Entrar
Navegação do blog
  1. Blog
  2. Cdb Liquidez Diaria

CDB com liquidez diária: o que é

Saiba como funciona e quando vale a pena investir nessa opção com liquidez diária.

Publicado em: 11 de dezembro de 2023

Categoria Educação financeiraTempo de leitura: 3 minutos

Texto de: Time Serasa

Análise de mercado de ações

O CDB com liquidez diária vem se tornando um dos principais e mais populares investimentos do mercado financeiro. É fácil entender o motivo: ele é acessível e garante bons retornos, especialmente para quem tem objetivos de curto prazo.

Entenda o que é CDB, como ele funciona e o que observar antes de investir.

Assista | Taxa Selic: o que é e como funciona

O que é CDB

CDB é sigla para Certificado de Depósito Bancário, um tipo de investimento em renda fixa muito comum no Brasil. Funciona como um empréstimo feito às instituições financeiras: a pessoa empresta ao banco e recebe o valor de volta com juros. É uma forma que o banco tem de captar dinheiro e financiar suas próprias atividades e, em troca, premiar os usuários que investirem nos títulos lançados. 

Assim como acontece com outros investimentos, o CDB também conta com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), uma espécie de seguro pago em caso de falência do banco emissor do CDB. O FGC protege investimentos de até R$250.000 por instituição financeira e R$1.000.000 por CPF que investe em diferentes bancos.

Outra característica importante dos CDBs é a liquidez, ou seja, a facilidade com que o valor investido pode ser resgatado. Não há necessidade de deixar o valor retido no banco por algum tempo antes de poder sacá-lo. 

Leia também | FGC: o que é e para que serve o Fundo Garantidor de Crédito

O que quer dizer CDB com liquidez diária

Liquidez significa disponibilidade de resgate na conta bancária. Quanto mais rápido for esse processo, maior é a liquidez do investimento. 

Os CDBs têm dois tipos de liquidez: no vencimento ou diária. A liquidez no vencimento significa que o investidor receberá o valor aplicado só na data de vencimento preestabelecida. Na liquidez diária é possível resgatar o valor aplicado a qualquer momento e sem perdas, descontos ou qualquer outra penalidade.

Em geral, o CDB com liquidez diária é indicado pela sigla D+, seguida do número de dias úteis necessários para que o dinheiro retorne à conta corrente. Um investimento D+0, por exemplo, terá o valor creditado na conta no mesmo dia da solicitação. No D+1, o dinheiro entra na conta no dia útil seguinte ao pedido de resgate. No D+30, o montante retorna em 30 dias úteis após o pedido de resgate. 

O CDB com liquidez diária é ideal para atender necessidades emergenciais que possam surgir. Por outro lado, ter acesso ao dinheiro a qualquer momento nem sempre garante os maiores retornos em comparação a investimentos de prazos mais longos ou menor liquidez. 

Leia também | Dicionário financeiro: significado de 15 siglas e termos

Para quem é voltado o CDB

O CDB é considerado um investimento de baixo risco. Por isso, é apropriado para quem tem o perfil de investidor conservador, que busca segurança e prefere não correr grandes riscos. 

Também é indicado para quem tem objetivos de curto ou médio prazo e até para reserva de emergência. Assim, se surgir um imprevisto ou até mesmo uma oportunidade mais proveitosa, basta fazer o resgate do investimento.

Muita gente também opta pelo CDB com liquidez diária para alocar o dinheiro parado em conta corrente, pois é uma forma de fazê-lo render mais, mesmo em poucos dias.

Leia também | Fundos DI: o que são e como podem melhorar seus investimentos?

O que observar na hora de investir em CDB

Antes de investir em um CDB com liquidez diária, é importante avaliar outros fatores relacionados a esse tipo de investimento.

Os principais são:

Resgate

Mesmo com acesso quase imediato ao valor aplicado, podem existir exceções, como os bancos que aplicam prazo de carência para o pedido de resgate. Assim, o CDB até pode ter liquidez diária, mas a solicitação só poderá ser feita após determinado período (90 dias, por exemplo).

Impostos

Os rendimentos do CDB são tributados pelo Imposto de Renda e a alíquota varia de acordo com o prazo do investimento, diminuindo com o tempo. A tabela do IR é regressiva:

Tempo com o títuloAlíquota do IR
Até 180 dias 22,5%
De 181 a 360 dias 20%
De 361 a 720 dias 17,5%
A partir de 721 dias15%

Assim, quanto mais tempo o CDB ficar parado, menos imposto ele pagará em cima do que o dinheiro render.

Além disso, o CDB com liquidez diária também pode ter cobrança de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Mas isso só vai acontecer se o investidor fizer o resgate a menos de 30 dias da aplicação. Depois disso, o CDB é isento de IOF.

Rentabilidade

A remuneração obtida com os CDBs se baseia em taxas de juros que fazem o dinheiro render mais ou menos. São três tipos: pré-fixada, pós-fixada ou híbrida. Na pré-fixada, o investidor já sabe quanto vai receber na data de vencimento, pois o rendimento já foi determinado previamente. É indicada para cenários em que a expectativa é de queda da taxa de juros.

Na pós-fixada, opção mais comum no mercado, as taxas são vinculadas a determinado indexador (como o CDI, que rende algo próximo à taxa Selic) e, portanto, não há como saber quanto o título pagará em rendimentos ao fim do prazo. É indicada para cenários que preveem alta na Selic.

Na híbrida, a rentabilidade do CDB combina os dois modelos anteriores: uma parte é pré-fixada e a outra está vinculada a um indexador, garantindo ao investidor um ganho real acima da inflação. Por exemplo, um CDB que rende 3% ao ano (prefixada) + IPCA (pós-fixada), o que garante rentabilidade de 3% ao ano mais o IPCA do período.

Leia também | Tesouro Selic: o que é e como funciona

Quanto rende um CDB com liquidez diária

Em outubro de 2023, investir em um CDB com liquidez diária do tipo pós-fixado rendeu em torno de 13,44% ao ano, considerando a Selic a 12,75% ao ano.

Assim, após um ano de aplicação, o investimento renderia o equivalente à tabela a seguir:

Valor investidoRendimento após um ano (100% do CDI) (bruto, sem desconto do IR)Rendimento após um ano (110% do CDI) (bruto, sem desconto do IR)
R$1.000 R$1.126,50 R$1.139,15
R$ 2.000 R$2.253,00 R$2.278,30
R$ 3.000R$3.379,50R$3.417,45

Centralize as finanças em um só lugar

Assim como é fácil investir em CDB com liquidez diária, também é importante facilitar a vida de outras formas para não perder dinheiro. A Carteira Digital Serasa permite pagar contas online em um só lugar, de forma fácil, prática, rápida e segura. Por meio dela, é possível fazer recargas de celular, efetuar pagamentos de diversos boletos, organizar as contas, pagar acordos no Serasa Limpa Nome e quitar débitos veiculares com opções de parcelamentos.

Para acessar:

  • ●     Baixe o app da Serasa (iOS ou Android).
  • ●     Caso não tenha cadastro, basta fazer na hora. É rápido e grátis.
  • ●     Faça o login.
  • ●     Pronto! É só aproveitar os serviços que a Carteira Digital Serasa tem para você.
Celular mostrando a carteira digital Serasa

Compartilhe o artigo

Este artigo foi útil?

Escolha de 1 a 5 estrelas para avaliar
Média de avaliação: 4.17 de 5

Artigos relacionados