trabalho autônomo e atrair os melhores clientes, é importante aprender a administrar sua própria carreira e ganhos. Além de, claro, saber técnicas básicas para prospectar e reter clientes.

Listei cinco conselhos para você ter sucesso no seu trabalho como autônomo:

1. Tenha um bom portfólio

Não importa se você presta serviços de tradução de textos ou revendendo maquiagem: ter um bom portfólio do seu trabalho é uma das melhores formas de ganhar audiência. Com esse documento, você consegue provar ao seu potencial cliente que o seu trabalho ou produto é realmente bom.

Criar um portfólio hoje em dia é relativamente fácil. Você pode usar o PowerPoint, por exemplo, ou até mesmo uma rede social como o Instagram! Em poucos minutos você estará pronto para ser encontrado por potenciais clientes que precisam dos seus serviços.

2. Seja fácil de ser encontrado

De nada adianta ter um bom portfólio se você não sabe como ser encontrado. Por isso, é importante que o seu cliente consiga chegar até você, seja através do seu nome ou profissão. Assim, garanta que você tenha um perfil otimizado nas redes sociais e com os dados de contato atualizados, como número de telefone, e-mail e WhatsApp.

Se você trabalha com serviços, também pode se cadastrar em sites de freelancers. Neles, você consegue estar sempre de olho em novos projetos e conseguir mais trabalhos. Os exemplos mais famosos são o Workana e 99jobs.

3. Saiba como se organizar financeiramente

Esse é um dos grandes desafios de ser um profissional autônomo. Como não há um salário fixo, acabam se confundindo na hora de fazer as contas.

Para lhe ajudar com isso, procure recursos em sites, portais e instituições que oferecem ferramentas que o profissional autônomo pode utilizar para se organizar. Aqui mesmo, no blog da Serasa, temos vários conteúdos sobre organização financeira!

Mas, para garantir que o trabalho seja lucrativo, é importante cobrar o valor certo para manter seu negócio funcionando. Além disso, não deixe de manter seu fluxo de caixa em dia para entender tudo que entra e sai. Coloque todos os seus gastos na ponta do lápis e organize-se a fim de ter informação suficiente para fazer orçamentos assertivos.

4. Esteja cadastrado como MEI e regularize sua atuação profissional

Ser um microempreendedor individual é uma das maneiras mais simples para estar em dia com o Governo. Ao se cadastrar como empreendedor, o seu negócio ganha um CNPJ e um carnê de imposto único que deve ser pago mensalmente, mas que o isenta de outras obrigações fiscais como os outros tipos de negócios.

Para criar o seu cadastro, você pode fazer isso em alguns minutos utilizando o portal do empreendedor através da internet. Já com o seu registro profissional em mãos, será possível até mesmo contratar um colaborador, emitir notas fiscais e muito mais quando o negócio começar a dar retorno.

5. Tenha uma reserva de emergência para garantir sua segurança

O ideal é que todo mundo tenha uma reserva de emergência para garantir uma carreira sólida e passar a trabalhar como autônomo. Isso porque, inicialmente, os ganhos podem não corresponder às expectativas do profissional e você pode se ver em uma situação crítica com as suas finanças. Então, não deixe de guardar uma parte do dinheiro todo mês para que assim consiga ter um futuro tranquilo!

Confira aqui como controlar as finanças mensais!

Mas com esse artigo completo, você viu por onde começar, como encontrar clientes e como garantir sua renda mensal, trabalhando com clareza, leveza e segurança financeira.

Se você gostou desse artigo e quer mais dicas de trabalho autônomo que lhe ajudarão a se tornar uma pessoa com múltiplas fontes de renda, não deixe de acompanhar nossos próximos conteúdos!