Entrar

Planilha de gastos mensais com filhos: saiba como fazer esse controle

Entenda como controlar os gastos com os filhos para não bagunçar o orçamento familiar

Foto Vanessa Ferreira
Publicado em: 19 de janeiro de 2022.

Controlar as finanças pessoais é extremamente importante e nunca é tarde demais para começar. Principalmente para os casais ou pessoas independentes que estão planejando aumentar a família, ter uma planilha de gastos mensais com filhos é ainda mais essencial.

E é muito comum ouvir que filhos dão gastos, que custam caro, que escola boa é impossível de pagar etc. É claro que as despesas aumentam e, conforme a criança vai crescendo, mais investimentos são necessários.

Mas este também não pode ser motivo para desistir do sonho de ser mãe ou pai e não experimentar essa aventura única na vida de um ser humano. As despesas vão vir sim, mas com um bom planejamento financeiro, é possível deixar tudo sob controle.

Uma pesquisa realizada pela Serasa em parceria com a Opinion Box, intitulada Comportamento dos Brasileiros Hoje, concluiu que para 27% dos entrevistados, sucesso é alcançar a estabilidade financeira.

Além disso, 16% acham que, mais do que ter uma situação estável, o sucesso depende também de uma reserva financeira e 15% associam o sucesso financeiro ao conforto da família.

Portanto, se você já tem um bebê em casa, tem um a caminho ou está começando a pensar em ter, continue a leitura e aproveite este texto para aprender a montar um controle de gastos eficaz, que irá apoiar o orçamento familiar.

Motivos para fazer o controle de gastos mensais com filhos

Sim, nós sabemos que manter os gastos sob controle não é uma tarefa fácil, principalmente para pessoas com filhos. Isso porque imprevistos podem acontecer, sendo necessário gastar um dinheiro que você não estava esperando.

E é este um dos principais motivos para fazer o controle de gastos mensais com os filhos. Esse controle vai te ajudar a entender o período que você terá mais gastos e conseguir se preparar para ele, além de te ajudar a fazer uma reserva de emergência para esses imprevistos.

Um exemplo básico é em relação às aulas, por exemplo. No período de janeiro/ fevereiro, você terá que comprar material escolar, uniforme, renovar o contrato com o transporte, renovar matrícula – caso opte por escola particular – por exemplo.

Outro importante motivo para ter um controle de gastos é exatamente para ajudar a projetar o futuro da criança. Com esse planejamento, além da poupança que você pode criar, também será possível entender cursos que podem contribuir para um futuro mais promissor, como aprender outro idioma, por exemplo, e também viagens e momentos de lazer.

Além disso, criar uma criança em um ambiente de responsabilidade financeira, onde o dinheiro é valorizado, contribui para que a relação dela com o dinheiro seja construída. E isso pode ajudar a evitar que, no futuro, ela conheça o monstro do endividamento, um grande inimigo do brasileiro.

Se você está planejamento ter um filho

Antes mesmo da chegada da criança, é preciso entender os gastos que terá com a gestação. Nessa fase, é importante cuidar principalmente da alimentação da gestante, então, pode ser que entre algumas vitaminas, suplementos e até mesmo medicamentos.

Além disso, nessa fase, entram também os móveis do quartinho, como o berço, o enxoval, as primeiras roupinhas, cobertores, mantas, acessórios e outros detalhes para receber o bebê quando nascer. Sem contar no vestuário da mamãe que também precisará de uma troca pelo período da gravidez, tendo em vista que a barriga irá crescer.

Se você já tem um filho

Aqui, os gastos vão depender da fase da vida que seu filho está. O orçamento familiar é importante para não deixar faltar nada para a criança, nem mesmo para os pais.

Aqui, a educação financeira é a palavra-chave, pois organizar suas finanças será fundamental para alcançar esse objetivo.

Monte sua planilha de controle para organizar sua vida financeira incluindo um tópico exclusivo para as despesas com seu filho. No fim do mês, observe se houve algum gasto desnecessário e corte-o para o mês seguinte.

