Navegação do blog
  1. Limpa Nome Online
  2. Blog
  3. Dividas Cartao De Credito

Quais as consequências e como quitar dívida de cartão de crédito?

Entenda o que fazer para quitar as dívidas do cartão e regularizar as finanças.

Publicado em: 25 de outubro de 2023

Categoria Negociar dívidaTempo de leitura: 3 minutos

Texto de: Time Serasa

Garota asiática deprimida se preocupando com problemas financeiros. Jovem atraente e estressada que parece frustrada com a papelada e projeto de lei pensa em dívida monetária, perda orçamentária, falência em casa.

As dívidas de cartão de crédito respondem por boa parte da inadimplência no Brasil. Para se ter ideia, segundo o Mapa da Inadimplência, da Serasa, das 71,4 milhões de pessoas que estavam em situação de inadimplência em agosto de 2023, 29,29% tinham dívidas com cartão de crédito e bancos.

Confira neste artigo o que acontece quando a fatura do cartão não é paga. Conheça ainda seis dicas práticas para sair das dívidas do cartão de crédito e colocar as finanças em dia.

Assista |10 passos para sair das dívidas - Nome Limpo

Dívidas no cartão de crédito: consequências de não pagar a fatura

Quem já ficou em alguma situação de endividamento sabe que é um período difícil. Além dos efeitos negativos nas finanças, as consequências psicológicas também costumam pesar muito nesse momento.

A pesquisa Perfil e Comportamento do Endividamento Brasileiro 2022, produzida pelo Instituto Opinion Box em parceria com a Serasa, revelou que 83% dos endividados têm dificuldade para dormir por conta das dívidas. Além disso:

  • ●     78% têm pensamentos negativos devido aos débitos vencidos;
  • ●     74% afirmam ter dificuldade de concentração para realizar tarefas diárias;
  • ●     61% viveram ou vivem sensação de “crise e ansiedade” ao pensar na dívida;
  • ●     53% dos pesquisados revelam sentir “muita tristeza” e “medo do futuro”;
  • ●     51% dos entrevistados têm vergonha da condição de endividado.


Para além dos efeitos psicológicos, quem fica com dívidas no cartão de crédito pode ter como consequências:

  • ●     Entrar em uma situação de superendividamento por conta dos juros elevados do cartão de crédito – a taxa média anual do rotativo do cartão é de 439,24% (dados de setembro de 2023).
  • ●     Ter o nome negativado. Afinal, quando um consumidor não paga a fatura no prazo, o banco ou instituição financeira pode incluir o CPF na lista de inadimplentes dos órgãos de proteção ao crédito.
  • ●     Dificuldade para ter acesso a outras modalidades de crédito (financiamento, outros cartões de crédito, empréstimos), por conta da restrição no nome.
  • ●     O Serasa Score tende a cair, dificultando ainda mais o acesso ao crédito.

 

Por isso, é recomendável para quem está com dívidas no cartão de crédito tentar regularizar a situação o quanto antes.

Leia também | Como negociar dívida de cartão de crédito em 3 minutos

É possível cancelar cartão de crédito com dívidas?

Sim, é possível cancelar um cartão de crédito com dívidas, mas a dívida continuará existindo até ela ser quitada.

O ideal é parar de usar o cartão, pagar tudo, mesmo que precise recorrer a um tipo de empréstimo para isso, e depois fazer o cancelamento. Se isso não for possível, parcelar a dívida diretamente com o cartão também é uma possibilidade.

Para cancelar o cartão, é preciso entrar em contato com a instituição financeira responsável e verificar quais os trâmites para o cancelamento e até mesmo se existe margem para negociar e quitar a dívida.

Leia também | Parcelar fatura do cartão crédito: quando vale a pena?

