Entrar

10 dicas de como economizar no fim do ano

É possível curtir as festas sem prejudicar seu orçamento do ano seguinte. Saiba como aproveitar de maneira consciente.

Foto Vanessa Ferreira
Publicado em: 17 de dezembro de 2021.

As festas de fim de ano chegam naquele momento em que está todo mundo cansado do ano que passou, não é mesmo? E na empolgação de aproveitar e comemorar muito, as pessoas acabam exagerando nos gastos. Por isso, as dicas deste texto são para você saber como economizar no fim do ano.

Se você estava preocupado se isso é possível, a resposta é: com certeza! É só ter consciência e começar um planejamento com antecedência. Afinal, ninguém quer começar o ano cheio de contas para pagar, certo?

Por isso, nessa época de Natal e Ano-Novo, economia é a palavra-chave, principalmente no momento de pandemia que o mundo ainda enfrenta, onde milhares de famílias tiveram suas rendas prejudicadas ou até cortadas.

Diante deste cenário, conseguir dicas de como gastar menos nas festas é essencial para, pelo menos, poder comemorar por mais um ano vencido. Para isso, confira alguns macetes e comece o próximo ano sem ficar afogado em dívidas.

Principais despesas de fim de ano

Antes de tudo, entenda quais são as suas principais despesas de fim de ano para conseguir fazer o seu planejamento para a data.

É claro que cada um tem sua particularidade, e as despesas não necessariamente são exatamente iguais às de outras pessoas. No entanto, algumas situações são corriqueiras e comuns entre todos.

Por exemplo, os presentes para os filhos, o marido ou a esposa, pai, mãe, amigos ou até da brincadeira de amigo secreto. Não adianta, há sempre alguém que você queira dar uma lembrancinha.

No dia da ceia, muitas pessoas se preocupam em comer algo diferente, fazer uma mesa bonita e beber algo especial. É claro que isso é importante, porém, os custos não são iguais aos das alimentações do dia a dia.

Muita gente também se preocupa com a roupa nova, um sapato novo e até a roupa íntima de uma cor específica para passar a virada. Tudo isso tem um custo e é melhor se planejar para que não prejudique seu orçamento do começo do ano.

Afinal, não esqueça que, em janeiro, logo no mês seguinte, as contas de IPVA e IPTU chegam e não tem como fugir delas.

10 dicas de como economizar no fim do ano

Então, sabendo que as contas do mês seguinte vão chegar, conheça algumas dicas de como economizar no fim do ano.

1. Aproveite a Black Friday

Praticamente um mês antes do Natal – às vezes mais, às vezes menos –, ocorre a Black Friday, evento que realiza uma série de descontos em produtos de diversas lojas do Brasil e do mundo. A ideia surgiu nos Estados Unidos e marca o início do período de compras do final de ano.

Fique sempre de olho na data, aproveite os reais descontos e tome cuidado para não cair em golpes. Antes de sair comprando, pesquise o preço dos produtos que pretende comprar e só leve um produto para casa se o desconto for verdadeiro.

2. Use o décimo terceiro

Praticamente nesse mesmo período de Black Friday as empresas começam a pagar o décimo terceiro salário dos colaboradores CLTs.

Caso não tenha dívidas para pagar e consiga bons descontos pagando as despesas de fim de ano à vista, aproveite esse benefício pago pela sua empresa e garanta mais economia.

3. Quite suas dívidas

Agora, se tiver dívidas pendentes aí correndo juros sobre juros, esqueça as compras e quite tudo que deve. Essa dica não é só para sair da inadimplência, mas para pensar que evitar altas taxas de juros também é uma forma de economia. Assim, você garante um ano novo sem contas atrasadas para pagar.

No Serasa Limpa Nome, você pode encontrar ofertas para negociar dívidas atrasadas e negativadas com mais de 100 empresas com até 90% de desconto. Ficou interessado? Consulte as ofertas disponíveis para você agora mesmo sem pagar nada por isso.