Planilha de gastos mensais com filhos: o que controlar?

Agora que você já entendeu a importância que o controle financeiro tem para criar um filho e porque acompanhar os gastos mês a mês, confira o que é necessário ter na planilha de controle.

Saúde

Ter um plano de saúde pode ser bastante econômico, tendo em vista que o sistema público de saúde normalmente encontra-se em superlotação e a criança não pode esperar, porém também pagar consultas particulares pode prejudicar seu orçamento.

A dica aqui é pesquisar bem sobre o que o plano cobre e evitar surpresas desagradáveis quando mais precisar.

Educação

Desde escolas até cursos, esse tópico provavelmente vai te acompanhar até a fase adulta do seu filho. Afinal, aqui também entra a faculdade e cursos que ele irá fazer para se tornar um profissional de sucesso.

Alimentação

Hoje em dia, muitos pais já entenderam a importância de uma boa alimentação para o bom desenvolvimento da vida do filho. Sem contar que, ao criar um filho consciente do quanto é bom saber se alimentar bem, contribui com a redução de doenças graves no futuro, como obesidades e infartos, por exemplo.

Por isso, inclua este tópico na sua planilha e evite, ao máximo, o gasto com hambúrgueres ou os famosos fast-foods.

Lazer

Brincar, praticar esportes, viajar… tudo isso contribui também para o desenvolvimento social do seu filho.

Incluir esse tópico na planilha de controle irá ajudar a entender onde o gasto está excessivo ou onde é preciso investir mais para o crescimento do filho.

3 dicas para economizar com os gastos mensais com filhos

Está ficando fácil, não? Então, agora confira algumas dicas para economizar mais e investir melhor no futuro do seu herdeiro.

1. Fazer o controle de gastos

Com a planilha de controle de gastos, você consegue ter boa visibilidade de onde está indo seu dinheiro, seja com seu filho ou não. Assim, será possível fazer um melhor direcionamento, enxergar gastos desnecessários e aproveitar oportunidades de economia, como uma previdência privada ou uma poupança para ele, por exemplo.

2. Centralizar as despesas no cartão de crédito

Se você tem um bom relacionamento com seu banco e um limite de crédito interessante, centralize seus gastos no cartão de crédito. Além de conseguir controlar melhor tudo na fatura, você ainda aproveita os benefícios dos programas de milhagens que as empresas costumam oferecer.

Inclusive, caso você não tenha um cartão de crédito e esteja interessado, a Serasa tem o Serasa eCred, uma plataforma com ofertas de cartão de crédito de diversas empresas parceiras, como bancos, fintechs e outras instituições financeiras. O acesso e simulações no Serasa eCred são feitos de forma 100% online e gratuita.

3. Carteira digital

A carteira digital também pode ser uma boa opção para te ajudar nesse controle dos gastos. Você pode usá-la exclusivamente para as despesas do seu filho ou até mesmo, a depender da idade que ele tenha, criar uma para ele mesmo aprender a controlar a mesada, por exemplo.

Isso contribui com a educação financeira dele e o bom relacionamento com o dinheiro. Inclusive, a Serasa também tem esse produto disponível em seu portfólio, sem custo de manutenção, e permite o pagamento e parcelamento de boletos usando o saldo disponível na carteira.

Quando recorrer a empréstimos?

Pode até parecer estranho, mas tomar empréstimo pode ser uma boa alternativa para controlar as despesas. Há situações em que o crédito serve para quitar uma dívida onde os juros cobrados são mais altos, ou até mesmo investir em alguma coisa, como na empresa, por exemplo.

Um empréstimo saudável e consciente pode ajudar, inclusive, no planejamento para receber o filho, na compra dos móveis e outras coisas com desconto à vista ou na contratação do médico de confiança.

Se você gostou dessas dicas, aqui na Serasa, produzimos muitos conteúdos dedicados a te ajudar a ter uma vida financeira sob controle e de forma saudável. Você pode conferir outras dicas sobre organização financeira pessoal aqui no nosso Blog.