Como sair das dívidas do cartão de crédito: dicas práticas

Quem está com dívidas no cartão de crédito pode seguir as dicas abaixo para tentar regularizar a situação o mais rápido possível. Confira:

  1. Faça as contas e descubra o valor exato devido

    O primeiro passo para combater uma dificuldade é entender o cenário. No caso das dívidas, é preciso saber o valor total atualizado da dívida. Isso porque, mesmo que o consumidor pare de gastar no cartão, nas faturas seguintes, após o atraso, serão acrescidos juros e outras taxas. É por isso que a “bola de neve” das dívidas tende a se formar – ela só para de crescer quando o pagamento é efetuado, mesmo que negociado em parcelas.


  2. Utilize uma planilha ou aplicativo para saber quanto pode se comprometer com o pagamento da dívida no cartão

    Isso é importante porque, além de começar a cuidar mais de perto das finanças e ter conhecimento real das entradas e saídas de dinheiro no mês, revela o quanto é possível destinar para o pagamento da dívida do cartão. Afinal, não adianta renegociar uma dívida se não tiver condições de arcar com as parcelas dessa futura negociação.


  3. Tente negociar com a instituição financeira

    Tentar um acordo diferente, com novas taxas, diretamente com o cartão de crédito é uma possibilidade para conseguir quitar a dívida mais rapidamente. É preciso se atentar aos detalhes do acordo, como quantidade e valor das parcelas, prazo total de pagamento, juros e taxas cobradas.


  4. Diminua os gastos mensais

    Em momentos de turbulência financeira a necessidade de organizar as finanças é mais urgente. Confira novamente na planilha todos os gastos do orçamento e identifique as áreas em que é possível cortar despesas.


  5. Se possível, tente não usar o cartão até terminar de pagar as dívidas

    Evitar fazer novas compras é muito importante neste momento, para não correr o risco de entrar em uma nova dívida mesmo antes de ter quitado a primeira. Compre com consciência, somente o que for necessário, durante esse período de reorganização financeira.


  6. Considere contratar um empréstimo para quitar as dívidas do cartão de crédito

    Fazer um empréstimo para quitar as dívidas do cartão é uma recomendação recorrente. É o famoso recurso de “trocar uma dívida cara por outra mais barata”. Essa ação é válida somente se a linha de crédito oferecer juros menores que os aplicados pelo cartão. Além de baixar as parcelas mensais e pagar menos juros no novo empréstimo, o cartão poderá oferecer um bom desconto pelo pagamento à vista da dívida.

    Leia também | Entenda se dívida de cartão de crédito leva à penhora de bens

Dica extra: aproveite o Feirão Serasa Limpa Nome 2023 para negociar dívidas

A maior edição da história do Feirão Serasa Limpa Nome acontece entre 30 de outubro e 30 de novembro de 2023. Durante o Feirão é possível encontrar ofertas de até 99% de desconto nas dívidas e parcelamento em até 72 vezes.

Além do Feirão online, que acontece em todo o Brasil, os consumidores também podem encontrar tendas do Feirão Serasa Limpa Nome em Campinas, em algumas regiões de São Paulo, Salvador, Recife e Rio de Janeiro.

Acompanhe em nossos canais oficiais e na página do Feirão Serasa Limpa Nome Feirão Serasa Limpa Nome o lugar mais perto de você e programe-se para essa mega oportunidade!

Se você não conseguir participar do Feirão, pela plataforma do Serasa Limpa Nome é possível consultar e negociar dívidas o ano todo, com até 90% de desconto.

O serviço é gratuito e pode ser feito em apenas 3 minutos nos canais oficiais da Serasa: site, app (iOS e Android) ou WhatsApp (11) 99575-2096.

Siga o passo a passo:

  • ●     Acesse o Serasa Limpa Nome ou o aplicativo informe seu CPF e Senha.
  • ●     Confira sua dívida na tela e clique em Negociar.
  • ●     Escolha a melhor opção de pagamento (Pix ou boleto, por exemplo) e o número de parcelas.
  • ●     Confirme as condições escolhidas e pronto!
Celular mostrando a carteira digital Serasa

Compartilhe o artigo

Este artigo foi útil?

Escolha de 1 a 5 estrelas para avaliar

Artigos relacionados