4. Avalie as compras de presentes

O que realmente é necessário comprar? Faça uma lista de presentes de Natal e avalie se todas essas pessoas precisam de presentes.

Assim que a lista estiver pronta, corte o maior número de nomes possíveis. Aos que ficaram, defina um valor máximo que será gasto com o presente. Se for apenas uma lembrancinha, pague o mínimo possível.

5. Abuse do “Faça Você Mesmo”

E se você puder fazer o presente ao invés de comprar, hein? Ótima ideia, não é? Caso tenha algum dom ou facilidade com artesanato, opte por isso. Mas tome cuidado para o custo da matéria-prima não ser mais caro que comprar o presente pronto.

Essa dica aqui também serve para a ceia. Se for possível fazer, evite comprar refeições prontas. Mas a atenção é a mesma: avalie o custo dos ingredientes x o produto pronto.

6. Pechinche sempre que possível

Entenda que quanto mais desconto tiver, maior será sua economia. Então, não tenha vergonha de pechinchar. Pense o quanto foi sofrido conseguir aquele dinheiro e o tanto que você trabalhou por ele. Mas cuidado para não desmerecer o trabalho de ninguém, combinado?

7. Corra atrás dos descontos

Se as compras são inevitáveis, correr atrás dos descontos também deve ser. Assim como na dica da Black Friday, aproveite as lojas que estão oferecendo descontos reais e compre tudo o que precisa nela.

8. Divida a ceia entre todos os convidados

A ceia vai ser na sua casa com amigos e outros familiares? Por que não dividir as despesas por igual entre todos?

Não precisa ter vergonha de convidar alguém e pedir que leve um prato de comida e também a bebida. Se desejar ter uma ceia mais padronizada, defina em grupo o valor que cada um pode pagar e faça dentro deste orçamento. Depois, é só dividir os gastos para não sair no prejuízo.

Se todos vão se divertir, não é justo ter que arcar com todas as despesas sozinho, correto?

9. Não deixe nada para a última hora

A lei da oferta e demanda tende a deixar tudo mais caro. Sendo assim, evite fazer as compras muito próximo da data. É claro que frutas e outros ingredientes da ceia precisam ser frescos, mas os presentes podem ser comprados antecipadamente. Então, tente fazer isso.

10. Considere o preço do combustível

Essa última dica aqui com certeza não estava sendo considerada, certo? O que ela quer dizer é que se no mercado perto da sua casa os ingredientes estão um pouco mais altos, avalie se realmente faz sentido atravessar a cidade para ir até outro mais barato.

Isso porque o combustível está caro. Então, se for para ir até lá, considere os custos de transporte que terá, seja com seu carro próprio, transporte público, táxi ou até mesmo carro de aplicativo.

Considere também as compras de presentes pela internet. Às vezes, a taxa de frente compensa mais que o valor do estacionamento somado ao combustível.

Utilize a tecnologia para começar o ano sem dívidas

A dica extra de economia para as festas de fim de ano é aproveitar a tecnologia. Alguns sites monitoram preços na internet e te ajudam a encontrar o produto mais barato. Outros te mostram qual o melhor supermercado para fazer compras.

Leia também | Black Friday: oito sites para monitorar preços e fraudes

E para não se atrapalhar na hora de pagar ou ainda conseguir a melhor forma de pagamento, é possível também contar com as carteiras virtuais. Elas te ajudam a

economizar dinheiro e até a comprar de forma mais segura cadastrando seu cartão de crédito.

Um exemplo é a Carteira Digital Serasa. Com ela, é possível parcelar boleto bancário em até 12 vezes, recarregar o celular, receber dinheiro com Pix e muito mais. Além disso, é fácil de usar, 100% segura e não tem custos extras com as transações.

Qualquer ação que te faça economizar nas festas de fim de ano vale a pena, cada centavo conta. Por isso, aproveite cada uma dessas dicas e comece o ano novo sem dor de cabeça!

Leia também | Como entrar o novo ano com a vida financeira em ordem?