Cadastro Positivo: como funciona

Saiba como o Cadastro Positivo pode melhorar as chances de obter melhores condições de crédito e taxas de juros mais baixas.

como com um notebook, fundo azul

Atualizado em: 29 de junho de 2023

Autora: Fabiana Ramos


Atualmente, com a facilidade e rapidez nas transações financeiras, é muito importante ter um bom histórico de crédito. O Cadastro Positivo é uma ferramenta que auxilia os consumidores na construção de um perfil positivo junto às instituições financeiras.

As informações do Cadastro Positivo têm peso de mais de 50% da pontuação do Serasa Score, portanto são fundamentais para a vida financeira dos brasileiros. Vamos explicar direitinho tudo que é preciso saber sobre o Cadastro Positivo.

Vamos lá!

O que é o Cadastro Positivo?

O Cadastro Positivo é uma iniciativa criada com o objetivo de fornecer às instituições financeiras um panorama mais completo sobre a vida financeira dos consumidores. Diferentemente do tradicional “Cadastro Negativo” (ou cadastro de inadimplentes), que registra apenas informações negativas, como dívidas em atraso, o Cadastro Positivo busca evidenciar os pagamentos em dia e o bom comportamento financeiro dos indivíduos.

Ele nada mais é que uma base de dados que traz informações de pagamento de contas de crédito e de consumo, como parcela de financiamento, fatura de cartão de crédito, contas de telefone, entre outras.

É como um currículo financeiro. Assim, é uma excelente forma de construir uma boa imagem no mercado de crédito, que reflete na pontuação do Serasa Score. 

Leia também | Como o ponto positivo no Score influencia na pontuação?

Lei do Cadastro Positivo

O Cadastro Positivo foi regulamentado no Brasil pela Lei Complementar nº 166, de 8 de abril de 2019. Essa lei teve como objetivo principal promover maior inclusão financeira e estimular a concorrência no mercado de crédito, ao permitir o compartilhamento de informações positivas sobre o histórico de pagamento dos consumidores.

Antes da regulamentação, em geral o mercado levava em conta apenas as informações negativas dos consumidores, como dívidas em atraso. Isso resultava em um cenário em que pessoas com bom histórico de pagamentos não eram devidamente reconhecidas pelas instituições financeiras na análise de crédito.

Com a edição da Lei Complementar nº 166, o Cadastro Positivo passou a ser automático, permitindo que todas as informações sobre o histórico de pagamentos dos consumidores fossem compartilhadas com as instituições financeiras. Isso proporcionou uma visão mais ampla e precisa da capacidade de pagamento e do perfil de risco de cada consumidor, além de permitir a oferta de condições mais justas e personalizadas.

A lei também trouxe medidas de segurança e privacidade dos dados, estabelecendo diretrizes para a proteção das informações dos consumidores. Dessa forma, o Cadastro Positivo busca equilibrar a transparência das informações com a preservação da privacidade dos indivíduos.

Assista | Cadastro Positivo vale a pena?


Como ativar o Cadastro Positivo

Na verdade, o Cadastro Positivo existe desde 2011 e está ativo desde 2013, mas a adesão era pequena.

Desde 2019 (com a Lei Complementar 166), o Cadastro Positivo passou a ser automático no Brasil. Isso significa que todas as pessoas com CPF ativo são incluídas no sistema de forma automática, sem a necessidade de realizar um cadastro específico.

No entanto, é importante ressaltar que a participação no Cadastro Positivo ainda é opcional. Embora seja automática, caso um consumidor não queira fazer parte do sistema, ele pode solicitar a exclusão de suas informações por meio de um processo de descadastramento.

Ao ser incluído no Cadastro Positivo, o consumidor tem suas informações financeiras coletadas e armazenadas pelos birôs de crédito, como a Serasa. Essas informações incluem dados de pagamento de contas, empréstimos, financiamentos e outros compromissos financeiros.

Esses dados são utilizados pelas instituições financeiras para análise de crédito, com o objetivo de oferecer melhores condições e taxas aos consumidores com bom histórico financeiro. É importante destacar que as informações do Cadastro Positivo são tratadas de forma segura e confidencial, respeitando as normas de proteção de dados.

Como consultar o Cadastro Positivo

Para consultar o Cadastro Positivo na Serasa, é necessário seguir alguns passos simples:

  1. Acesse o site da Serasa.

  2. Clique em “Consultar agora”.

  3. Para quem ainda não tem cadastro na Serasa, será necessário criar uma conta fornecendo as informações pessoais. Caso já tenha cadastro, faça login na conta.

  4. Após inserir os dados solicitados, é possível ter acesso ao histórico de crédito. O consumidor poderá visualizar as informações registradas no Cadastro Positivo, como pagamentos em dia, empréstimos quitados, entre outras.

Vantagens do Cadastro Positivo

O Cadastro Positivo oferece diversas vantagens para os consumidores. Aqui estão algumas delas:

  1. Análise de crédito mais justa: o Cadastro Positivo permite que as instituições financeiras tenham acesso a um histórico mais completo do comportamento financeiro do consumidor, incluindo pagamentos em dia e bom histórico de crédito. Isso possibilita uma análise de crédito mais justa e precisa, levando em consideração não apenas as informações negativas, mas também as positivas.


  2. Acesso a melhores condições de crédito: ao ter um histórico financeiro positivo registrado no Cadastro Positivo, o consumidor pode ter acesso a melhores condições de crédito, como taxas de juros mais baixas, limites de crédito mais altos e prazos de pagamento mais favoráveis. Isso significa que ele pode obter empréstimos, financiamentos e cartões de crédito com condições mais vantajosas.

  3. Maior facilidade na aprovação de crédito: o Cadastro Positivo facilita a aprovação de crédito, especialmente para aqueles que possuem um bom histórico de pagamento. As instituições financeiras têm mais informações para avaliar o risco de conceder crédito, o que pode resultar em uma maior chance de aprovação de solicitações de empréstimos e financiamentos.


  4. Incentivo ao planejamento financeiro: ao acompanhar o Cadastro Positivo, o consumidor tem a oportunidade de visualizar seu histórico de pagamentos e entender melhor como suas ações financeiras são registradas. Isso pode servir como incentivo para um melhor planejamento financeiro, estimulando o pagamento em dia e a adoção de hábitos saudáveis de crédito.


  5. Possibilidade de negociações mais vantajosas: com um bom histórico no Cadastro Positivo, o consumidor pode ter mais poder de negociação com as instituições financeiras. Ao demonstrar um bom comportamento financeiro, é possível negociar melhores condições em renegociações de dívidas, obter descontos ou prazos mais flexíveis.

É importante lembrar que a participação no Cadastro Positivo é automática, mas qualquer consumidor pode solicitar o descadastramento. No entanto, considerando as vantagens que o sistema pode oferecer, a Serasa não recomenda desativar o Cadastro Positivo.

Parte superior do formulário

Agora que tal consultar seu Cadastro Positivo? Acesse o Cadastro Positivo e verifique as informações.

Gostou do conteúdo? Compartilhe-o com amigos e familiares! E para ter mais dicas que descomplicam sua vida financeira, inscreva-se no canal do Serasa Ensina no YouTube!